Sunday, 21 de July de 2019

OPINIÃO


Álcool e Drogas

O cuidado com usuários de álcool e outras drogas

17 Jul 2017

Quando falamos de vícios destrutivos, como o uso abusivo de álcool e outras drogas, o primeiro cuidado fundamental é nos despirmos de preconceitos e descriminações. É importante ter em mente que todas as pessoas que enfrentam situações assim são seres humanos como todos nós.
 
Por isso, elas precisam de um tratamento interdisciplinar com psicanalisas, psicólogos, médicos e profissionais de outros campos do saber. Esse cuidado deve ser dentro da comunidade onde vivem, produzindo inclusão social e não através da internação e do isolamento do sujeito da sociedade.
  
Atualmente, no Brasil, existem duas propostas de tratamento ao uso abusivo de álcool e outras drogas: a proposta da abstinência e o projeto de redução de danos.
 
A abstinência acredita que o objetivo fundamental do tratamento deve ser induzir o sujeito a deixar de consumir totalmente a substância. O método principal para atingir esse objetivo é a internação psiquiátrica e a intervenção do saber médico. A história nos mostra que o excesso de internações psiquiátricas e intervenções forçadas tendem a produzir pré-conceitos, exclusão social e não resolvem o problema.
 
Por outro lado, a redução de danos aposta que é preciso escutar o sujeito em sua singularidade, em sua história, e junto com ele criar uma rede de cuidados. Ela deve ser construída por uma equipe de saúde interdisciplinar, com intervenções que devem ocorrer dentro da comunidade onde vive o indivíduo e não tendo nunca a internação psiquiátrica como referência.
 
O objetivo principal não será fazer com que o usuário pare ou não de usar totalmente a droga. A proposta é reduzir os danos sofridos pelo uso abusivo das drogas, além de fazê-lo conseguir sua reinserção social e a melhoria de sua qualidade de vida.
 
Vivemos um momento grave em nosso país onde atos que ferem os diretos humanos vêm sendo usados diante das questões das drogas. Antes as drogas eram consumidas de forma escondida, velada, agora há espaços em que elas estão a céu aberto para todos verem. Isso incomoda a muitos.
 
Atos de violência policial, internações por ordem judicial e diversos atos de agressão aos usuários de álcool e outras drogas vem sendo tomada de forma abusiva e descontrolada. Ao internar de forma desmedida se esconde o indivíduo da sociedade, não se propõe uma solução para o problema.
 
É preciso enfrentarmos o problema de frente. Potencializar o trabalho da Redução de Danos, abrir a discussão sobre a descriminalização das drogas e tomarmos posições éticas firmes. As drogas não devem ser problema de polícia, mas questão de saúde pública.
 
 
*IBRAPCHS – Instituto Brasileiro de Psicanalise Clínica, Ciências Humanas e Sociais
 
Felipe Vianna Pinheiro é psicanalista e professor do Instituto Brasileiro de Psicanálise Clínica, Ciências Humanas e Sociais (IBRAPCHS). É também psicólogo, doutorando em Psicologia Clínica na PUC-RJ, Mestre em psicologia na UFF, Especialista em psicanálise e saúde mental pela UERJ. Trabalha com pacientes psicóticos e usuários de álcool e outras drogas em equipe multidisciplinar em diferentes dispositivos da rede de saúde mental. Experiência de Docência com ênfase nos temas ligados à psicanálise, Saúde Mental e Saúde Coletiva.

COMPARTILHE:


Confira também:


Cuiabá

Em encontro com o ministro Dias Tofolli, presidente do TJTO defende autonomia dos Tribunais para aprovar projetos de interesse do Judiciário estadual

Do encontro convocado pelo ministro Dias Toffoli e no qual ele franqueou a palavra a todos os presidentes dos tribunais, saiu a Carta de Cuiabá

Estacionamento Rotativo

Tribunal de Justiça reconhece competência do TCE para emitir cautelar durante julgamento sobre o Estacionamento Rotativo de Palmas

O relator do processo, desembargador Ronaldo Eurípedes, apresentou seu voto no último dia 27 de junho negando o pedido da empresa com fundamento. no posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF)



Seciju

Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado

Equipes técnicas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) participaram de reuniões para fortalecimento da Rede de Proteção e realizaram ações de sensibilização nas praias de Porto Nacional e Pedro Afonso e fortaleceram a Rede de Proteção.


PM

Ação conjunta da Polícia Civil do Tocantins e da Polícia Militar de Goiás resulta na prisão de homicida foragido de Araguaína

Ele é suspeito de ser o autor de pelo menos dois homicídios praticados, em Araguaína, nos anos de 2018 e 2019 e foi capturado, mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva, oriundos da 1° Vara Criminal da Comarca de Araguaína.


Regularização

Governo inova em gestão e abre portas do Instituto de Terras do Tocantins para estágio em 2019

O Instituto de Terras do Tocantins vem trabalhando com responsabilidade e eficácia para contribuir a cada dia com o desenvolvimento do Estado.


CPPA

Suspeito de cometer homicídio em 2015 é preso pela Polícia Civil em Araguaína


Premiação

EDP, controladora da Investco e da Enerpeixe no Tocantins, está entre as 15 marcas mais valiosas no mundo


Resgate

Paciente em estado grave é transportado de Miracema para Palmas pelas equipes do CIOPAER e SAMU


TV

Gastronomia alemã é o próximo desafio do MasterChef


Encceja

100% das unidades prisionais e socioeducativos realizarão o Encceja PPL 2019


Turismo

Adetuc projeta aumento de turistas e movimentação de mais de R$ 118 milhões na Temporada de Praias 2019



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira