Monday, 10 de December de 2018

OPINIÃO


Política

Um país feito refém

01 Sep 2017

Vivemos um momento ruim. Desde o surgimento das denúncias sobre crimes e irregularidades praticadas por governantes, agentes públicos e políticos, a República tornou-se refém dos acontecimentos. Vive à reboque de delações e sofre o impacto, muitas vezes programado, de vazamentos seletivos. A delação premiada, justificada como forma dos investigadores chegarem aos fatos mais bem guardados e dos envolvidos reduzirem suas penas, virou arma que uns usam contra outros. Agora mesmo, na virada de agosto para setembro, as informações de nova carga de denúncias apresentadas por Joesley Batista e a expectativa de que o cessante procurador-geral Rodrigo Janot ainda produza uma ou duas denúncias contra o presidente da República, fazem o cenário.

Fala-se que Batista desta vez apresentou documentos e mais gravações de diálogos com políticos. Isso causa grande reação no meio político, atrapalha o andamento dos projetos no Congresso Nacional e, sem qualquer dúvida, leva reflexos ao campo econômico. Os investidores, por mais que queiram, por prudência, acabam retardando suas aplicações destinadas ao reaquecimento da economia e, principalmente, à geração de empregos. De quebra, ainda temos a delação de Funaro, em fase de homologação no STF, e outras que poderão surgir a qualquer instante, de Eduardo Cunha e Antonio Palocci que – se ocorrerem – poderão arrebentar a boca do balão.

O quadro que nos é dado a ver é, acima de tudo, impatriótico. Interesses subalternos, de grupos e até de quadrilhas, acabam por gerar um absoluto clima de transitoriedade. O presidente Michel Temer não conseguiu, até agora, a estabilidade necessária para implantar  reformas significativas a que se propôs e certas horas chega a ser visto como sangue no olhar do vampiro, como dizia o poeta popular.

É importantíssimo que os esquemas criminosos sejam extirpados da vida pública nacional e todos os ladrões, independente do seu quilate, sejam punidos. Mas o governo, o parlamento e as instituições não podem parar à espera dos acontecimentos. Os vazamentos seletivos, as notícias tendenciosas e todo o caos que se procura criar não podem ser mais fortes do que as instituições. Se assim for, estaremos efetivamente perdidos e – pior que isso – a crise se agravará e todos sofreremos, principalmente a população de baixa renda.

Por derradeiro, se não conseguirmos um mínimo de estabilidade, será difícil até conseguirmos realizar as eleições de 2018 em boas condições. Para que isso ocorra, os deputados e senadores terão de encontrar, discutir e votar o "formato" até o final do mês. Se isso for impossível, teremos mais do mesmo e a crise continuará por mais quatro anos...
 
*Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) 

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

38

PARABÉNS!
PARABÉNS!

37

BOM
BOM

57

AMEI!
AMEI!

40

KKKK
KKKK

47

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

45

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

29

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:

Liberdade de Imprensa
FENAJ emite nota oficial

Rio dos Bois

Vice-governador Wanderlei Barbosa participa de solenidade de entrega de obras no interior do Tocantins

Durante a cerimônia, foi inaugurado no Setor Ayrton Senna, uma Feira Coberta, urbanização e área de lazer, quadra de futebol e vôlei de areia, bueiro duplo na Fazenda Britânia, mata-burros e entrega de veículos.

Educação

MEC libera R$ 5,7 milhões para instituições federais vinculadas no estado do Tocantins

Com o repasse desta semana, o MEC mantém em 100% a liberação de recursos financeiros das despesas liquidadas de obras, equipamentos, serviços e outras despesas de funcionamento.


Reconhecimento

Projetos de promotores que ajudaram a transformar a realidade social são premiados pelo MPE

O Procurador-Geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, destacou que os projetos premiados não demandaram recursos adicionais da instituição


Tocantins

Atendimentos em saúde nas próprias unidades penais geram vantagens para os municípios e para o Sispen

O diretor de Políticas e Projetos de Educação para o Sistema Prisional, Oseias Costa Rego, considera que esse tipo de parceria com os municípios é de suma importância.


Imbróglio

Acionistas da Agência de Fomento ajuízam ação e impedimento do presidente e de diretor da Agência


Serviço

Semana Estadual de Direitos Humanos será realizada de Norte a Sul do Tocantins


Solidariedade

Campanha de Natal da Seduc promove solidariedade e integração dos servidores


AEM-TO

Metrologia Estadual verifica radares na região norte do Tocantins


Anulação de Exonerações

MPE ajuíza ação para anular exonerações de delegados regionais e de servidoras da delegacia de combate à corrupção


Tocantins

Repasse adicional de 1% do FPM entra nos cofres das prefeituras nesta sexta-feira, 07; ATM estima R$ 60 milhões distribuídos aos Municípios



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira