Tuesday, 19 de February de 2019

POLÍTICA


Saúde

Wanderlei afirma que servidores da Saúde cedidos ao município de Palmas custam cerca de R$ 900 mil ao mês ao Estado

06 Sep 2018    14:08
Divulgação Wanderlei afirma que servidores da Saúde cedidos ao município de Palmas custam cerca de R$ 900 mil ao mês ao Estado

O vice-governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa (PHS), rebateu as críticas do ex-prefeito da Capital Carlos Amastha sobre o sistema de Saúde pública do Estado. Ele informou que, mesmo o Estado cedendo servidores ao município de Palmas, com custos ao Executivo estadual de quase R$ 900 mil ao mês, cerca de 40% dos pacientes que procuram as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Capital são encaminhados para o Hospital Geral de Palmas (HGP).


“São 78 profissionais entre médicos, enfermeiros, cirurgiões dentista, técnicos de enfermagem, dentre outros, que são cedidos à Prefeitura de Palmas e custam quase R$ 900 mil ao mês aos cofres públicos do Estado. O Governo autoriza essas cessões para que o município reforce os trabalhos do atendimento básico de saúde aos cidadãos. No entanto, 40% dos pacientes que procuram as UPAs na Capital, são encaminhados para o HGP, contra 22% encaminhados de outros municípios”, disse.


Wanderlei lembrou também que, conforme as informações da Secretaria da Saúde, 95% dos encaminhamentos das UPAs de Palmas que vão para o HGP poderiam ser resolvidos nas unidades básicas. “Ao fazer isso, o município de Palmas acaba ajudando a superlotar o HGP, já que os casos encaminhados são procedimentos simples que poderiam ser resolvidos nas UPAs, como dores musculares, problemas de pressão e dores de coluna, por exemplo”, afirmou.


Para Wanderlei Barbosa fica fácil mostrar imagens no programa eleitoral das UPAs vazias e dos hospitais do Estado sempre cheios. “O SUS pressupõe que cada parte do poder público faça a sua parte. Ao município cabe esse atendimento básico à população. Se ele se aproveita da capacidade do Estado para se omitir de sua função é claro que a conta não vai fechar. Toda vez que isso acontece, pacientes com casos mais graves são prejudicados”, lembrou.


Conforme o vice-governador, os hospitais públicos não podem recusar atendimento aos pacientes, mesmo sendo construídos e equipado para atender alta complexidade. “Quando os pacientes que poderiam ser atendidos pelas UPAs são encaminhados para o HGP recebem o atendimento, mas acabam também por tomar o lugar de outro paciente que sofre de um problema mais grave e reduzir a nossa capacidade de medicamentos e suprimentos”, explicou.


Cessões


São cedidos ao município de Palmas, com ônus para o Estado, os seguintes cargos: 2 assistentes social, 7 auxiliares de enfermagem  , 1 auxiliar de Serviços de Saúde, 23 cirurgiões dentista, 24 enfermeiros, 1 executivo em Saúde, 1 fisioterapeuta, 5 médicos, 2 nutricionistas, 2 pesquisadores docente em Saúde Pública, 8 técnicos de enfermagem, 2 técnicos de laboratórios. Ao todo, os custos ficam em R$ 894.834,28.

COMPARTILHE:


Confira também:


Exonerações Suspensas

Justiça atende DPE e MPE e suspende ato do governo que exonerou profissionais da saúde

Efeitos do ato declaratório nº 01/2019 estão suspensos. Defensoria Pública e MPE expuseram na ação civil pública que o Ato ainda gera graves consequências na desassistência da saúde pública.

Mulheres Presas

Neste ano, nove mulheres foram presas por tentar entrar com ilícitos em unidades penais do Estado

Após, a mulher confessou as agentes que carregava um celular na genitália e foi conduzida para a Unidade de Pronto Atendimento Norte, em Palmas, para retirada do aparelho.



Ponte de Porto

Defensoria e OAB vão integrar comissão que trata sobre interdição da ponte de Porto Nacional

Audiência, realizada na sexta-feira, 15, debateu os principais impactos gerados com a interdição


Ocorrência

Polícia Civil apreende 30 kg de maconha e prende traficante no Sul do Estado

As investigações da Polícia Civil constataram que Hailton trazia, do Estado de Goiás, grandes quantidades de entorpecentes para Gurupi e região, e que, nessa madrugada, outra remessa chegaria ao Tocantins.


Meio Ambiente

Municípios têm apenas 30 dias para protocolar processo do ICMS Ecológico no Naturatins

De acordo com a legislação, anualmente, os municípios tem prazo até o dia 15 de março, para manifestar o interesse e comprovar o cumprimento das exigências, conforme disposto no Decreto nº 5.264/2015.


Diálogo

Secretários apresentam plano de reestruturação à instituições dos diferentes poderes do Estado


Itelvino Pisoni

Sistema Fecomércio Tocantins realiza visita a Prefeita Cinthia Ribeiro


Tocantins

Dispara número de casos prováveis de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti


HGP

Defensoria emite recomendação para Sesau por desassistência na oferta de cirurgias cardiológicas em Palmas


Adapec

Produtor rural pode emitir Guia de Trânsito Animal de qualquer localidade


Segurança

Identificação facial e papiloscópica da Polícia Civil é destaque em operações de combate à criminalidade no Tocantins



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira