Monday, 10 de December de 2018

OPINIÃO


Oi

Big data: o principal agente na era das cidades inteligentes

11 Dec 2017

Não é mania de perseguição. Receber um cupom de desconto de uma determinada marca ao interagir com o smartphone próximo de uma loja dessa mesma marca é parte de uma estratégia de marketing traçada com base na análise de dados. Consiste na união de hábitos de consumo, relacionamento (CRM) e localização geográfica. Ao utilizar uma rede de dados móveis ou aplicativos com autorização para a captura de informações do GPS, o cliente concede a posição e permite monitorar o seu deslocamento em troca de soluções personalizadas, gerando benefícios individuais e coletivos. Para as empresas, informações como essas possibilitam aumento na taxa de retorno para cada real investido em marketing.
 
Com a ampliação de pessoas conectadas e o avanço das possibilidades de análise de dados, surgem metodologias e maneiras de usar o big data em pesquisas de campo sobre o comportamento dos cidadãos em uma determinada cidade. No que tange locomoção, por exemplo, esse sensoriamento permite gerar uma matriz de origem e destino para entender os problemas de congestionamento e lotação do serviço de transporte público. Informações preciosas para os setores públicos. Quanto aos hábitos de consumo, permite o envio de mensagens personalizadas que vão ao encontro do interesse de dada pessoa, ao invés do temido spam que assombra diariamente.
 
Se o tema mobilidade urbana é lugar comum quando se trata de geolocalização, vale avaliar como o uso do big data pode impactar no planejamento dos grandes centros. Plataformas disponíveis no mercado possibilitam, atualmente, que secretarias de desenvolvimento urbano estabeleçam prioridades. Seguindo as premissas do big data – velocidade, volume, variedade, veracidade e valor –, soluções que melhoram o dia a dia dos cidadãos podem ser entregues a partir de perguntas simples: ondes os grupos moram? Onde trabalham? Como eles se locomovem? Qual o hospital mais próximo? Insights como a definição da construção de uma nova escola surgem de questões que (in)conscientemente todos ajudam a responder com um celular em mãos, trabalhando os dados de forma agrupada e respeitando a privacidade de cada indivíduo.
 
São diversas as frentes de atuação no conceito de cidades inteligentes. É possível instalar sensores em postes de luz das cidades, em vagas de estacionamento, câmeras de vídeo monitoramento. Com informações precisas de cada localidade geradas por esses dispositivos e o cruzamento dos dados oriundos dos smartphones, é viável propor soluções que ajudam o dia a dia do cidadão. Com sensores pluviométricos, por exemplo, se desenvolve plano de evacuação completo e confiável para a Defesa Civil e outros órgãos competentes trabalhar preventivamente em situações de sinistro causadas por temporais. Ou seja, salvam-se vidas.
 
O big data também permite que secretarias de turismo consigam estimar com mais precisão a quantidade e a origem de visitantes da cidade em uma determinada época do ano. Ao considerar grandes eventos, como carnaval, réveillon, feiras e shows, informações armazenadas sobre hábitos coletivos são ativos na construção de estratégias de logística e segurança, além de otimizar recursos e auxiliar na priorização de ações de mídia para obter novos turistas. Reforçando, os dados são tratados de forma agrupada e anônima, nunca sendo individualizados. Longe de uma hipotética teoria da conspiração, como se pode ver, o big data é uma ferramenta de transformação – o principal agente na era das cidades inteligentes, sendo um forte aliado para tomada de decisões.
 
*Sérgio Rosa, Gerente de Inteligência Geográfica da Oi

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

18

PARABÉNS!
PARABÉNS!

19

BOM
BOM

19

AMEI!
AMEI!

17

KKKK
KKKK

20

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

16

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

17

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:

Liberdade de Imprensa
FENAJ emite nota oficial

Rio dos Bois

Vice-governador Wanderlei Barbosa participa de solenidade de entrega de obras no interior do Tocantins

Durante a cerimônia, foi inaugurado no Setor Ayrton Senna, uma Feira Coberta, urbanização e área de lazer, quadra de futebol e vôlei de areia, bueiro duplo na Fazenda Britânia, mata-burros e entrega de veículos.

Educação

MEC libera R$ 5,7 milhões para instituições federais vinculadas no estado do Tocantins

Com o repasse desta semana, o MEC mantém em 100% a liberação de recursos financeiros das despesas liquidadas de obras, equipamentos, serviços e outras despesas de funcionamento.


Reconhecimento

Projetos de promotores que ajudaram a transformar a realidade social são premiados pelo MPE

O Procurador-Geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, destacou que os projetos premiados não demandaram recursos adicionais da instituição


Tocantins

Atendimentos em saúde nas próprias unidades penais geram vantagens para os municípios e para o Sispen

O diretor de Políticas e Projetos de Educação para o Sistema Prisional, Oseias Costa Rego, considera que esse tipo de parceria com os municípios é de suma importância.


Imbróglio

Acionistas da Agência de Fomento ajuízam ação e impedimento do presidente e de diretor da Agência


Serviço

Semana Estadual de Direitos Humanos será realizada de Norte a Sul do Tocantins


Solidariedade

Campanha de Natal da Seduc promove solidariedade e integração dos servidores


AEM-TO

Metrologia Estadual verifica radares na região norte do Tocantins


Anulação de Exonerações

MPE ajuíza ação para anular exonerações de delegados regionais e de servidoras da delegacia de combate à corrupção


Tocantins

Repasse adicional de 1% do FPM entra nos cofres das prefeituras nesta sexta-feira, 07; ATM estima R$ 60 milhões distribuídos aos Municípios



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira