Wednesday, 21 de November de 2018

OPINIÃO


Álcool e Drogas

O cuidado com usuários de álcool e outras drogas

17 Jul 2017

Quando falamos de vícios destrutivos, como o uso abusivo de álcool e outras drogas, o primeiro cuidado fundamental é nos despirmos de preconceitos e descriminações. É importante ter em mente que todas as pessoas que enfrentam situações assim são seres humanos como todos nós.
 
Por isso, elas precisam de um tratamento interdisciplinar com psicanalisas, psicólogos, médicos e profissionais de outros campos do saber. Esse cuidado deve ser dentro da comunidade onde vivem, produzindo inclusão social e não através da internação e do isolamento do sujeito da sociedade.
  
Atualmente, no Brasil, existem duas propostas de tratamento ao uso abusivo de álcool e outras drogas: a proposta da abstinência e o projeto de redução de danos.
 
A abstinência acredita que o objetivo fundamental do tratamento deve ser induzir o sujeito a deixar de consumir totalmente a substância. O método principal para atingir esse objetivo é a internação psiquiátrica e a intervenção do saber médico. A história nos mostra que o excesso de internações psiquiátricas e intervenções forçadas tendem a produzir pré-conceitos, exclusão social e não resolvem o problema.
 
Por outro lado, a redução de danos aposta que é preciso escutar o sujeito em sua singularidade, em sua história, e junto com ele criar uma rede de cuidados. Ela deve ser construída por uma equipe de saúde interdisciplinar, com intervenções que devem ocorrer dentro da comunidade onde vive o indivíduo e não tendo nunca a internação psiquiátrica como referência.
 
O objetivo principal não será fazer com que o usuário pare ou não de usar totalmente a droga. A proposta é reduzir os danos sofridos pelo uso abusivo das drogas, além de fazê-lo conseguir sua reinserção social e a melhoria de sua qualidade de vida.
 
Vivemos um momento grave em nosso país onde atos que ferem os diretos humanos vêm sendo usados diante das questões das drogas. Antes as drogas eram consumidas de forma escondida, velada, agora há espaços em que elas estão a céu aberto para todos verem. Isso incomoda a muitos.
 
Atos de violência policial, internações por ordem judicial e diversos atos de agressão aos usuários de álcool e outras drogas vem sendo tomada de forma abusiva e descontrolada. Ao internar de forma desmedida se esconde o indivíduo da sociedade, não se propõe uma solução para o problema.
 
É preciso enfrentarmos o problema de frente. Potencializar o trabalho da Redução de Danos, abrir a discussão sobre a descriminalização das drogas e tomarmos posições éticas firmes. As drogas não devem ser problema de polícia, mas questão de saúde pública.
 
 
*IBRAPCHS – Instituto Brasileiro de Psicanalise Clínica, Ciências Humanas e Sociais
 
Felipe Vianna Pinheiro é psicanalista e professor do Instituto Brasileiro de Psicanálise Clínica, Ciências Humanas e Sociais (IBRAPCHS). É também psicólogo, doutorando em Psicologia Clínica na PUC-RJ, Mestre em psicologia na UFF, Especialista em psicanálise e saúde mental pela UERJ. Trabalha com pacientes psicóticos e usuários de álcool e outras drogas em equipe multidisciplinar em diferentes dispositivos da rede de saúde mental. Experiência de Docência com ênfase nos temas ligados à psicanálise, Saúde Mental e Saúde Coletiva.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

19

PARABÉNS!
PARABÉNS!

12

BOM
BOM

10

AMEI!
AMEI!

13

KKKK
KKKK

12

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

12

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

6

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:

Liberdade de Imprensa
FENAJ emite nota oficial

Reabilitação

Governo entrega equipamentos a pacientes do CER de Palmas

Os equipamentos foram adquiridos este ano, com um investimento de quase R$ 3 milhões

Entrega de Moradias

Mauro Carlesse e ministro das Cidades entregam apartamentos do Residencial Parque da Praia

A iniciativa faz parte da política habitacional do Governo do Estado e conta com o recurso do governo federal, por meio do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS).



Investigações MPE

MPE movimenta 108 mil processos judiciais, 35 mil inquéritos policiais e instaura 7 mil procedimentos investigativos em 2017

Também é mostrado que o Ministério Público do Tocantins possuía 121 cargos de membros providos em 2017, o que corresponde a 8,7 membros para cada grupo de 100 mil habitantes.


Municípios

Promessas de maio da Presidência da República e do Congresso são cobradas por prefeitos

Liderados pela ATM, prefeitos do Tocantins estão na capital Federal para cobrar Encontro de Contas previdenciárias, UPAS, Nova Lei de Licitações, Royalties de Petróleo, entre outras demandas


Conscientização

Semana da Consciência Negra promovida pela Seciju iniciou com panfletagem e palestra no IFTO

A programação da Semana da Consciência Negra segue com mais ações de panfletagem em vários pontos da Capital.


Energisa

Ação de Segurança com a comunidade leva informação para crianças e adolescentes


Crise e Renuncia

Deputado Estadual Olyntho Neto comunica afastamento como líder do governo na AL


Porto

Solidariedade, promessa de concurso e aula marcam evento em Porto Nacional


Tocantins

Educação e SBH certificam vencedores do concurso de vídeos Todos Contra a Hanseníase


Sul de Palmas

Famílias na região da Capadócia recebem alimentos em ação de solidariedade


saúde

Governador do Tocantins entrega mais de 250 mil reais para que pesquisadores possam desenvolver pesquisas para o SUS



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira