Wednesday, 20 de March de 2019

POLÍTICA


Sobre o Plansaúde

Wanderlei Barbosa afirma que Amastha mente sobre o Plansaúde

11 Sep 2018    11:02
Divulgação Wanderlei Barbosa afirma que Amastha mente sobre o Plansaúde

O vice-governador do Tocantins e candidato à reeleição Wanderlei Barbosa (PHS) rebateu nesta terça-feira, 11, as acusações do candidato Carlos Amastha de que o Governo pode acabar com o Plansaúde. Wanderlei lamentou que, na falta de propostas, a campanha do ex-prefeito tenha que apelar para fake news no horário eleitoral.


De acordo com Wanderlei Barbosa, ao contrário de acabar, a gestão de Mauro Carlesse (PHS) tem fortalecido o Plansaúde. “Quando assumimos o Governo, já existia um processo licitatório em curso, porém não havia sido finalizado. Para que não houvesse interrupção no atendimento dos usuários, nós negociamos com a Unimed Centro-Oeste e a empresa continuou a operacionalização até a conclusão da licitação. Deste modo, o Plansaúde manteve o atendimento regularmente”, explicou.


Com a finalização do processo licitatório, o Governo assinou contrato com a empresa Infoway. Wanderlei destacou que a medida chegou a ser elogiada pela Defensoria Pública do Estado (DPE), que disse que a mudança vai melhorar o atendimento e garantir economia aos cofres públicos. “Em relação à taxa de administração, o Governo conseguiu uma redução na operacionalização de cerca de 50%, passando de mais de R$ 1,2 milhão que era passado para a Unimed Centro-Oeste para cerca de R$ 650 mil que será pago para a Infoway. Essa diferença será repassada em melhorias para os usuários”, afirmou.


Wanderlei lembrou também que, além de não haver aumento para os usuários, o Governo Carlesse desde que assumiu o Estado já pagou R$ 111 milhões aos prestadores de serviços do Plansaúde. “O restante da dívida do Plansaúde está sendo negociado pelo Governo com a mediação dos órgãos do Poder Judiciário”, disse.


Cronologia do Plansaúde


- 07 de novembro de 2017 (Gestão Marcelo Miranda) - Polícia Federal faz operação que atinge o Plansaúde: A operação Marcapasso mostrou um esquema de superfaturamento no setor de cardiologia. Depois disso, o governo suspendeu pagamentos de procedimentos cardiológicos.


- 13 de novembro de 2017 (Gestão Marcelo Miranda) - O governo do Estado decidiu não renovar com a Unimed Centro-Oeste. A decisão ocorreu durante reunião da comissão de reestruturação do plano em Palmas. O contrato com a Unimed Centro-Oeste venceria no dia 12 de janeiro de 2018. Na época, o Governo do Estado foi a própria empresa que manifestou o interesse em não renovar. Os prestadores de serviços cobravam uma dívida de R$ 73 milhões da gestão de Marcelo Miranda.


- 31 de janeiro de 2018 (Gestão Marcelo Miranda) – O governo do Estado prorrogou por mais 60 dias o contrato para a Unimed Centro-Oeste continuar administrando o Plansaúde. A cooperativa deveria administrar o plano dos servidores públicos até o fim de março. Os prestadores de serviço cobram cerca de R$ 100 milhões do Estado em dívidas.


- 31 de março de 2018 (Gestão Mauro Carlesse) – Ao assumir o Governo, Carlesse prorrogou o contrato com Unimed Centro-Oeste em até 12 meses, uma vez que a gestão do governador cassado Marcelo Miranda não havia concluído o processo licitatório. Para não ocorrer a descontinuidade dos serviços do Plansaúde, o governador Mauro Carlesse solicitou a Unimed Centro Oeste-Tocantins concordou em prorrogar o contrato que venceria neste sábado, 31 de março.


24 de agosto de 2018 (Gestão Carlesse) – Em apenas 120 dias à frente do Governo do Estado, o governador Mauro Carlesse (PHS), já pagou R$ 111 milhões aos prestadores de serviço do Plansaúde. Antes de Carlesse assumir o Governo, o usuário do Plansaúde enfrentava constrangimentos e negativas de atendimentos, devido à falta de repasses aos prestadores de serviço.  


O montante de serviços pagos foi direcionado aos prestadores de pessoa física, jurídica, remoções, liminares, intercâmbios (atendimentos fora do estado), serviços odontológicos (Prodent) e taxas de administração (Unimed Centro-Oeste). Os valores foram faturados por todos os prestadores e devidamente auditados e liberados para pagamento.

COMPARTILHE:


Confira também:


Redução

Aneel diz que pagamento de empréstimos reduzirá tarifa de energia

A quitação antecipada vai gerar economia de R$ 8,4 bi para consumidor

Transplantes de Córneas

Estado realizou 128 transplantes de córnea por intermédio e captação do Banco de Olhos

Oftalmologista, responsável técnica do BOTO, Doutora Núbia Maia aconselha o diálogo familiar sobre a doação de órgão para sanar a dúvida da família.


Crime

Corte estético de cauda e orelha de animais é crime ambiental

Além disso, os cães de cauda comprida possuem essa estrutura anatômica como contrapeso em corridas. “O corte acaba interferindo no equilíbrio natural do animal”, afirma.


Lançamento

Campanha da Fraternidade 2019 é lançada na Câmara Municipal

Durante sessão solene de quarta feira, 20, o Arcebispo Metropolitano Dom Pedro Brito Guimarães lançou a Campanha da Fraternidade 2019, na Câmara Municipal.


Balanço

ICMS Ecológico encerra prazo com adesão de 136 municípios


Energisa ouve clientes em audiência pública sobre projetos de eficiência energética


Palmas

Estudantes da UFT vencem 1º Prêmio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Tocantins


18 de março

Dia da Autonomia homenageia luta de antepassados pela emancipação do norte de Goiás


Norte

Saúde negocia com profissionais para iniciar serviço de radioterapia em Araguaína


Boa forma

Diva Fitness choca seguidores nas redes sociais com foto de seu antes e depois



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira