Friday, 21 de September de 2018

Friday, 21 de September de 2018

OPINIÃO


Opinião

O Fator Previdenciário saiu da Ordem do Dia e não está na agenda de 2013

20 Dec 2012

Por Paulo César Régis de Souza (*)


Com base em dados da “assessoria terceirizada” do Ministério da Previdência Social, quatro anos atrás, repetiu-se à exaustão que o fator previdenciário evitou que a Previdência gastasse mais de R$ 10 bilhões.
Nunca ninguém pediu nem jamais foi exibida a matriz de cálculo da conta.

Há menos de dois anos, multiplicou-se a “suposta economia” por quatro e afirmou-se que a Previdência já economizou R$ 40 bilhões. Temo que a fonte seja a tal “assessoria terceirizada”.

Mas se é verdade absoluta e verdadeira a tese dos “assessores terceirizados”, por outro lado já ouvi e li que as perdas dos trabalhadores com o fator previdenciário chegaram a 45 por cento, em 19 anos achatando os benefícios. Quanto seriam as perdas reais e corrigidas pelo INPC? Certamente mais de R$ 40 bilhões.

O mais grave é que não perderam só dinheiro. Perderam esperanças, sonhos, futuro, paz, tranquilidade, respeito e confiança na Previdência Social. Os que se aposentaram neste período do fator previdenciário foram atropelados com a brusca mudança no que pactuaram lá atrás, quando entraram para o Regime Geral de Previdência Social-RGPS. Seus contratos foram rasgados. Muitos se aposentaram com dois/três salários mínimos e estão com um! Um escárnio! Uma vilania!

É doloroso constatar que 83,84% dos benefícios do RGPS estão na faixa de até dois mínimos e 72% até um salário mínimo (8,0 milhões de urbanos estão nesta faixa). É doloroso imaginar que ninguém se aposenta com 10 salários mínimos. É triste saber, que o teto de aposentadoria do INSS baixou a quatro mínimos. É criminoso constatar que o valor médio das aposentadorias e pensões na concessão é de R$ 908,83 (urbano) e de R$ 622.37 (rural) e na manutenção, de R$ 1.004,24 (urbana) e de R$ 569,57 (rural).  O MPS trombeteia que o valor médio dos benefícios variou 23.1% de 2005 a 2012 (jun) chegando a R$ 843,11, menos de um salário mínimo e meio. É triste! Sindicatos e políticos desconhecem a realidade previdenciária. É desalentador admitir-se que caminhamos para a aposentadoria de salário mínimo, como queria o FMI, em nome da inclusão previdenciária, como quer o MPS, e com “o piso de proteção social” (assistencialismo), como recomenda a Organização Internacional do Trabalho-OIT!

Os sindicatos foram cooptados pelo regime dominante, que os impedem de lutar pela massa trabalhadora. O mesmo aconteceu com políticos. Sindicatos e Congresso que hoje são uma caricatura do que foram no passado, apêndices do Executivo.

Para nós da ANASPS que assumimos uma postura ética contra o fator previdenciário, só depois que o senador Paulo Paim veio para o mesmo caminho, a única alternativa correta para se acabar com o fator previdenciário é voltar o cálculo da aposentadoria para a média das 60 últimas contribuições e a implantação da idade mínima porque é um conceito universal.

 



(*) Paulo César Régis de Souza é presidente da Associação nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social-ANASPS.

 

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

8

PARABÉNS!
PARABÉNS!

5

BOM
BOM

8

AMEI!
AMEI!

8

KKKK
KKKK

6

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

4

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

2

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Saúde

MPE obtém decisão judicial acerca de acúmulo de lixo no Hospital Regional de Araguaína

Segundo a Promotora de Justiça Araína Cesárea Ferreira Santos D’Alessandro, manter o ambiente hospitalar limpo e livre de contaminação de qualquer espécie é uma obrigação do Estado

Polícia Fazendária

Estado terá Batalhão da Polícia Militar Fazendária

A criação do Batalhão da Polícia Militar Fazendária atende também a uma antiga reivindicação dos servidores do Fisco.


Saúde

Instalação da máquina de radioterapia de Araguaína deve ser concluída em 90 dias

Máquina de radioterapia de Araguaína atenderá cerca de 80 pacientes que atualmente fazem o tratamento em Imperatriz (MA)


Esporte

Meia Maratona do Tocantins será realizada dia 1º dezembro com premiação de mais de R$ 55 mil

O regulamento da competição, com todas as informações da corrida, foi publicado no Diário Oficial do Tocantins, edição nº 5201, de quarta-feira, 19 de setembro.


Ocorrência

Polícia Civil prende suspeito por tráfico de drogas no Extremo Norte do Estado


Infância

Candidatos ao governo do Tocantins são convidados a assumir compromisso com a infância: César Simoni é o primeiro


Investimentos

Obras do Fórum de Araguaína e de entupimento da “cratera” da TO-222 em Araguaína são vistoriadas


Carlesse

Multidão recepciona Carlesse e reunião vira grande caminhada em Gurupi


Violência

“Violentômetro” alerta mulheres sobre níveis de agressão e violência


Trânsito

Número de vítimas fatais reduz em 20% comparado a 2015



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira