Thursday, 12 de December de 2019

OPINIÃO


Opinião

Vote consciente nestas eleições

14 Jun 2018
Divulgação Vote consciente nestas eleições Eleitor deve refletir e votar naqueles que pensam na sociedade como um todo

Por Thaís Almeida de Aguiar, graduada em Direito pela Faculdade Católica do Tocantins

A Constituição Federal de 1988 garantiu ao povo a titularidade do poder estatal, exercendo-o por meio de representantes eleitos ou diretamente, revelando assim o  caráter de estado democrático de direito do país. O voto é um dos instrumentos da soberania popular e possui valor igual para todos os cidadãos, refletindo os fundamentos da cidadania e a dignidade humana - tão prestigiados pela República Federativa do Brasil. Na mesma vertente estão as formas diretas do exercício da soberania popular quais sejam: plebiscito, referendo e iniciativa popular. No Brasil o voto é uma obrigação aos maiores de 18 anos e facultativo para os analfabetos, aos maiores de 70 anos e aos maiores de 16 e menores de 18 anos. Não podem se alistar como eleitores os estrangeiros e os conscritos, por sua vez, aqueles que desejam se eleger devem preencher alguns requisitos, chamados de “condições de elegibilidade” previstos no artigo 14, §3º da Carta Maior.
O estado do Tocantins está em processo eleitoral, foram realizadas na data de 03 de junho as eleições suplementares para mandato “tampão” do Chefe do Poder Executivo Estadual - resultante de um processo de cassação, foram 07 candidatos aptos ao recebimento de votos, o pleito resultou em um 2º turno previsto para 24 de junho entre os dois candidatos mais votados, agora, aquele que receber a maioria dos votos será eleito Governador do Estado do Tocantins para o período de 06 meses.

Em outubro, os eleitores tocantinenses voltarão às urnas, desta vez, para eleger o Presidente da República, governador de estado, senadores, deputados estaduais e federais.

Muitos são os candidatos que concorrerão aos cargos político, assim muitas são as opções de voto. O eleitor deve atentar-se as propostas de governo, aos projetos a serem desenvolvidos durante o exercício do mandato, tendo consciência de que o resultado apurado nas urnas influenciará a vida da população, as propostas devem ser analisadas, pugnando pelas que oferecem uma melhor qualidade de vida, educação, geração de emprego, conservação ambiental, saúde, entre outros. Aos candidatos, cabe à observância dos preceitos éticos, a elaboração e execução de uma campanha transparente e honesta, sem ataques pessoais aos adversários, deve-se ter sempre em mente que o agente político é um representante da população e do estado, e suas ações devem ser impessoais e visar o bem comum.

Visto isto, o eleitor deve refletir e votar naqueles que pensam na sociedade como um todo, batalhando pela justiça e moralidade no processo eleitoral, afinal os eleitos representarão a sociedade por vários anos. O exercício do voto é exercício de cidadania, é direito de todos, e, sobretudo um dever.

COMPARTILHE:


Confira também:

OPINIÃO
A amizade

Governo Municipalista

Ao lado de Bolsonaro, governador Carlesse afirma que Governo Municipalista vai gerar mais de 20 mil empregos no Tocantins

Os recursos também serão usados para a construção da nova ponte de Porto Nacional. A obra deve levar aproximadamente dois anos e quatro meses para ser concluída.

Ação

TIM é a primeira operadora a ser nomeada empresa Pró-Ética pela Controladoria-Geral da União

Para receber essa habilitação, o Programa de Integridade da TIM passou por uma criteriosa avaliação de um comitê gestor formado por membros da CGU, do Instituto Ethos, da B3, entre outros.


13º salário

Assembleia antecipa 13º salário dos servidores para esta sexta-feira

A folha do 13º soma R$ 6,5 milhões que, somados aos salários de novembro, pagos no último dia 2, no valor de mais de R$ 13 milhões, totalizam quase R$ 20 milhões injetados na economia tocantinense, neste mês de dezembro.


TJTO

Desembargador Ronaldo Eurípedes nega pedido de liberdade provisória a Iury Italu Mendanha

E arrematou sua decisão ponderando que, “em detida análise da ação penal originária, não se verifica desídia ou omissão, seja da autoridade judiciária ou do Ministério Público, que estão exercendo seus respectivos encargos de forma devida e em conformidade


Seciju

Governo do Tocantins realiza dia D de atendimentos em alusão ao Dia Internacional dos Direitos Humanos


Sustentabilidade

Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Lontra e Corda elege novos membros e mesa diretora


Boas novas

Governo apresenta resultados de projetos do Turismo de Base Comunitária no Jalapão, em Brasília


Europa

Comitiva do Tocantins é recebida na Embaixada Brasileira em Madrid


Melhorias

Rodovia que liga Taquaruçú a Buritirana recebe manutenção corretiva e preventiva


Intercâmbio Cultural

Vice-governador e Presidente da Ilha Príncipe manifestam Interesse em Programa de Intercâmbio Cultural



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira