Monday, 24 de June de 2019

POLÍTICA


Gastronomia

Chef palmense Ruth Almeida é a vencedora do Prêmio Dólmã 2018 e se diz empenhada em trazer grandes eventos gastronômicos para a Capital

06 Mar 2018    14:41    alterado em 06/03 às 15:09
Chef palmense Ruth Almeida é a vencedora do Prêmio Dólmã 2018 e se diz empenhada em trazer grandes eventos gastronômicos para a Capital

Com o sorriso e a simpatia que são suas marcas registradas, a chef de cozinha palmense, Ruth Almeida, foi a vencedora do Estado do Tocantins ao Prêmio Dólmã 2018. A solenidade aconteceu em na cidade de Fortaleza-CE, no último dia 1º.

Criado em 2013, o Prêmio Dólmã busca o reconhecimento e a valorização da gastronomia brasileira e dos profissionais dessa área. A categoria estadual teve dois indicados por uma Comissão de Pesquisa, indicação popular através do Facebook e Chefs premiados em edições anteriores.

Ao receber a premiação, a chef dedicou o prêmio a sua mãe, ressaltando suas origens humildes, quando era ainda uma quebradeira de coco. “Quando estava ali recebendo o prêmio, passou um filme na minha cabeça e todos os desafios, todo o sofrimento que já passei na minha vida, valeu a pena, para chegar aqui e ter o reconhecimento do meu trabalho”, disse Ruth.

Para a chef trabalhar com os ingredientes regionais é um diferencial que ocasionou no sucesso das suas preparações. “É o que eu sei fazer, e o que faço de melhor, está nas minhas raízes, e valorizar a identidade tocantinense foi a melhor coisa que eu pude fazer, não é ficar imitando os outros, é ter inspiração e preparar com os nossos produtos locais, e fazer também o que você sente, é uma cozinha de sentimento”, destacou.

Incentivo ao turismo

A chef Ruth nos contou que um dos diferenciais na sua caminhada rumo ao prêmio, foi sua participação no evento de turismo, em que foi à convite da Agência Municipal de Turismo (Agtur) no ano passado, o “Experiência Café com Chefs do Brasil”, que aconteceu durante o TurisTIC, em agosto do ano passado na cidade de Salvador,  segundo ela foi um marco para sua carreira.  “Quando eu representei Palmas no TurisTIC, eu pude perceber que o meu trabalho era importante aqui no Tocantins, e valorizar ainda mais o que tínhamos aqui no Tocantins, quando voltei de lá eu voltei com essa consciência de valorizar o nosso pequeno produtor, os nossos ingredientes, e lá também eu pude assistir diversas palestras, e isso, abriu minha mente pra eu ver que eu estava fazendo era importante para criar a nossa identidade gastronômica”, disse Ruth.

Ainda sobre o TurisTIC, a Chef ressaltou a importância do apoio da Agtur, pois segundo ela, sua ida não teria sido possível, devido aos custos da viagem. “Sem o apoio da Agtur, eu não teria condições de participar de um evento tão grandioso, assim, foi realmente uma das melhores coisas que aconteceu na minha carreira”, ressaltou.

Sobre o futuro aqui na Capital, os olhos da Chef Ruth chegam a brilhar, com tantas expectativas, e projetos para serem aplicados não apenas para os palmenses, mas para envolver todo o estado do Tocantins, para segundo ela, que possam levar toda a riqueza da gastronomia tocantinense para fora todo o Brasil. “Todas as vezes que participo de um evento de gastronomia fora do estado, todos querem conhecer nossa gastronomia, e querem experimentar nossos pratos, pois temos uma região rica com uma diversidade enorme de produtos”, enalteceu Ruth.

A chef palmense ainda ressalta que o estado tem grandes possibilidades de ser bem representado gastronomicamente, e esta empenhada em trazer grandes eventos do meio gastronômico para a Capital. “O Tocantins é muito mais que chambari e buchada, e por isso encarei o desafio de candidatar a nossa cidade como a próxima que sediará o Prêmio Dolmã 2019, e sei que temos capacidade para isso, e as pessoas querem nos conhecer melhor. Nós já temos aqui o Festival Gastronômico de Taquaruçu, que é um grande laboratório para todas nós da gastronomia podermos criar pratos maravilhosos com a infinidade de produtos que temos aqui, e isso, também nos renderá muitos frutos, não apenas na nossa identidade gastronômica, mas no aumento do turismo, que traz desenvolvimento para toda a nossa cidade”, ressaltou Ruth.

O secretário executivo da Agtur, Cristiano Rodrigues, que sempre foi um entusiasta da cozinha da Ruth, disse que são pessoas como ela, que aliam o amor à cozinha e às suas raízes, que levarão a gastronomia tocantinense para todo o Brasil. “Além de ser uma cozinheira de mão cheia, ela reforça o objetivo buscamos no FGT, que é trabalhar com os produtos regionais, para criar uma identidade gastronômica na Capital, pois sabemos que a gastronomia e o turismo trabalham de mãos dadas, e hoje ter na nossa cidade uma pessoa como chef Ruth, que leva nossa Cidade a altos patamares na gastronomia, é realmente um orgulho para todos nós”, finalizou o gestor.

Trajetória de sucesso

Nascida em Porto Franco (MA) e criada na região do Bico do Papagaio, extremo Norte do Tocantins, Ruth Almeida é filha de trabalhadores rurais analfabetos que comandaram uma família de nove irmãos. O pai era pescador e a mãe vendia os peixes ou os trocava em outros produtos para consumo familiar. Ainda adolescente, Ruth Almeida começou a cozinhar no fogão a lenha para fazendeiros da região com os produtos colhidos na própria roça. Para contribuir no sustento da família, ela virou também quebradeira de coco, mas nunca deixou de lado a paixão pela culinária.

No ano de 1991, Ruth Almeida decidiu mudar Palmas, onde montou um barraco de lona na região Sul da Capital e começou a trabalhar como doméstica, lavadeira, merendeira em escolas públicas da Capital, serviços gerais e por último como cozinheira em hotéis da Capital. Até que no ano de 2016, descobriu na internet inscrições para o programa “Cozinheiros em Ação”, do Canal GNT. Dentre milhares de inscrições, Ruth Almeida foi escolhida para participar do programa e garantiu a terceira colocação, com opções de pratos que valorizaram a culinária brasileira, nortista e da roça, definido pelo chef francês e apresentador do programa, Oliveir Anquier como uma “cozinha de amor”.

COMPARTILHE:


Confira também:


Copa América

Jogos de hoje definem adversário do Brasil nas quartas de final

Seleção pode enfrentar Japão, Equador, Uruguai ou Paraguai

Opinião

Cenário político de Palmas: “aparentar ser ” e o “fazer de fato”

É fato que a campanha eleitoral de 2020 já começou. As pedras já estão se posicionando no tablado. Até o momento, de oficial mesmo, somente a candidatura à reeleição da prefeita Cinthia




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira