Saturday, 04 de July de 2020

OPINIÃO


Resultado das Urnas

Qual a lição deixada com a derrota de Amastha?

08 Oct 2018
Divulgação Qual a lição deixada com a derrota de Amastha?

O resultado das eleições no Tocantins que deu a vitória esmagadora ao governador Mauro Carlesse (PHS), foi um verdadeiro recado dado pelo povo aos políticos de atitudes arrogantes e intempestivas. O candidato derrotado Carlos Amastha tentou vender para o Tocantins inteiro a imagem de Palmas como uma cidade que beirava um conto de fadas. Tudo era lindo e quem via do outro lado da telinha poderia até imaginar que o candidato havia transformado a capital em um verdadeiro paraíso.

Mas graças ao poder e a força dos veículos de comunicação da capital e de todo estado – além das redes sociais – foi mostrado além das belezas de parques e jardins que já existia mesmo antes do primeiro governo do candidato Amastha. Palmas já havia se transformado numa cidade em que os empresários e moradores não suportavam mais em se tratando de impostos. Não foi possível esquecer o aumento exorbitante de impostos pelo ex-prefeito que tentou empurrar de goela abaixo no contribuinte uma correção do IPTU que ultrapassava 300%.

A população de Palmas assistiu perplexa a perseguição da administração Amastha aos donos de quiosques que passaram a ser coagidos com um volume de taxas e exigências da fiscalização municipal. Os feirantes, aqueles produtores simples que comercializam seus produtos nas feiras, não escaparam do excesso de demandas.

Os professores da capital foram perseguidos e tiveram seus pontos cortados em uma greve justa que reivindicava a data base e outros direitos adquiridos. O ex-prefeito agiu com mão de ferro e não negociou com os grevistas. A sociedade assistiu vários profissionais da educação passar necessidades básicas com os contracheques zerados. No final de tudo o ex-prefeito deixou bem claro para os servidores sobre de quem era a primeira e última palavra.

O que a população de Palmas quis dizer para todo o Tocantins ao derrotar o ex-prefeito Amastha – sim, Amastha não ganhou em Palmas – é que o mundo encantado que ele pintou na campanha em relação a capital não passa de produto enlatado de marketing que vende, mas não convence. Os cincos anos de gestão do ex-prefeito deixaram a capital mais cara e os contribuintes mais endividados.

A prefeita Cintia Ribeiro terá pela frente um desafio enorme, em pouco tempo, que é o de imprimir uma imagem totalmente diferente daquela pintada pelo antecessor no Twitter e outras redes sociais. O poder executivo da capital precisa mostrar para os empresários e toda a população que não é uma máquina de arrecadação que visa somente o lucro e a vantagem. Para isso a prefeita vai precisar de toda humildade e serenidade que faltou em seu antecessor.

Os 57,39% dos Tocantinenses que elegeram o governador Carlesse mandaram o recado e mostraram que política se faz com dialogo e humildade. Enquanto o seu principal adversário tentava vender sonhos, o governador reeleito convenceu o eleitorado ao mostrar os problemas e a força de vontade para resolvê-los. O recado foi dado e a população soube enxergar no governador o espírito sereno de homem público.

O governador Carlesse tem pela frente o desafio de colocar a máquina para girar novamente e alavancar a economia do sofrido Tocantins que há décadas sofre com a falta de planejamento e ações que gerem emprego e renda fora da máquina pública. Se o governador tiver daqui para frente a visão de empreender e desenvolver o gigante Tocantins, em termos de riquezas naturais, certamente seremos vistos pelo Brasil e o mundo como fonte de riqueza e investimentos.

Já o candidato derrotado Carlos Amastha terá daqui para frente momentos para refletir e pensar o que fez a capital que ele pinta como uma das sete maravilhas do mundo vira-lhes as costas e contribuir para uma derrota fragorosa. Se até a próxima tentativa de voltar a vida pública o ex-prefeito conseguir entender que o seu maior inimigo tenha sido seu comportamento arrogante, quem sabe não volta calçado com as sandálias da humildade e consiga mostrar para os seus eleitores que ele mudou.

Até lá muita água vai passar embaixo da ponte e os sobreviventes na política certamente serão os que demonstrarem humildade, respeito e compromisso com o cidadão. (Redação O GIRASSOL).

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 291 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 11.736 casos no total, destes, 7.324 pacientes estão recuperados, 4.201 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 211 pacientes foram a óbito.

Infraestrutura

Entrega de máquinas fecha ações do Governo do Tocantins em infraestrutura rodoviária no primeiro semestre de 2020

Nesse período, também foram entregues trechos de rodovias reconstruídos e intensificados os serviços de manutenção


Economia

Intenção de consumo das famílias de Palmas cai novamente em junho

Sobre o consumo especificamente, 59,6% dos entrevistados acham que estão comprando menos que no ano passado e 45,9% acreditam que o consumo nos próximos meses tende a ser menor que no ano passado.


Eleição CREA-TO

Engenheiro Jefferson segue na liderança para Presidente do CRE-TO

A eleição para presidente do Confea-Crea, e conselheiros federais acontece no dia 15 de julho em todo Brasil.


Artistas e empresas se juntam para a Live “Amor por Palmas”


Tocantins

Candidatos às eleições do Confea/Crea/Mútua querem prorrogação da data de votação


O CIRCO VAI À SUA CASA

Festival de Circo de Taquaruçu inicia edição histórica em meio à pandemia


Meio Ambiente

Governo do Tocantins mantém processos de regularização ambiental com Atendimento On-line


Tocantins

Conselho lamenta aumento na tarifa de energia elétrica do Tocantins


Conscientização

Cidadania e Justiça promove a Cartilha “Violência contra a pessoa idosa. Vamos falar sobre isso?”



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira