Sunday, 18 de November de 2018

OPINIÃO


Economia

A escorchante e injusta carga tributária brasileira

20 Apr 2018    15:19
A escorchante e injusta carga tributária brasileira

O brasileiro trabalha mais de 5 meses por ano (153 dias) apenas para pagar impostos, taxas e contribuições aos governos federal, estadual e municipal. Existem cerca de 90 modalidades diferentes de obrigações tributárias que infernizam o cotidiano da população. Neste cipoal de normas tributárias, deve-se considerar que as regras mudam constantemente, para desespero dos contribuintes e alegria dos advogados tributaristas.

Desde 1990, posse de Fernando Collor, primeiro presidente eleito democraticamente depois da ditadura militar, a carga tributária brasileira só cresce. Em 1990 ela correspondia a 23% do PIB, em 2017 chegou a 33% do PIB. Como não houveram condições políticas para aumento de impostos desde 2014, em função de escândalos de corrupção, recessão econômica, impeachment da presidente Dilma, as contas públicas apresentaram um déficit em torno de R$ 150 bilhões, financiados por empréstimos bancários. A situação fiscal de estados como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul é dramática. Ou seja, a carga tributária brasileira que é uma das mais altas do mundo, ainda é pequena para fazer frente aos gastos governamentais, muitos deles inúteis.

Imposto tem uma essência positiva, como mecanismo de redistribuição de renda, visando uma maior justiça social. Aqueles que possuem mais, renda e patrimônio, deveriam pagar mais, em relação aos que têm menos, desse modo subsidiando as necessidades dos mais pobres como: educação, saúde, moradia, segurança, transporte, saneamento básico. Mas aqui, não é isso que acontece. No Brasil, além de se pagar muito em geral, o pobre paga, proporcionalmente mais do que o rico, outra injustiça social. Isto se deve a que a estrutura fiscal no Brasil taxa mais a produção, o trabalho e o consumo, quando deveria taxar mais a renda e o patrimônio. O pobre paga mais porque praticamente toda a sua renda está comprometida com necessidades essenciais: moradia, alimentação, transporte, vestuário, bens e serviços que embutem imposto indireto, assim, a cada 4 pratos de comida, por mais simples que seja, 1 vai para o governo. Podemos dizer que a classe dos mais necessitados vive em uma condição servil e de semiescravidão e que o sistema fiscal é o responsável.

Para atender aos gastos sempre crescentes da máquina pública, executivo, legislativo, judiciário, empresas estatais, os "senhores feudais de plantão", não importando a ideologia política, só conhecem um caminho: aumentar impostos, infelicitando os brasileiros e impedindo um real crescimento econômico e uma melhor condição de vida.

*Celso Luiz Tracco é economista e autor do livro Às Margens do Ipiranga - a esperança em sobreviver numa sociedade desigual.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

61

PARABÉNS!
PARABÉNS!

60

BOM
BOM

92

AMEI!
AMEI!

50

KKKK
KKKK

56

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

44

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

56

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Carga Tributária Brasil PIB

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Tocantins

ATM diz que há enorme preocupação diante da saída dos médicos cubanos

De acordo com a Organização Panamericana da Saúde (OPAS), atualmente são 8.500 médicos cubanos atuando na Estratégia Saúde da Família e na Saúde Indígena no Brasil.

Entrega de Apartamentos

Governo do Estado entrega obras do Minha Casa Minha Vida nesta segunda-feira

A área de 9.005, 40m2, onde os 160 apartamentos da Faixa 1, do Minha Casa Minha Vida – Entidades, foram construídos foi doada pelo Governo do Estado, por meio da Companhia Imobiliária do Tocantins (Terratins).



saúde

Governador do Tocantins entrega mais de 250 mil reais para que pesquisadores possam desenvolver pesquisas para o SUS

O evento acontece nesta segunda-feira, 19, na sala de reuniões do Palácio Araguaia


Serviço

Procon/TO abre mais um canal de comunicação com o cidadão

Para o gerente de Educação para o consumo, o entendimento sobre as diretrizes do Código de Defesa do Consumidor (CDC) Lei nº: 8.078/1990 é fundamental para se estabelecer o equilíbrio nas relações de consumo


Destaque

Ciclista de Gurupi acumula três medalhas nos Jogos Escolares da Juventude de Natal / RN

Em uma prova muito intensa sob um forte sol do município de Macaíba, local onde foi realizado o Ciclismo na edição 2018 dos Jogos, as três atletas disputaram os 35 minutos de prova sem se desprender uma da outra.


Moradia

Prefeitura e Governo Federal assinam contrato para construção de mais 500 casas no Jardim Vitória II


Norte do TO

SESI realiza corrida de rua em comemoração aos 60 anos de Araguaína


Tocantins

Fábrica de blocos e artefatos de concreto é inaugurada na Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional


Trabalho

Instituto Fecomércio abre vaga de estágio para 5 cidades


Concurso da PM

MPE recomenda anulação de concurso da PM e contratação de outra empresa para organizar novo certame


Gurupi

Governador prestigia programação de aniversário de Gurupi e autoriza obras



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira