Palmas, 23/01/2018

Política

Reforma Protestante

Sessão solene na Câmara de Palmas celebra os 500 anos da Reforma Protestante

  • O evento foi requerido pelo vereador Tiago Andrino (PSB) e teve apoio de todos os parlamentares. Os 500 anos da Reforma Protestante foram celebrados em vários países no dia 31 de outubro

Cleober Taquara

Sessão solene na Câmara de Palmas celebra os 500 anos da Reforma Protestante



Com o objetivo de celebrar os 500 anos da Reforma Protestante, foi realizada uma sessão solene na manhã desta terça-feira, 21, na Câmara de Palmas. O evento foi requerido pelo vereador Tiago Andrino (PSB) e teve apoio de todos os parlamentares. Os 500 anos da Reforma Protestante foram celebrados em vários países no dia 31 de outubro.
 
Andrino ressaltou a importância de se comemorar a data. "Essa é uma celebração muito importante para toda a sociedade, porque o ponto principal da reforma é justamente trazer razão à fé, contribuir com a educação e transformar a vida das pessoas independente da religião de cada uma", destacou o parlamentar ao presidir a sessão.
 
A sessão solene contou a participação do Coral e da Orquestra da Segunda Igreja Batista de Palmas (Sibapa). Também participaram do evento, o reitor do Ceulp/Ulbra, Adriano Chiarani da Silva, o diretor do colégio Ulbra Palmas, Joel Muller, o professor universitário Wolgang Teske, a bispa Edna Nascimento, o bispo Guaracy Batista da Silveira, além de pastores de diversas igrejas evangélicas da Capital.
 
O presidente da Casa, Folha Filho (PSD), falou sobre a importância em levar temas religiosos para o plenário, "temos buscado abrir espaço para os segmentos religiosos e para os líderes da nossa cidade, fomentar e discutir assuntos deste teor faz parte da democracia".
 
Todos os participantes tiveram a oportunidade de usar a tribuna de honra da Casa para prestar homenagens e falar um pouco sobre a história da Reforma Protestante. Eles defenderam que o movimento é contínuo e se mantêm atual na sociedade, que é preciso sempre relembrar os princípios cristãos, como a moral, o amor e a fé.
 
500 anos da Reforma Protestante
 
Em 31 de outubro de 1517, o monge alemão Martinho Lutero (1483-1546) pregou suas "95 teses contra a venda de indulgências" na porta da igreja do Castelo de Wittenberg, na Alemanha. O clérigo se posicionou contra práticas da Igreja Católica Romana que ele considerava abusivas, como a venda do perdão de Deus. Para ele, diante do sincero arrependimento da pessoa, o perdão deveria ser gratuito.
 
As teses defendidas por Lutero logo se espalharam por toda a Europa, iniciando o movimento da Reforma Protestante. Por isso, em 2017 se comemora os 500 anos deste importante acontecimento histórico.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus