Saturday, 23 de March de 2019

OPINIÃO


Política

Transparência e fiscalização

25 May 2017

Num país calejado por tantos escândalos, desmandos e irresponsabilidade, transparência deixou de ser um princípio democrático genérico. Virou palavra-chave para a construção do Brasil mais ético e digno que todos queremos.

Nunca é demais lembrar que a corrupção é filha da impunidade e da falta de transparência. Só quem tem pleno acesso às informações públicas pode exigir seus direitos, fiscalizar o governo e cobrar atuação correta de seus representantes. Não é por menos que ficou famosa a frase dita há quase um século por um juiz norte-americano: "O melhor desinfetante contra a corrupção é a luz do sol."

A indignação diante da corrupção institucionalizada e da má gestão da máquina pública – outro pecado capital que vem corroendo nossa economia – também dá dimensão ainda maior a uma das atribuições constitucionais do Parlamento: a fiscalização.

Mais que nunca, é nosso dever fiscalizar e controlar cada projeto, cada iniciativa do Poder Executivo. Temos que ser rigorosos ao cobrar lisura, investigar e fechar todas as brechas possíveis para eventuais malfeitos.

Essa fiscalização rigorosa passa longe de qualquer posição político-partidária e de qualquer sentido de retaliação a quem quer que seja. É um dever institucional, essencial para o fortalecimento da nossa democracia e para a boa execução de políticas públicas.

É esse o nosso desafio à frente da Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CFTC), instalada mês passado no Senado. Muito mais que uma comissão técnica, a CTFC pretende atuar de forma efetiva para defender o consumidor, apontar e frear todo tipo de abuso na gestão de recursos públicos.

 Já estão na mira da comissão os juros exorbitantes cobrados pelos cartões de crédito; o escândalo revelado pela Operação Carne Fraca; a crise financeira da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos; a cobrança de despacho de bagagem por companhias aéreas; as obras da Ferrovia Transnordestina, da Ferrovia Norte-Sul e da transposição do Rio São Francisco.

Também está prevista audiência pública sobre um tema "espinhoso": a falta de transparência na aplicação de recursos públicos usados pelo Sistema S, um rio de dinheiro sobre o qual pesam várias acusações de desvio de finalidade.

A participação da sociedade nas audiências interativas da CTFC, por telefone ou por meio da página do Senado na internet, é da maior importância. É imperativo que estejamos todos envolvidos no combate a abusos, fraudes e corrupção.

Não nos faltam boas leis, como a Lei de Acesso à Informação Pública, a Lei de Responsabilidade das Estatais, a Lei da Improbidade Administrativa, a Lei de Crimes de Responsabilidade, a Lei da Ficha Limpa e tantas outras. O que é preciso é que elas sejam efetivamente cumpridas.

Também são necessárias medidas mais rigorosas que fechem o cerco à impunidade –  por isso meu empenho em votar em regime de urgência o PLS 147, de minha autoria, com as dez medidas contra a corrupção que foram assinadas por mais de dois milhões de brasileiros.
É urgente, acima de tudo, uma mudança cultural. Chega de fechar os olhos para malfeitos, de aceitar o "rouba mas faz", de achar natural que poderosos saiam sempre impunes – é a certeza da impunidade que alimenta irregularidades e desvios de toda sorte na iniciativa privada e na máquina pública.

É essa conscientização que a CTFC quer e vai estimular. Exercer plenamente a cidadania é dizer NÃO, em alto e bom som, a qualquer um que não souber respeitar o dinheiro do contribuinte. 
 
*Senador pelo PSDB/TO
Presidente da Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor.

COMPARTILHE:


Confira também:

Crônica
O TEMPO

Relações Internacionais

Trump sinaliza que vai facilitar visto para brasileiros, diz Bolsonaro

Presidente comentou viagem aos EUA em transmissão ao vivo na internet

Operação Ísis

Polícia Civil deflagra Operação Ísis que investiga funcionários do Naturatins em municípios da região Norte

Segundo o delegado responsável pela operação, Thiago Bustorff, as diligências estão ocorrendo nos municípios de Araguatinas, Augustinópolis, Axixá, Buriti do Tocantins e Palmas.


Operação Aemulatus

Polícia Civil realiza Operação Aemulatus e prende integrante de organização criminosa suspeita de tentativa de homicídio

Ainda de acordo com o delegado, a operação ainda está em curso, sendo que a suposta autora foi presa e encaminhada para a unidade prisional feminina de Palmas.


Sustentabilidade

Bandeirantes comemora ações e resultados no Dia Mundial da Água

Como a sustentabilidade está no DNA da empresa, ela investe fortemente em projetos socioambientais, como o Projeto Coletivo, cujo objetivo é construir junto às comunidades carentes do país


Palmas

Força Tática do 1° BPM realiza prisão de autores de vários roubos na Região central da Capital


Ensaio Fotográfico

Vamos falar de Síndrome de Down


São Paulo

XI Congresso Internacional Six Sigma Brasil acontecerá em momento decisivo de recuperação do país


Transplantes de Córneas

Estado realizou 128 transplantes de córnea por intermédio e captação do Banco de Olhos


Crime

Corte estético de cauda e orelha de animais é crime ambiental


Lançamento

Campanha da Fraternidade 2019 é lançada na Câmara Municipal



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira