Palmas, 13/12/2017

Justica

Palmas

Polícia Civil do Tocantins prende, em Palmas, foragido da Justiça de Rondônia

  • Policiais Civis da Delegacia Interestadual de Capturas (Polinter), coordenados pela delegada Suraia Carvalho Vilela efetuaram a prisão de Robson Alves Felipe, de 42 anos, acusado pela prática do crime de atentado violento ao pudor

Dennis Tavares

Polícia Civil do Tocantins prende, em Palmas, foragido da Justiça de Rondônia



Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins
 
Policiais Civis da Delegacia Interestadual de Capturas (Polinter), coordenados pela delegada Suraia Carvalho Vilela efetuaram a prisão de Robson Alves Felipe, de 42 anos, acusado pela prática do crime de atentado violento ao pudor. Ele foi preso mediante cumprimento de mandado de prisão preventiva, expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Ouro Preto D´oeste (RO), quando se encontrava em uma residência localizada na região sul de Palmas.
 
De acordo com a delegada Suraia Vilela, os agentes da Polinter receberam informações de que um homem foragido da justiça de Rondônia estaria residindo em Palmas, na região sul da Capital. De imediato, os policiais civis deram início às investigações e conseguiram levantar o paradeiro de Robson Alves, o qual foi preso nas imediações de sua residência.
 
De acordo a Titular da Polinter e Capturas, o indivíduo é autor confesso de um crime de Atentado Violento ao Pudor praticado contra um adolescente, de 13 anos, na cidade de Ouro Preto do Oeste (RO). Após os procedimentos legais cabíveis, Robson foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), permanecendo à disposição do Poder Judiciário da Comarca de Ouro Preto D´oeste, cidade para onde deverá ser recambiado, a fim de que possa cumprir a pena.  
 
Conforme explica a delegada Suraia Vilela, "Atualmente, o crime praticado por Robson seria enquadrado como Estupro de Vulnerável (vítima menor de 14 anos), porém, com a revogação da Lei Penal, o crime de Atentado Violento ao Pudor passou a ser crime de Estupro, inclusive quando se tratar também de vítima do sexo masculino. Todavia, à época dos fatos, vigorava o crime de Atentado Violento ao Pudor, sendo que Robson Alves Felipe foi condenado a 7 anos e 6 meses de prisão a cumprir, inicialmente, no regime semiaberto pela prática do referido crime", esclarece.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus