Sunday, 17 de November de 2019

POLÍTICA


Pressão

Bancada do TO decide entrar com representação no CADE contra a Gol e obtém sinal verde para jatos da Azul em Araguaína

13 Jun 2019    14:04    alterado em 13/06 às 14:04
Daniel Machado Bancada do TO decide entrar com representação no CADE contra a Gol e obtém sinal verde para jatos da Azul em Araguaína

A bancada tocantinense no Congresso Nacional vai, nos próximos dias, ingressar com uma representação no CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) contra a companhia aérea Gol. O motivo é a prática de altos preços por parte da companhia no Tocantins, em especial na rota de Palmas para Brasília (ou Brasília-Palmas). Conforme levantamento do gabinete do deputado federal Tiago Dimas (SD-TO), os preços são mais caros que cidades muito mais distantes de Brasília e de porte semelhante a Palmas, como Rio Branco, Porto Velho, Marabá, Santarém, Macapá e Presidente Prudente.

A decisão de entrar com a representação foi tomada nesta quarta-feira, 12 de junho, após reunião da bancada com o presidente nacional da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), José Ricardo Botelho. O encontro contou com a presença de Tiago Dimas, da senadora Kátia Abreu (PDT), dos deputados Carlos Gaguim (DEM), Vicentinho Júnior (PL), Dulce Miranda (MDB) e dos prefeitos de Araguaína, Ronaldo Dimas, e de Muricilândia, Alessandro Borges.

Na reunião, a bancada obteve informação oficial da própria ANAC de que as passagens aumentaram, e muito, em Palmas quando o destino é Brasília (ou vice-versa). Conforme a ANAC, enquanto o trecho era comercializado na média a R$ 214 no primeiro trimestres do ano passado, o valor saltou para R$ 470,04 agora – elevação de 120%. Esse valor é o maior para o período desde o início da série histórica da ANAC (2011).

A Gol é única empresa que faz a rota no Estado e os valores começaram a saltar exatamente quando ela ficou sozinha nesse mercado. “Os voos continuam muito lotados, sempre vão cheios, e os preços estão impraticáveis. Como já mostramos, temos o quilômetro voado mais caro disparado entre todas a cidades do mesmo porte que levantamos, algumas vezes até três vezes mais caro. Parece, inclusive, que a empresa está querendo recuperar prejuízos de outros itinerários em cima dos tocantinenses”, explicou Tiago Dimas.

Conforme a própria ANAC, considerando qualquer destino, as passagens no Tocantins subiram 15,9% no primeiro trimestre deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. É, disparada, a maior elevação percentual do Brasil. No país, na média do período, os valores caíram 1,9%.

Araguaína
Além dessa pauta, os congressistas e o prefeito Ronaldo Dimas obtiveram sinal verde da ANAC para a instalação de voos em Araguaína com jatos da Embraer – mesmos aviões utilizados pela empresa Azul. O aeroporto da cidade passa por um processo de qualificação, com investimentos de R$ 50 milhões que serão aplicados via convênio com a SAC (Secretaria de Aviação Civil). Porém, antes mesmo dessas obras, o aeroporto já tem condições de receber os voos e a ANAC vai documentar isso para a Prefeitura de Araguaína e os congressistas do Estado. “Está claro que, se a Azul quiser, Araguaína pode receber os jatos da Embraer”, destacou Tiago Dimas.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Outro fator é a redução de recursos para o financiamento habitacional. Atualmente, 65% dos recursos de poupança são destinados aos financiamentos habitacionais.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira