Monday, 21 de May de 2018

Monday, 21 de May de 2018

OPINIÃO


Brasil

A independência e a harmonia dos poderes

10 Jan 2018

"São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário". O enunciado no artigo 2º da Constituição Federal determina o tripé em que o Estado brasileiro deve se sustentar, com a autonomia de cada um dos três poderes. No entanto, a prática nos conduz a um perigoso desequilíbrio. O presidente da República, titular do Executivo, acaba de ter questionados os seus direitos de conceder o indulto natalino aos detentos e até de nomear os membros de seu ministério. E quem o impede do exercício de sua autoridade é o Judiciário, através de ações propostas por terceiros ou de ato próprio, como o dos ministros do TST (Tribunal Superior do Trabalho), que pretendem aplicar apenas parcialmente a reforma trabalhista gerada pelo Executivo e aprovada no Legislativo.

Indubitavelmente, tudo o que os diferentes segmentos da sociedade não conseguem modular e apaziguar pelos próprios meios deve ser colocado sob a apreciação do Judiciário, que tem entre suas tarefas o dever de encontrar o ponto de equilíbrio. Nos últimos anos e sob o escudo do regime democrático, os políticos, em vez de resolver suas divergências, têm passado abusivamente a tarefa ao Judiciário, através de ações, muitas delas estapafúrdias e destinadas apenas a sustentar o embate. Esse procedimento levou ao total enfraquecimento institucional do Executivo e do Legislativo e ao e empoderamento por vezes questionável do Judiciário. Atos presidenciais, como a nomeação ministerial, acabam revogados por juízes de primeira instância, baseados a quilômetros de distância.

Potencializam a desgraça do Executivo e Legislativo as descobertas de corrupção praticada pelos seus membros, como o Mensalão e as propinas em apuração pela Operação Lava Jato, destinadas ao sustento de campanhas eleitorais, que servem também para o enriquecimento ilícito. Tanto que o território antes inexpugnável do Congresso Nacional e as residências oficiais de autoridades passaram a ser devassados por operações policiais autorizadas pela Justiça. O presidente da República, político experiente que é, deveria acautelar-se na distribuição de benesses e na escolha de auxiliares, e o mesmo deveria ser feito por seus ministros, parlamentares e integrantes da vida política. Todos esses senhores e senhoras têm missões de alta importância a cumprir em nome do povo e jamais poderiam estar na pauta da suspeição.

Os membros do Judiciário, também, devem se precaver para sua nobre missão e não cair no hoje pantanoso terreno da política partidária. Precisamos ter, de volta, a independência e a harmonia dos poderes, exercida com zelo e responsabilidade. Aqueles que forem incapazes de assim agir, não merecem a investidura na função pública e a ela deveriam renunciar. "O Brasil espera que cada um cumpra com o seu dever", já dizia o almirante Barroso, na Batalha do Riachuelo...  
 
*Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) 

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

20

PARABÉNS!
PARABÉNS!

20

BOM
BOM

18

AMEI!
AMEI!

16

KKKK
KKKK

19

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

16

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

21

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:

Gerente de Planejamento

Ciência & Tecnologia

Gerente de Planejamento


Eleições 2018

Kátia Abreu: “vou fechar a torneira da corrupção para devolver o dinheiro do povo”

Candidata recebe apoio em Pedro Afonso e Itacajá ao apresentar propostas para desenvolvimento e combate à pobreza

Eleições 2018

“Salvadores da pátria levaram TO à bancarrota”, diz Carlesse

“Os que de fato lutam para melhorar o Estado estão aqui, nesse palanque, porque acreditam em um projeto de estabilidade. Que lutam por um Tocantins melhor para todos”, disse, sobre seus aliados.



Tocantins

MPE denuncia acusado de extorquir dinheiro de mulher com fotos íntimas

Apurou-se que as ameaças se intensificaram e a vítima, coagida e intimidada, aceitou entregar a quantia de R$ 300,00


Eleições 2018

Na Fieto, Vicentinho indicou a possibilidade de reduzir a carga tributária do Tocantins

Vicentinho Alves demonstrou preocupação com as contas públicas e destacou a necessidade do governo do Estado “não gastar mais do que arrecada”.


Educação

População de Guaraí ganha a 8ª unidade do Colégio da Polícia Militar

A solenidade realizada na tarde desta quinta-feira, 17, contou com a presença da secretária da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar e do comandante da Polícia Militar, coronel Jaizon Veras Barbosa


Rally Baja Jalapão

4º Rally Baja Jalapão 500: roteiro passará por três cidades


Márlon Reis

“Precisamos que o Governo diminua para que a Tocantins cresça”, diz Márlon Reis durante encontro na Fieto


Tocantins

Justiça do Tocantins descumpre decisão do STJ sobre prisão domiciliar


Campanha

Hospital Municipal de Araguaína conscientiza pais sobre abuso e exploração sexual infantil


Festival

Festival atrai pesquisadores do circo brasileiro


Mário Lúcio

“Entendo que só a política séria pode melhorar a vida das pessoas”, diz Mário Lúcio na TV em Araguaína



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira