Saturday, 22 de September de 2018

Saturday, 22 de September de 2018

OPINIÃO


Fake News

"Fake news", obra de mentes deformadas

15 Jan 2018

As "fake news" – ou notícias falsas, em português – constituem a nova preocupação do Tribunal Superior Eleitoral, que pretende adotar medidas contra seus autores e/ou multiplicadores. Depois de denunciada como prejudicial nas campanhas dos presidentes Donald Trump (Estados Unidos) e Emmanuel Macron (França), a boataria também ganhou importância no convulsionado meio político brasileiro. Tanto que a Justiça Eleitoral e os órgãos de defesa estudam a possibilidade de contê-la e correm até o risco de reviver a abominável censura de cujo fim tanto se vangloriam os democratas tupiniquins. Os envolvidos nessa tarefa precisam atentar para a necessidade de conter as mentiras, mas sem impor amarras aos meios de comunicação. Agir como na popular postura de não matar o veado mas também não deixar a onça morrer de fome.

A popularização da internet ensejou o acesso de todos os indivíduos aos canais de comunicação de massa, representado pelas redes sociais – facebook, tuiter, whatsapp e outras – e muitos, ao verem seus escritos e imagens multiplicados na rede, sentiram-se "jornalistas", passando a cometer abusos. Pior que isso, em meio aos embates políticos e sociais, surgiram os profissionais  que alugaram suas penas e montaram os "blogs sujos", de que tanto se tem falado no Brasil de ultimamente. Estão aí as fontes geradoras das "fake news".

É importante considerar, no entanto, que mesmo causando o desconforto e por vezes a repulsa de suas vítimas, esses indivíduos não chegam a ser confundidos com a imprensa regularmente estabelecida e, principalmente, de reputação fundada no trabalho já prestado à comunidade. Por mais sensacionalista ou maldosa que seja, uma "fake new" não tem a  credibilidade de uma notícia publicada num jornal, revista, emissora de radio ou TV ou mesmo em site assinado por profissionais reconhecidos e respeitados. Ao deparar com um informe veiculado por uma dessas fontes duvidosas, o leitor a verifica, mas nele só vai acreditar depois de conferir com o que disse a respeito o veículo de comunicação tradicional, feito pelos profissionais que a comunidade conhece e respeita.

Assim sendo, as "fake news", devem ser reconhecidas como uma deformação social e até intelectual de seus autores e tratadas como tal. Não podem ser confundidas com as notícias e reportagens – mesmo as de cunho mais ácido – divulgadas na mídia tradicional que, para realizá-las, coloca em jogo toda a sua credibilidade e a dos seus profissionais. Não podemos tomar travessuras cometidas na rede como jornalismo. E, para mitigar os danos de qualquer informação veiculada, tanto na rede quanto na mídia, há um vasto ordenamento jurídico capaz de alcançar aqueles que agem indevidamente e lhes impor penas e reparações...  

Notícia é coisa séria. "Fake news" é marginalidade política, social e até profissional. Seus autores e veiculadores merecem, no mínimo, o desprezo geral...
 
*Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) 

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

37

PARABÉNS!
PARABÉNS!

49

BOM
BOM

36

AMEI!
AMEI!

31

KKKK
KKKK

38

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

29

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

30

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


SEMANA NACIONAL

Tocantins reduz óbitos de pedestres e ciclistas no trânsito

Ações integradas de prevenção de acidentes no trânsito salvam vidas de pedestres e ciclistas no estado. Redução foi de 26% e 56%, respectivamente

Saúde

MPE obtém decisão judicial acerca de acúmulo de lixo no Hospital Regional de Araguaína

Segundo a Promotora de Justiça Araína Cesárea Ferreira Santos D’Alessandro, manter o ambiente hospitalar limpo e livre de contaminação de qualquer espécie é uma obrigação do Estado



Pecuária

Seagro oportuniza discussão sobre caprinocultura do leite em palestras na Expopalmas

A diretora reforçou que todo processo de pecuária é preciso que seja acompanhado por um técnico, seja médico veterinário, zootecnista ou engenheiro agrônomo.


Pesquisa Fieto

Pesquisa Fieto/Vetor indica vitória de Carlesse no primeiro turno

A segunda rodada da pesquisa Fieto/Vetor foi divulgada nesta sexta-feira, 21. O intervalo de confiança é de 95% e margem de erro máximo estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.


Polícia Fazendária

Estado terá Batalhão da Polícia Militar Fazendária

A criação do Batalhão da Polícia Militar Fazendária atende também a uma antiga reivindicação dos servidores do Fisco.


Saúde

Instalação da máquina de radioterapia de Araguaína deve ser concluída em 90 dias


Esporte

Meia Maratona do Tocantins será realizada dia 1º dezembro com premiação de mais de R$ 55 mil


Ocorrência

Polícia Civil prende suspeito por tráfico de drogas no Extremo Norte do Estado


Infância

Candidatos ao governo do Tocantins são convidados a assumir compromisso com a infância: César Simoni é o primeiro


Investimentos

Obras do Fórum de Araguaína e de entupimento da “cratera” da TO-222 em Araguaína são vistoriadas


Carlesse

Multidão recepciona Carlesse e reunião vira grande caminhada em Gurupi



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira