Tuesday, 16 de October de 2018

OPINIÃO


Brasil

Revolução ética, a necessidade brasileira

07 Apr 2017

É deplorável saber que o presidente da República foi obrigado a assumir pessoalmente a coordenação política e abrir o balcão de liberação de recursos e nomeações para evitar que os parlamentares da base aliada rejeitem projetos de interesse do governo. Esse procedimento  demonstra que, no parlamento brasileiro, o que determina a aprovação das matérias não é a sua qualidade ou interesse público, mas a possibilidade de barganha do voto do deputado ou senador por recursos públicos à sua base eleitoral ou nomeação de seus apadrinhados. Talvez seja essa a razão de muitas e relevantes matérias comprometidas com o interesse público ficarem esquecidas nas gavetas do Congresso. Supostamente não geraram o nefasto favorecimento às aves de rapina e, por isso, restaram engavetadas.

Essa ideia do parlamento feito balcão de trocas causa profunda lesão à imagem dos parlamentares e da própria instituição. Afinal, todos os eleitos dispõem de salário, assessoria, moradia e recursos para o exercício do mandato. É impróprio que, além disso, ainda exijam outras vantagens para só assim cumprirem o dever de discutir e votar os projetos que lhes são submetidos.  Ao movimentarem o balcão de trocas, tanto o chefe do Executivo e sua equipe quanto os parlamentares, arrepiam a ética, pagando ou recebendo benesses para que uma obrigação de ofício seja levada a termo. Deveriam ser mais cuidadosos.

É bem verdade que nosso país sempre abrigou uma caótica vida política. Os militares derrubaram o imperador e fizeram a República. O regime sofreu muitas escaramuças, golpes e tentativas, sendo mais explícitas as quebras constitucionais de 1930 e 1964. Viveu períodos de liberalismo e de autoritarismo. Os políticos sempre foram mal vistos, chegando-se ao cúmulo de, em certos momentos, mesmo ocupando função de ordem política, os titulares de diferentes cargos se declararam apolíticos. Agora, com três décadas de democracia, nos deparamos novamente com o país em frangalhos e a classe política muito mal avaliada, mercê dos inaceitáveis expedientes e desvios apurados entre seus membros.

O governo investe em reformas, que diz inadiáveis. Contudo, mais importante do que as reformas setoriais é uma revolução ética, onde cada qual cumpra com seu dever, sem a exigência de contrapartida. Um ambiente onde os que se aventurarem a mergulhar nos terrenos da corrupção sejam exemplarmente punidos e expurgados dos mandatos, cargos ou funções para evitar contaminação do meio e, até, para que sirvam de exemplo para outros antiéticos potenciais. O Brasil tem jeito, mas o remédio pode ser amargo...
 
 
*Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) 

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

16

PARABÉNS!
PARABÉNS!

20

BOM
BOM

29

AMEI!
AMEI!

20

KKKK
KKKK

19

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

17

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

19

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Economia

Vendas para o dia das crianças sobem 2,2% em 2018, segundo Boa Vista SCPC

A elevação das vendas nessa data segue em linha com a tendência de aumento do comércio e da atividade econômica no ano, em um ambiente que contempla um reaquecimento lento do mercado de trabalho e um retorno tímido do consumo das famílias.

Vistoria de Obras

Mauro Carlesse vistoria andamento de obras da Avenida NS-15

Obras do trecho visitado pelo governador, nesta segunda-feira, 15, estão bem adiantadas e envolvem serviços de drenagem e terraplanagem



Municípios

ATM divulga estimativa do 1% do FPM adicional que será repassado em dezembro aos Municípios

Previsão de repasse pelo Governo Federal é para o dia 07 de dezembro


Segurança

Solenidade abre etapa Palmas da Academia Itinerante da Polícia Civil

Ao final da cerimônia, foram ministradas as primeiras aulas da Turma XIV do curso de aperfeiçoamento “Academia Itinerante 2018”, que se finalizam em 20 de outubro.


Educação

Última semana de inscrições para o Vestibular 2019/1 da Unitins

As provas (objetiva e de redação) acontecem no dia 2 de dezembro de 2018.


Destaque

Pesquisador da USP vence prêmio alemão Green Talents 2018


Interior

Nossa Energia: cadastro da Tarifa Social chega a Palmeirante


Eleições 2018

Haddad busca o centro e prega estabilidade democrática no 2º turno


Ponto de vista

Criança e professor - uma construção para o futuro


Eleições 2018

Twitter teve 2,7 milhões de postagens sobre divergências políticas


Eleições 2018

Alto Comissariado da ONU condena violência durante eleições no Brasil



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira