Tuesday, 15 de October de 2019

SAÚDE


Estética

Descubra como eliminar as gordurinhas com técnica de congelamento

05 Jul 2013

O mercado de estética e beleza tem várias opções de tratamento voltadas para a redução da gordura localizada, nas quais os pacientes não precisam ser submetidos a procedimentos invasivos, como a lipoaspiração. Na esteira das novidades, a criolipólise é uma dessas técnicas mais procuradas nos centros de tratamento e para explicar sobre esse método a mestre em Dermatologia pela UNIFESP e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Dra. Solange Pistori Teixeira, esclarece as principais dúvidas para quem pensou ou já escolheu este procedimento.

 

Descoberta em Harvard a criolipólise funciona na eliminação da gordura localizada através do frio intenso e controlado, “o tratamento se faz com o posicionamento do aplicador na área a ser tratada. Ligado o aparelho, a área de gordura localizada é succionada para dentro do aplicador e submetida a um resfriamento controlado, que danifica seletivamente as células adiposas que são mais sensíveis ao frio. Após o procedimento essa gordura passa a ser eliminada de forma natural, por um período de aproximadamente três meses”, explica a especialista.

 

“As áreas de tratamento devem ter mais ou menos 2,5 cm de espessura de gordura, que seja palpável para a sucção correta. Podem ser no abdômen superior ou inferior, costas e flancos. Recentemente, dois novos aplicadores foram lançados no Congresso Anual da Academia Americana de Dermatologia que vão atender perfeitamente locais mais difíceis, como parte interna das coxas e braços e permitirá ainda melhores resultados em flancos, devido aos seus formatos, e estarão no Brasil nos próximos meses”, detalha a doutora.

 

Para quem pretende emagrecer, a profissional alerta que o método é contra a gordura localizada e não o excesso de peso pois não atinge gordura em todas as áreas do corpo ou mesmo a visceral. A tecnologia é ideal para quem quer se livrar dos indesejáveis “pneuzinhos”. “Nas pessoas muito acima do peso ideal, os resultados podem não ser tão significantes, requerendo mais sessões e mais áreas de aplicação. Com um plano de tratamento adequado, focando diferentes áreas em algumas sessões, é possível fazer uma transformação no contorno corporal. A indicação dependerá da avaliação médica onde é analisado se o paciente possui sensibilidade ao frio, como urticária; se passou por cirurgias recentes; ou se há infecções na pele ou hérnias na região do tratamento”, conta a dermatologista.

 

Em uma única sessão, estudos científicos em Harvard apontam redução de 20% a 25% da gordura localizada na região tratada. Os resultados começam a ser notados após três a seis semanas do procedimento. O resultado final será observado após três meses. “O número de sessões vai depender do tamanho da área e de quanto se deseja eliminar de “gordurinhas”. Na avaliação médica será realizado um plano de tratamento e para aplicações na mesma região é preciso obedecer ao intervalo de seis a oito semanas”, frisa Dra. Solange.

 

O aparelho pioneiro em criolipólise e desenvolvido em Harvard foi o CoolSculpting (Zeltiq), aprovado pelo FDA. “É importante ficar atento na escolha e certificação científica do equipamento”, alerta a especialista.

 

Ainda segundo a doutora, a criolipólise se diferencia dos outros métodos porque usa o frio para eliminar as células de gordura e notam-se resultados após uma sessão. Em outros métodos, são necessárias a realização de mais sessões, em menor intervalo, para chegar ao resultado. “Durante a sessão de tratamento com duração de uma hora por área, o paciente está liberado para ver televisão, dormir, utilizar o notebook, ou até realizar algum outro procedimento. Depois, a pessoa pode voltar às suas atividades normais”, explica a médica.

 

Outras dúvidas frequentes:

 

A criolipólise elimina celulite e flacidez? Não, o tratamento é indicado para gordura localizada que é diferente da celulite e flacidez, porque é um método seletivo para a célula de gordura, tratando apenas a gordura do subcutâneo, localizada na área da aplicação.

 

Depois do procedimento, há alguma recomendação? Em geral, o pós-tratamento é tranquilo e não requer nenhuma recomendação especial. Apenas em peles mais sensíveis o uso de cremes para eventuais hematomas, que podem surgir devido à sucção, porém são temporários.

 

Posso fazer criolipólise no culote e em outras áreas? Apenas uma avaliação do médico apontará essa possibilidade para o culote, de acordo com as características individuais. Mas a expectativa é que essa plataforma continue a se expandir para novas áreas, principalmente aquelas onde a gordura localizada mais incomoda as pessoas.

 

Após o tratamento, a gordura localizada pode voltar? Com a criolipólise, as células de gordura são eliminadas e, se depois do procedimento o paciente mantiver uma alimentação mais saudável e exercícios físicos periódicos, o retorno é pouco provável.

 

Grávidas podem fazer a criolipólise? Para as gestantes não é possível, mas após intervalo de seis meses do parto e da amamentação se restarem alguns acúmulos de gordura indesejados, poderão recorrer tranquilamente à criolipólise.

 

O tratamento pode atingir outros órgãos? Não há o risco de atingir outros órgãos porque a temperatura que o aparelho atinge é específica para destruir apenas as células gordurosas, assim outras estruturas como a pele, vasos, nervos e músculos não são danificadas no uso do equipamento e do protocolo de tratamento correto.

 

Fonte: Grupo Máquina

COMPARTILHE:


Confira também:


Refis Palmas

Defensoria Pública inicia atendimentos jurídicos no Mutirão de Negociações Fiscais

A participação da Instituição na atividade se deve à parceria estabelecida com o Tribunal de Justiça do Tocantins e com a gestão municipal de Palmas

Refis 2019

Parte dos R$ 60 milhões que Município espera receber custeará melhorias na malha viária do Sul de Palmas

O município de Palmas tem a receber R$ 600 milhões. Segundo o Tribunal de Justiça (TJ), parceiro no mutirão, há atualmente 23 mil processos judiciais relativos a débitos fiscais no Município de Palmas em andamento no Judiciário.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira