Monday, 24 de September de 2018

Monday, 24 de September de 2018

POLÍTICA


Agrotóxicos

"Risco aceitável" é brincadeira tenebrosa com a saúde da população, dizem contrários à mudanças na lei dos agrotóxicos

03 Jul 2018    12:15    alterado em 03/07 às 12:18
Divulgação "Risco aceitável" é brincadeira tenebrosa com a saúde da população, dizem contrários à mudanças na lei dos agrotóxicos

Contrários às modificações feitas na chamada lei dos agrotóxicos, uma apresentadora de TV, chef de cozinha natural e escritora de TV, um membro do Greenpeace Brasil e um ator e produtor orgânico criticam a proposta em discussão no Congresso. Os argumentos de Bela Gil, Marcio Astrini e Marcos Palmeira também estão em artigo publicado na Folha de S.Paulo nesta segunda-feira, dia 2, com o título “No mundo dos agrotóxicos, não há jantar grátis”. Eles defendem que o discurso dos favoráveis ao tema de necessidade de modernizar a legislação “só tenta enganar o público”. 

“Na letra da lei, o projeto permitirá o uso e registro de produtos com potencial cancerígeno, capazes de causar malformação fetal e mutação genética, alguns deles proibidos em outros países. Substâncias banidas ao redor do mundo ganharão mercado por aqui”, escrevem os três, que assinaram em conjunto o artigo no jornal. “Além disso, caso a requisição de registro de agrotóxico não tenha desfecho em menos de 24 meses, o produto poderá ganhar o direito provisório e ser usado, enquanto as análises de sua periculosidade correm em paralelo”, complementam.

Logo no início do artigo eles se referem ao tema como “Pacote do Veneno”, como se disseminou o termo nas redes sociais. E afirmam que a medida visa “colocar ainda mais agrotóxicos no prato dos brasileiros”. “Ao longo do debate, diversos órgãos declararam que as consequências desse projeto seriam catastróficas para a saúde e o meio ambiente: Ministério Público Federal, Fiocruz, Instituto Nacional do Câncer, Ministério Público do Trabalho, Anvisa, Ibama, Ministério da Saúde, Conselho Nacional dos Direitos Humanos, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e mais de 300 outras organizações da sociedade civil”, afirmaram.

Para ele, é “difícil acreditar que todos esses órgãos, seus cientistas e pesquisadores estariam errados, ficando a razão e o interesse público exclusivamente ao lado de um punhado de deputados e das indústrias que têm interesse na comercialização de pesticidas. Obviamente, não é o caso”.

Os três reforçam ainda que “não está presente em nenhum momento das mal traçadas linhas” do projeto que a meta é a modernização do setor. “O projeto deixa absolutamente clara sua intenção ao retirar da análise de tais substâncias os órgãos que hoje cuidam da saúde pública e ambiental. Depositam a força decisória nas mãos apenas do Ministério da Agricultura e na boa vontade das empresas. Para substâncias que causam câncer, instituem o conceito de "risco aceitável", uma espécie de brincadeira tenebrosa com a saúde da população”, destacaram Bela Gil (apresentadora, chef de cozinha natural e escritora), Marcio Astrini (coordenador de políticas públicas do Greenpeace Brasil) e Marcos Palmeira (Ator e produtor orgânico).

(Norte agropecuário)


COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

14

PARABÉNS!
PARABÉNS!

13

BOM
BOM

15

AMEI!
AMEI!

13

KKKK
KKKK

13

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

15

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

11

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

agrotóxicos

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Mundo

Papa pede atenção para detectar novos focos de totalitarismo

Ele pediu para se lembrar "daqueles tempos e pedir ao Senhor que dê o dom do discernimento a todos para detectar a tempo qualquer aumento dessa atitude perniciosa, qualquer ar que enfraqueça o coração das gerações que não viveram aquilo".

Eleições 2018

Carlesse está entre os 6 governadores que podem ser reeleitos em 1º turno, aponta UOL

Além do chefe do Executivo do Tocantins, o portal cita como candidatos que “lideram com folga” as pesquisas Renan Filho (MDB), em Alagoas; Rui Costa (PT), na Bahia; Camilo Santana (PT), no Ceará; Flávio Dino (PCdoB), no Maranhão; e Wellington Dias (PT), no



Números do IBOPE

Com aprovação de mais de 80% no Ibope, Gestão Carlesse é reconhecida por trabalho e jeito novo de governar

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.


Carlesse

Ações de Carlesse à frente do Governo eleva posição Tocantins no ranking dos estados

O avanço do Tocantins resulta de medidas práticas adotadas pela gestão, como a diminuição da despesa com pessoal, incremento na receita estadual e desburocratização.


Palmas

Estudantes tocantinenses vivenciam modalidades esportivas com medalhista paralímpica Terezinha Guilhermina

“Foi um momento muito lindo poder participar de todos esses esportes. O que mais gostei foi a bocha, nunca tinha jogado”, disse Vitória Aparecida Neres, de 13 anos, da Escola Municipal Darcy Ribeiro, de Palmas.


Ocorrência

Polícia Civil prende homem suspeito de cometer assalto à mão armada em Paraíso


Campanha em Araguatins

Em Araguatins, aliados exaltam gestão Carlesse: “É o Governador que está consertando o Tocantins”


Pecuária

Seagro oportuniza discussão sobre caprinocultura do leite em palestras na Expopalmas


Pesquisa Fieto

Pesquisa Fieto/Vetor indica vitória de Carlesse no primeiro turno


Polícia Fazendária

Estado terá Batalhão da Polícia Militar Fazendária


Saúde

Instalação da máquina de radioterapia de Araguaína deve ser concluída em 90 dias



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira