Tuesday, 23 de October de 2018

POLÍTICA


Brasil

PF continua investigando se há mais envolvidos em ataque a Bolsonaro

09 Sep 2018    11:48    alterado em 09/09 às 11:48
Polícia Federal PF continua investigando se há mais envolvidos em ataque a Bolsonaro Adélio foi transferido de Juiz de Fora para o presídio federal de segurança máxima de Campo Grande, onde ocupa cela individual

Com a quebra do sigilo telefônico e de dados, a Polícia Federal vai aprofundar as investigações sobre Adélio Bispo de Oliveira, que confessou ter esfaqueado, na última quinta-feira (6), o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), em Juiz de Fora (MG). Ainda não foi revelado quem está pagando os honorários dos quatro advogados que o defendem –.Fernando Magalhães, Zanone Oliveira Júnior, Marcelo da Costa e Pedro Possa.

Os advogados disseram que foram contratados por um fiel da igreja Testemunhas de Jeová de Montes Claros, frequentada pela família de Adélio. Em comunicado à imprensa, a igreja Testemunhas de Jeová no Brasil disse que não contratou os advogados e que nem Adélio nem sua família são seguidores da igreja. "Portanto, a declaração do advogado de que foi contratado por Testemunha de Jeová, conforme veiculada pela mídia, não é verídica", diz a nota.
PF confirmou que o homem suspeito de ter esfaqueado o candidato Jair Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi detido por populares e seguranças e conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora.

Polícia Federal investiga se há mais envolvidos

A Polícia Federal (PF) está investigando se Adélio recebeu ajuda para praticar o ato. Mais duas pessoas, sendo que uma está internada após se envolver em uma briga durante a agressão, são suspeitas de participação no ataque ao candidato.

A investigação vai levantar se Adélio agiu sozinho e como se mantinha na cidade, onde estava hospedado em uma pensão. Ele pagou adiantado R$ 400 pelo maior quarto da hospedagem. A PF poderá rastrear a movimentação de Adélio a partir da quebra de seu sigilo telefônico, autorizada pela juíza Patrícia Alencar Teixeira de Carvalho, da 2ª Vara Federal de Juiz de Fora.

A magistrada converteu a prisão em flagrante de Adélio em prisão preventiva, sem prazo determinado. O agressor foi transferido para o presídio federal de segurança máxima de Campo Grande (MS), onde está em uma cela individual, para resguardar sua integridade física.

A defesa de Adélio descarta a participação de outras pessoas no ataque a Bolsonaro, inclusive de um mentor intelectual. Os advogados disseram que ele agiu sozinho e de rompante. A ideia de atacar o candidato, segundo a defesa, surgiu três dias antes, e Adélio foi estimulado pelo discurso de Bolsonaro sobre quilombolas.

Mas a familia de Jair Bolsonaro tem falado, sem apontar indícios, em  "crime premeditado". - Agencia Brasil

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

23

PARABÉNS!
PARABÉNS!

36

BOM
BOM

22

AMEI!
AMEI!

37

KKKK
KKKK

33

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

35

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

36

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Bolsonaro Eleições 2018 Brasil Lula

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


CPI Previpalmas

CPI do PreviPalmas convoca ex-prefeito Carlos Amastha para depor na próxima semana

Durante a sessão foram apresentados os nomes referentes aos primeiros depoimentos que serão colhidos pela Comissão

CPI Previpalmas

CPI do PreviPalmas convoca ex-prefeito Carlos Amastha para depor na próxima semana

Durante a sessão foram apresentados os nomes referentes aos primeiros depoimentos que serão colhidos pela Comissão



Incentivo Fiscal

Governador Mauro Carlesse discute incentivos fiscais com empresários do Grupo Sabão Oeste

Também participaram da reunião o vice-governador Wanderley Barbosa, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo, Dearley Kuhn, e o secretário chefe do Gabinete do Governador, Divino Alan


Estradas

Governador discute manutenção de estradas vicinais com prefeitos do Consórcio Intermunicipal Lago

Prefeitos apresentaram demandas do Consórcio onde solicitam a execução da ação do PDRIS


Agenda

Roberto Pires faz visita institucional ao governador reeleito Mauro Carlesse

Na primeira visita institucional após a reeleição Pires destacou otimismo do segmento com a gestão.


Responsabilidade

Campanha Outubro rosa pet é realizada no Ceulp/Ulbra


Destaque

Policiais civis do Tocantins vencem campeonato nacional de rifle


Campo

Meio Ambiente e INCRA iniciam Cadastro Ambiental Rural


Norte do TO

Programa Família Acolhedora é implementado em Tocantinópolis após atuação do MPE


UFT

Universidade Federal do Tocantins é recredenciada com nota 4


Serviço

Saúde e Medicina 4.0



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira