Palmas, 13/12/2017

Justica

Eleições 2018

TRE-TO se prepara para realizar Eleições 2018 com eficiência, segurança e transparência

  • A grande novidade para as eleições do ano que vem é que todos os tocantinenses votarão por meio da identificação biométrica, que possibilitará maior segurança ao processo eleitoral, pois nenhum eleitor poderá se passar por outro na hora do voto

TRE-TO se prepara para realizar Eleições 2018 com eficiência, segurança e transparência



Após seis dias, o ciclo de planejamento para as Eleições 2018 encerrou nesta segunda-feira (25/9), com o objetivo de sistematizar o processo eleitoral e evitar possíveis falhas. O planejamento inclui os 19 processos que compõem o Sistema de Gestão da Qualidade, com atividades e tarefas a serem executadas por meio do Sistema de Padronização de Logística – PADLOG. 
 
A cada eleição a Justiça Eleitoral tem aperfeiçoado o seu Planejamento com vistas a garantir os subsídios necessários para a tomada de decisões e o alcance das metas, primando pelo alinhamento estratégico de celeridade e produtividade na prestação administrativa e jurisdicional, além do fortalecimento da governança, da segurança e da transparência do processo.
 
A grande novidade para as eleições do ano que vem é que todos os tocantinenses votarão por meio da identificação biométrica, que possibilitará maior segurança ao processo eleitoral, pois nenhum eleitor poderá se passar por outro na hora do voto.
 
O coordenador de infraestrutura e suporte do TRE-TO, Valdenir Borges, ressaltou que ao longo desse ano estão previstas muitas atividades para instalação de novos equipamentos de infraestrutura e novos serviços, visando garantir maior desempenho e segurança ao processo eleitoral. "Nosso maior desafio é realizar a restruturação do setor de Tecnologia da Informação e a implementação de software e novos equipamentos recém adquiridos pelo Tribunal", disse.
 
Após a conclusão do Planejamento Integrado, o coordenador de Sistemas Eleitorais (COSEL), Fernando Mendonça destacou a importância da participação dos servidores no planejamento dos processos. "Percebemos que os servidores da Justiça Eleitoral já têm em mente todos os processos e passos que eles devem percorrer para a realização de uma eleição com eficiência, possuímos servidores extremamente competentes e capacitados que são referência para o restante do país", avaliou.
 
O Planejamento das Eleições de 2018 será consolidado pela alta direção e encaminhado para a Corte Eleitoral para aprovação, em seguida será enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus