Saturday, 20 de July de 2019

POLÍTICA


Josi Nunes

Josi defende o fim do auxílio moradia para todos que possuem residência própria no domicílio de trabalho

07 Mar 2018    10:08
Josi defende o fim do auxílio moradia para todos que possuem residência própria no domicílio de trabalho

A deputada federal Josi Nunes(MDB/TO) usou a tribuna durante a sessão ordinária desta terça-feira, 06, para defender o fim do auxilio moradia para membros dos poderes judiciário, executivo, legislativo e Ministério Público, que tenham residência própria em seus domicílios de trabalho. O julgamento do auxílio moradia para magistrados está previsto para o  próximo dia 22 no Supremo Tribunal Federal (STF). “Eu não poderia deixar de parabenizar a ministra Carmem Lúcia pela responsabilidade e, sobretudo, pela coragem de colocar esse tema em pauta, contrariando muitos de seus pares”, afirmou.

A deputada sugeriu que a Câmara Federal também paute o tema e coloque fim a este beneficio dado a quem não necessita. “Presidente Rodrigo Maia,  acredito que o momento,  é uma boa oportunidade para levantarmos essa bandeira contra os abusos e privilégios, apreciando o mais rápido possível , o projeto de lei que irá disciplinar tal discrepância,  cumprindo assim, o  teto salarial já aprovado pelo Senado”, defendeu.

Para a parlamentar, a  aprovação desta matéria é essencial para amenizar privilégios,  uma vez que busca de forma simbólica amenizar a desigualdade imensa no Brasil. “ Simbólica, pois sabemos que só este fato não acabará com a desigualdade, mas é sem duvida um exemplo de ação que visa não somente a legalidade, mas acima de tudo a moralidade, o bom senso e o espírito de cidadania. O auxílio moradia e um privilégio que disseminou pelos poderes. É um jeitinho para aumentar os salários. Seu objetivo inicial era para custear despesas com moradia para aqueles que trabalhavam fora de seu domicílio. Com o tempo esse penduricalho sofreu uma grande metamorfose e de exceção virou regra”, acrescentou.

Ao ressaltar que este benefício  não é dado somente ao judiciário, uma vez que, o executivo, o legislativo e Membros do Ministério também se beneficiam do auxilio moradia, Josi questionou este privilégio.  “Mas como justificar esse privilégio diante da grave crise econômica, política e moral em que vivemos? Como justificar esse auxilio em um país em que quase a metade de sua população não tem onde morar ou mora precariamente? Como justificar esse benefício para aqueles que ganham os maiores salários de nossa sociedade? Como ficam aqueles que com dignidade exercem diferentes funções; como o professor, que após 25/30 anos se aposenta com proventos que muitas vezes não chegam a R$ 3 mil reais? Como o agente comunitário de saúde que recebe um pouco mais de R$ mil reais? Como justificar isso para o trabalhador brasileiro que recebe um  salário mínimo?”, questionou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Cuiabá

Em encontro com o ministro Dias Tofolli, presidente do TJTO defende autonomia dos Tribunais para aprovar projetos de interesse do Judiciário estadual

Do encontro convocado pelo ministro Dias Toffoli e no qual ele franqueou a palavra a todos os presidentes dos tribunais, saiu a Carta de Cuiabá

Estacionamento Rotativo

Tribunal de Justiça reconhece competência do TCE para emitir cautelar durante julgamento sobre o Estacionamento Rotativo de Palmas

O relator do processo, desembargador Ronaldo Eurípedes, apresentou seu voto no último dia 27 de junho negando o pedido da empresa com fundamento. no posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF)



Seciju

Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado

Equipes técnicas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) participaram de reuniões para fortalecimento da Rede de Proteção e realizaram ações de sensibilização nas praias de Porto Nacional e Pedro Afonso e fortaleceram a Rede de Proteção.


PM

Ação conjunta da Polícia Civil do Tocantins e da Polícia Militar de Goiás resulta na prisão de homicida foragido de Araguaína

Ele é suspeito de ser o autor de pelo menos dois homicídios praticados, em Araguaína, nos anos de 2018 e 2019 e foi capturado, mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva, oriundos da 1° Vara Criminal da Comarca de Araguaína.


Regularização

Governo inova em gestão e abre portas do Instituto de Terras do Tocantins para estágio em 2019

O Instituto de Terras do Tocantins vem trabalhando com responsabilidade e eficácia para contribuir a cada dia com o desenvolvimento do Estado.


CPPA

Suspeito de cometer homicídio em 2015 é preso pela Polícia Civil em Araguaína


Premiação

EDP, controladora da Investco e da Enerpeixe no Tocantins, está entre as 15 marcas mais valiosas no mundo


Resgate

Paciente em estado grave é transportado de Miracema para Palmas pelas equipes do CIOPAER e SAMU


TV

Gastronomia alemã é o próximo desafio do MasterChef


Encceja

100% das unidades prisionais e socioeducativos realizarão o Encceja PPL 2019


Turismo

Adetuc projeta aumento de turistas e movimentação de mais de R$ 118 milhões na Temporada de Praias 2019



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira