Tuesday, 23 de October de 2018

SAÚDE


Saúde

Apoio familiar é a melhor terapia para quem está hospitalizado

21 Feb 2018    17:42
João Neto Apoio familiar é a melhor terapia para quem está hospitalizado O acompanhamento dos pacientes e seus familiares também acontece com apoio da assistência social do HMA​

Ter a família por perto durante uma internação hospitalar é elemento fundamental para a recuperação do paciente infantil. Essa é a consideração da psicóloga do Hospital Municipal de Araguaína (HMA), Cleide Nascimento Silva. Segundo ela, a internação priva a criança e o adulto da rotina habitual e do contato com os círculos sociais, e a família - o pai, a mãe, os irmãos e parentes mais próximos - são os pontos de apoio mais importantes do paciente neste momento.

 

“No caso do HMA, que atende o público infantil, os pais e mães são os agentes terapêuticos mais importantes no momento da hospitalização das crianças. São eles que dão o suporte emocional, que é imprescindível, e proveem os cuidados não médicos necessários para que o tratamento seja otimizado”, considera Cleide.

 

Quem já teve um filho internado sabe que, apesar dos cuidados da equipe, nem sempre é fácil processar e levar numa boa o período de internação. “Aqui no hospital, a Psicologia trabalha, entre outros pontos, acolhendo a família do paciente para que ela tenha condições de oferecer estrutura afetiva para a criança hospitalizada. Nesse contexto, nós sabemos que a criança será mais receptiva aos cuidados dos seus pais que de qualquer outra pessoa da equipe. É uma relação de confiança estreitada desde a gestação. Então nosso papel é estruturar emocionalmente a família para que ela acolha o paciente”, ressalta a psicóloga.

 

Daniele Pereira de Sousa, que é dona de casa e está com as duas filhas internadas no HMA, conta que a atenção e cuidados necessários da equipe hospitalar desde o primeiro dia de internação deixaram-na mais tranquila e relaxada para dar apoio e carinho às crianças.

 

“Fui recebida de forma acolhedora e percebo extrema boa vontade de todos os profissionais do hospital para me ajudar. Assim, eu fico menos preocupada e mais disponível junto das minhas filhas. Queremos ir logo para casa!”, enfatiza a mãe. 

 

Além do suporte para os familiares, a psicóloga Cleide também comenta que a equipe hospitalar e as crianças hospitalizadas são focos de atenção da Psicologia no processo terapêutico. “Nós atuamos no sentido de fazer com que a hospitalização e a situação de doença sejam melhor compreendidas pela criança e sua família, bem como evitar situações difíceis e traumáticas. ‘Brincando’ e ‘conversando’ comigo, as crianças também expressam seus medos, dúvidas, angústias, aliviando assim seu sofrimento, caminhando para uma recuperação mais rápida. Com os profissionais do hospital, trabalhamos no sentido de humanizar o atendimento aos pacientes, fortalecendo o trabalho em equipe e a família também”, finaliza a profissional.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

54

PARABÉNS!
PARABÉNS!

51

BOM
BOM

79

AMEI!
AMEI!

53

KKKK
KKKK

56

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

52

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

57

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Família Saúde HMA

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Saúde

Bolsonaro e Haddad divergem sobre Mais Médicos e SUS

Conheça as propostas dos candidatos para a saúde


  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira