Saturday, 21 de July de 2018

Saturday, 21 de July de 2018

SAÚDE


Aedes Aegypti

Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti mobiliza autoridades, trabalhadores e população

11 Dec 2017

Cerca de 40 agentes de combate a endemias participaram das ações do Dia Nacional de Combate ao mosquito Aedes aegypti realizado na manhã desta sexta, 8, na quadra Arno 43, cujo índice de infestação predial é de 0,83. A mobilização acontece simultaneamente em várias cidades brasileiras, e em Palmas contou com a presença do ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Henrique de Oliveira, do secretário executivo de Saúde, Whisllay Bastos, da vice-governadora do Estado Cláudia Lélis, entre outras autoridades, trabalhadores da saúde, alunos da Escola Municipal Paulo Leivas Macalão e a comunidade local.
 
A autônoma Alexandrina Lopes tem um quintal cheio de plantas e mostrou às autoridades como é a sua rotina de combate ao mosquito. "Na hora que chove já vou limpando, parou a chuva eu dou uma limpada, raspo a água, seco. Não gosto de água acumulada. Eu gostaria que os vizinhos fizessem o mesmo. Tem gente aqui que joga o lixo na área verde e se a gente for reclamar vão dizer que a área verde não é da gente. Só que a área verde não é do prefeito, do governo, ela é nossa, e se nós não cuidarmos, não podemos por culpa no governo ou na prefeitura porque nós também temos que cuidar", opinou.
 
O ministro lembrou que vem ocorrendo uma redução geral no Brasil nos casos de dengue, zika e chikungunya. "Só de ações de combate foram investidos R$ 1,9 bilhões, só aqui no Tocantins mais de R$ 20 milhões. Mas o resultado dessa queda geral não se deve apenas ao trabalho dos governos federal, estadual e municipal, a população tem que se envolver e apoiar esse movimento e ajudar no combate", ressaltou Dyogo Oliveira.
 
Ao parabenizar dona Alexandrina, o secretário executivo Whisllay Bastos destacou a importância da participação social e exaltou o trabalho dos agentes de endemias, ressaltando que a Prefeitura desenvolve ações intersetoriais que resultaram na instalação de lixeiras e contêineres por toda a cidade, além de garantir a coleta regular do lixo. "É importante lembrar que temos o aplicativo Saúde Palmas onde cada cidadão pode espontaneamente, após identificar um foco do mosquito Aedes Aegypti, tirar uma foto e marcar a coordenada geográfica, gerando um relatório que possibilita a Semus fazer o acompanhamento e o combate. E também recebe dicas sobre como manter quintal limpo e eliminar possíveis criadouros do mosquito."
 
O agente de combate a Endemias e também supervisor da Região Norte, Adão José Teixeira, ressaltou que 79,9% dos focos é encontrado dentro das casas. "A gente encontra muitas casas fechadas, algumas mesmo tendo gente em casa tem receio de deixar entrar, mas ao verificar o crachá e ligar no órgão para confirmar se é agente de fato, nós conseguimos fazer o trabalho de vistoria e orientação", finalizou.
 
Números
 
De acordo com a gerência do Centro de Aprendizagem, Investigação e Extensão em Vigilância em Saúde (Caievs/Semus) no acumulado do ano de 2017 na Capital foram notificados 5.102 casos de dengue, dos quais 1.145 foram confirmados; casos de chikungunya foram 1.671 notificações, das quais 584 foram confirmadas; já os casos notificados de zika foram 1.055 com a confirmação de 100 casos.
 
(Edição/postagem: Lorena Karlla)

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

17

PARABÉNS!
PARABÉNS!

17

BOM
BOM

14

AMEI!
AMEI!

18

KKKK
KKKK

14

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

10

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

8

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Viver

Aulões gratuitos de dança animam Parque Cesamar neste fim de semana

As aulas serão oferecidas pelos professores de dança Aline Freitas e Marcos Paulo Barros, da Athletica Fitness Center.


  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira