Tuesday, 11 de December de 2018

POLÍTICA


Palmas

Ex-prefeito tenta politizar operação Jogo Limpo

04 Aug 2018    14:37    alterado em 04/08 às 14:37
Divulgação Ex-prefeito tenta politizar operação Jogo Limpo

Postagens do ex-prefeito de Palmas e pré-candidato a governador pelo PSB, Carlos Amastha, indicam que a segunda fase da Operação Jogo Limpo, deflagrada pela Polícia Civil nesta sexta-feira, 3, pode ter sido vazada para ele. A operação apura desvios de até R$ 7 milhões na Fundação do Esporte e Lazer de Palmas (Fundesportes) na gestão de Amastha na Prefeitura de Palmas, em 2014, em pleno processo eleitoral. Para a PC, recursos foram canalizados para campanhas eleitorais.

Além de indicar que sabia que a operação ocorreria, Amastha tentou, como é típico dele, politizar a ação da PC. Confira o que o ex-prefeito postou às 16h22 desta quinta-feira, 2: “Faltando apenas 72 horas para a nossa convenção tenho certeza que o governo tem a decisão tomada de inventar alguma ação, usando as instituições do estado para prejudicar nossa candidatura. Senhores… Não cola mais. O Tocantins conhece vocês muito bem”.

No Palácio Araguaia, a informação é de que a polícia na gestão “é de Estado, não de governo”. “O governo não manda a polícia fazer isso ou aquilo. Essa investigação é muita séria”, afirmou uma importante fonte palaciana.

Além disso, as investigações começaram no governo Marcelo Miranda, do MDB, atual possível aliado de Amastha.

Em outra postagem, Amastha afirmou que “nunca, em momento algum, encontraram alguma prova que ligue o prefeito Amastha a qualquer ato de corrupção”. “Nunca. Não entrei para isso na política. Nem para comprar apoios e muito menos procurando qualquer interesse pecuniário”, postou.

Contudo, o ex-prefeito está indiciado por corrupção passiva, associação criminosa e excesso de exação (cobrança irregular de impostos) pela Polícia Federal. Ele é alvo da Operação Nosotros, que investiga irregularidades na implantação do BRT em Palmas. No indiciamento, o delegado Júlio Fujiki, da PF, chegou a afirmar que uma “associação criminosa” foi instalada na Prefeitura de Palmas e que tinha como objetivo “lucrar com as valorizações em terrenos decorrentes das obras do BRT”. 

Os envolvidos na Operação Jogo Limpo são homens que foram ou ainda são da total confiança de Amastha. Caso dos ex-presidentes da Câmara de Palmas Major Negreiros (PSB) e Rogério Freitas (MDB), que rompeu com o ex-prefeito somente em 2015. Outro bem próximo de Amastha é o atual presidente, José do Lago Folha Filho (PSD).

Freitas já está preso. Folha e Negreiros são considerados foragidos. - Cleber Toledo

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

24

PARABÉNS!
PARABÉNS!

25

BOM
BOM

24

AMEI!
AMEI!

23

KKKK
KKKK

22

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

26

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

23

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Amastha polícia Palmas Jogo Limpo

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Política

Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daqueles que não votaram nele

Presidente eleito diz que voto popular é "compromisso inquebrantável"

Rio dos Bois

Vice-governador Wanderlei Barbosa participa de solenidade de entrega de obras no interior do Tocantins

Durante a cerimônia, foi inaugurado no Setor Ayrton Senna, uma Feira Coberta, urbanização e área de lazer, quadra de futebol e vôlei de areia, bueiro duplo na Fazenda Britânia, mata-burros e entrega de veículos.



Abuso

Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus

O escândalo envolvendo João de Deus veio à tona na última sexta-feira (7), quando o programa Conversa com Bial, da TV Globo, veiculou o relato de várias mulheres que afirmam terem sido vítimas do médium.


Educação

MEC libera R$ 5,7 milhões para instituições federais vinculadas no estado do Tocantins

Com o repasse desta semana, o MEC mantém em 100% a liberação de recursos financeiros das despesas liquidadas de obras, equipamentos, serviços e outras despesas de funcionamento.


Reconhecimento

Projetos de promotores que ajudaram a transformar a realidade social são premiados pelo MPE

O Procurador-Geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, destacou que os projetos premiados não demandaram recursos adicionais da instituição


Tocantins

Atendimentos em saúde nas próprias unidades penais geram vantagens para os municípios e para o Sispen


Imbróglio

Acionistas da Agência de Fomento ajuízam ação e impedimento do presidente e de diretor da Agência


Serviço

Semana Estadual de Direitos Humanos será realizada de Norte a Sul do Tocantins


Solidariedade

Campanha de Natal da Seduc promove solidariedade e integração dos servidores


AEM-TO

Metrologia Estadual verifica radares na região norte do Tocantins


Anulação de Exonerações

MPE ajuíza ação para anular exonerações de delegados regionais e de servidoras da delegacia de combate à corrupção



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira