Monday, 18 de February de 2019

OPINIÃO


Religião

Uma salvação para agora

27 Mar 2017

Há quase 40 anos gasto a maior parte dos meus dias com assuntos ligados à espiritualidade e religião. Como líder de uma comunidade que se pretende cristã, o tema principal de minhas falas se concentrou na "salvação da alma". Acreditei na urgência de preparar meninos, meninas, mulheres e homens para a vida depois da morte. Mudei, ultimamente. Encaro como dever convocar as pessoas a reescreverem suas histórias, aqui e agora. Desisto de minhas antigas ênfases.

Hoje concebo a mensagem do Evangelho, não como mapa para o nirvana, mas como convite à vida. Convém ser salvo enquanto há fôlego. Não creio que a mensagem cristã se reduza a carimbo no passaporte, uma garantia de entrada no céu. Eu a percebo como incentivo a uma existência que valha à pena.

Alinhavo o pensamento, mais ou menos, na seguinte linha: quem não consegue uma vida bonita do lado de cá da sepultura, dificilmente a experimentará no além. Os intolerantes continuam intolerantes, mesmo depois de mortos. O tempo, ou mesmo a ausência dele, não purga nenhuma malvadeza. A morte pode congelar, não redimir.

A mensagem de Jesus propõe uma espiritualidade encarnada, nunca desencarnada. Ele chamava as pessoas a uma existência significativa. Jesus não arremessava para a estratosfera o dever terreno de ser justo, solidário e compassivo; ele nunca intentou projetar na eternidade o dever de nos humanizarmos no presente. O que é preciso fazer para ganhar a vida eterna? (Um jovem rico fez essa pergunta). O que torna alguém espiritual? A pessoa fica sensitiva, menos conectada com o material e passa a preferir o mundo sobrenatural, a este que vivemos?

Há pouco, em um enterro, ouvi de um religioso que esta vida não vale nada e que não devemos nos prender a ela. O pobre homem insistiu em dizer que a fé verdadeira menospreza tanto a alegria (passageira) como a beleza (falsa); depois, ele passou a convocar os presentes a abrirem mão dos pequenos acenos da "felicidade mundana". "Melhor", dizia ele, "será experimentar os prazeres que só começarão depois que morremos". Estranhei seu ascetismo diante de um defunto. Mas, na hora, disse para mim mesmo: não só discordo, como não desejo nada do projeto de espiritualidade que esse homem propõe.

Anelo por uma espiritualidade que me prenda aos detalhes mais simples do dia a dia. Ao ler a Bíblia, desejo apaixonar-me (e apaixonar meus ouvintes) pelo que me rodeia. Preciso de uma fé que conscientize do imperativo de começar a curtir a vida, já. Não almejo empurrar com a barriga os risos, os pequenos prazeres, os fiapos de satisfação, que posso desfrutar. Afeiçoam-me as pessoas que se tornaram gentis, humildes, íntegras; elas inspiram minha vocação. A perfeição de Titã, anjo ou querubim, não me seduz.

Creio em um projeto de espiritualidade que ajuda a encarar as inadequações como importantes. Quanto mais preso à vida, mais preparado para a vida eterna. Quanto mais me sentir responsável pela minha história, mais cidadão do céu. Entendo "graça" como uma revelação de que posso reconhecer-me eternamente precário, sem nunca deixar de ser amado.  Sempre em construção. Livre do fardo da culpa.

Preparar para o céu é bem mais fácil do que instruir para a vida. Sei, entretanto, que devo optar por essa porta estreita. Estou certo de que nesse caminho menos trilhado, fico mais próximo da mensagem de Jesus.

Soli Deo Gloria
-----------------------------------------------------------
Ricardo Gondim é escritor e teólogo,  presidente  da Convenção Betesda Brasil. E-mail: ricardogondin2@gmail.com

COMPARTILHE:


Confira também:

Crônica
O TEMPO

Imbróglio

MPE requer suspensão de contrato do serviço de estacionamento rotativo de Palmas

“Transcorridos quase dois anos após o abandono e o descaso por parte da empresa concessionária, o que se pretende, agora, é a retomada do serviço público com nova roupagem”, avalia o texto do pedido de liminar.

Norte do TO

Senadora Kátia Abreu reúne prefeitos e secretário estadual de Saúde no Bico do Papagaio

A senadora Kátia Abreu está confiante que o Governo, junto aos prefeitos irão melhorar a saúde na região do Bico e disse que o governador Mauro Carlesse deu total apoio a reunião.



Ocorrência

Polícia Civil apreende 30 kg de maconha e prende traficante no Sul do Estado

As investigações da Polícia Civil constataram que Hailton trazia, do Estado de Goiás, grandes quantidades de entorpecentes para Gurupi e região, e que, nessa madrugada, outra remessa chegaria ao Tocantins.


Meio Ambiente

Municípios têm apenas 30 dias para protocolar processo do ICMS Ecológico no Naturatins

De acordo com a legislação, anualmente, os municípios tem prazo até o dia 15 de março, para manifestar o interesse e comprovar o cumprimento das exigências, conforme disposto no Decreto nº 5.264/2015.


Diálogo

Secretários apresentam plano de reestruturação à instituições dos diferentes poderes do Estado

“O que queremos é que todas as instituições compreendam que a situação em que nos encontramos requer ações imediatas, de modo que possamos ter um estado sustentável a médio e longo prazo”, frisou Edson Cabral.


Itelvino Pisoni

Sistema Fecomércio Tocantins realiza visita a Prefeita Cinthia Ribeiro


Tocantins

Dispara número de casos prováveis de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti


HGP

Defensoria emite recomendação para Sesau por desassistência na oferta de cirurgias cardiológicas em Palmas


Adapec

Produtor rural pode emitir Guia de Trânsito Animal de qualquer localidade


Segurança

Identificação facial e papiloscópica da Polícia Civil é destaque em operações de combate à criminalidade no Tocantins


Brasília

Damaso fala da responsabilidade do cargo assumido e pede ao Governo apoio para os municípios



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira