Tuesday, 20 de February de 2018

Tuesday, 20 de February de 2018

OPINIÃO


Ciência & Tecnologia

Aspectos Centrais sobre TI: na pesquisa - parte 5

01 Feb 2018    18:26
Aspectos Centrais sobre TI: na pesquisa - parte 5

Inovar é fazer o novo. Essa novidade é tanto organizacional quanto ambiental. As inovações organizacionais, de forma bem simples, é fazer alguma coisa de forma nova, ainda que essa novidade já seja velha para outras organizações; inovação ambiental é quando se faz alguma coisa que nenhuma organização jamais fez antes. Evidentemente que entre os cientistas há muita discussão sobre essas duas classificações, mas o que importa aqui é que se compreenda os dois âmbitos de atuação dos esforços das pessoas para fazer o novo, para inovar. A inovação tecnológica é fazer o novo nas organizações ou nos ambientes (mercados, por exemplo) usando o conhecimento científico. Tecnologia é, como consequência, o uso da ciência de alguma forma prática. Tecnologia é ciência aplicada. Este artigo tem como objetivo mostrar como as organizações de ciência e tecnologia nacionais de excelência têm usado a TI em suas operações na inovação tecnológica.

Talvez a inovação tecnológica seja um dos produtos que mais caracterizem as organizações de ciência e tecnologia. Pelo menos deveria ser essa sua característica central: manusear conhecimentos científicos para que fossem descobertos ou aperfeiçoados artefatos passíveis de suprir necessidades do ambiente interno ou externo. Essa definição é o que correntemente as organizações que têm conseguido inovar tecnologicamente têm utilizado para direcionar seus esforços e recursos, o que inclui, naturalmente, suas capacidades e pessoal de TI, em busca desse objetivo comum.

Grosso modo, o que o pessoal de TI tem feito é utilizar sistemas que lhes possibilitem identificar necessidades de mercado (a partir do conhecimento de clientes, fornecedores e concorrentes, por exemplo) que suas organizações podem suprir. Um exemplo disso foi uma instituição que percebeu e enorme demanda por serviços de internet de sua região. Seu pessoal de TI mapeou os tipos de serviços que poderiam ser oferecidos, elaborou um plano de suprimento e apresentou à direção, que imediatamente decidiu pela operação. Inovaram tanto no sistema de geração quanto no de manutenção do serviço. E o interessante é que a execução desse plano de negócios eliminou os péssimos serviços de internet que o pessoal de TI oferecia ao seu público interno.

Outra instituição disponibilizou a seus pesquisadores, semanalmente, todas as informações disponíveis nas bases de dados internacionais sobre as inovações nas áreas de pesquisas de cada grupo de pesquisa e de cada pesquisador. O pessoal de TI, que desenhou e executou o projeto desse serviço, também encontrava clientes no ambiente local e regional para os conhecimentos e inovações gerados pelos pesquisadores institucionais, transformando-se no braço direito do pessoal de extensão daquela organização. Em menos de dois anos o dinheiro e as parcerias firmadas transformaram essas atividades na principal fonte de financiamento institucional.

Outro tipo de serviço muito comum nas organizações de excelência prestado pelo pessoal de TI é a intermediação no depósito e registro de patentes e marcas. A geração do monte de documentos que a burocracia exige foi simplificada com um sistema desenhado e executado pelo próprio pessoal de TI, colocado à disposição dos pesquisadores da sua organização. Resistentes inicialmente, os pesquisadores depois reconheceram que sem a persistência e a inovação do pessoal de TI aquela organização não teria conseguido a posição de destaque que hoje usufrui. Não foi o sistema em si que revoluciou as atividades institucionais, mas a maneira de ver as coisas, de perceber a relação pesquisadores x instituição x ambiente e executar essa percepção.

O pessoal de TI envolvido nessas atividades desafiadoras reconhecem que agir dessa forma não é para qualquer um. Duas razões explicam esse desafio: primeiro, o pessoal tem que fazer com perfeição o que todos deveriam fazer, que é funcionar com adequação e sem falhas todos os sistemas internos; segundo, ir além, criando novos desafios para a TI, já que o tradicional está dominado. Isso quer dizer que o pessoal de TI tem um desafio simples antes de se tornar excelente: fazer funcionar a TI internamente. Se a equipe não consegue fazer bem o seu serviço tradicional, como convencer outros setores e unidades de novos projetos, interrogam-se.

De fato, parece que o caminho que as equipes de TI inovadoras têm percorrido é primeiro tornar excelentes seus serviços internos. Em seguida, com base no seu portfólio de excelência setorial, identificar as necessidades das equipes de pesquisas institucionais e supri-las, também com excelência. Esse suprimento, vale ressaltar, não pode prejudicar outros setores internos, evitando-se que a excelência em uma área seja o resultado da ineficiência em outras. Pessoal de TI de excelência é um pessoal que amplia seu escopo de excelência. Finalmente, obtida a excelência interna, a TI está pronta para alçar vôos maiores, procurando a inovação ambiental.

Muitas organizações obtêm o sucesso fazendo melhor o que as outras fazem bem. Mas, para que possam fazer pelo menos bem os seus serviços, precisam saber identificar problemas e desenhar suas soluções. Tanto uma quanto outra fase representam desafios de alteridade, que é essa abertura que uma pessoa ou grupos de pessoas se dá em direção ao outro, na compreensão de suas dificuldades e estabelecimento de parcerias para que, juntos, possam demonstrar suas capacidades de superação.

As complexidades organizacionais são tantas, atualmente, que seriam praticamente incompreensíveis sem o auxílio essencial da TI e de seu valoroso pessoal. Agir em conformidade com o campo da TI é importante, mas não é essencial. A experiência tem mostrado que quanto o pessoal de TI age sempre focado exclusivamente na TI os serviços que prestam são cheios de falhas e geram muitos conflitos. A busca de alteridade, que é ir além da visão setorial, parece ser o que as instituições de excelência têm praticado para transformar seu pessoal de TI em auxílio fundamental nas inovações que têm conseguido realizar e alcançar seus objetivos institucionais.


*Daniel Nascimento-e-Silva, PhD

Professor e Pesquisador do Instituto Federal do Amazonas (IFAM)

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

12

PARABÉNS!
PARABÉNS!

11

BOM
BOM

12

AMEI!
AMEI!

17

KKKK
KKKK

10

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

13

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

16

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Opinião Ciência & Tecnologia TI

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Resolve Palmas

Resolve Palmas inaugura a terceira unidade na Capital nesta terça-feira 20, no Shopping Capim Dourado

Mais uma unidade do Resolve Palmas será aberta na Capital nesta terça-feira, 20, às 14 horas, com sede no Capim Dourado, às 14 horas

Palmas Solar

Palmas Solar movimentou mais de R$ 2,5 milhões na Capital em dois anos

Esse valor se refere aos investimentos feitos por moradores e comerciantes de Palmas que aderiram ao programa de incentivo à geração de energia solar e que oferece incentivos fiscais aos interessados



Vicentinho

Deputado federal Vicentinho Junior esteve em Palmeirópolis e municípios do Sudeste

O deputado foi recebido com entusiasmo por populares e líderes políticos


Dimas

Ao lado de Vicentinho Alves, Dimas recebe respaldo total do prefeito de Wanderlândia

Encontro realizado na manhã do último sábado, 17, também contou com a presença de vereadores e lideranças políticas da região


Rio de Janeiro

Intervenção no Rio de Janeiro afeta reforma da Previdência

A decisão do presidente Michel Temer de decretar intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro afeta diretamente o andamento da reforma da Previdência (PEC 287/16), cuja votação estava prevista para a próxima semana


Amastha

Em vídeo, Amastha detalha descontos do IPTU, reforça diálogo e faz apelo a servidores


Ciência & Tecnologia

Aspectos centrais sobre TI na Gestão Institucional - Parte 7


Palmas

Amastha prestigia abertura de empreendimento que investiu meio milhão de reais em Palmas


Tocantins

Projetos sociais desenvolvidos nas unidades prisionais do Tocantins transformam vidas de detentos


Palmas

Prefeita em exercício entrega chave da cidade para presidente do Comadec


Ataídes

Em reunião com trabalhadores rurais, Ataídes concluiu programação no Bico do Papagaio, nessa quinta



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira