Wednesday, 25 de April de 2018

Wednesday, 25 de April de 2018

SAÚDE


Aids

Prevenção e diagnóstico são foco do Dia Mundial de Luta Contra a Aids em 2017

30 Nov 2017

Aldenes Lima/Governo do Tocantins
 
Como o slogan "Prevenção é o melhor Remédio, Faça o TESTE", a Campanha Estadual de 2017 para o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, celebrado todo dia 1º de dezembro, alerta a população sobre a importância da Testagem Rápida do HIV, bem como, o uso de preservativos. Disponíveis nas unidades básicas de saúde da maioria dos municípios tocantinenses, os testes rápidos podem ser acessados pela população e o Estado vem promovendo a formação contínua de profissionais nos municípios para realização da técnica que permite, tanto o diagnóstico do HIV, quanto a avaliação para sífilis e hepatites virais B e C.

São público-alvo da campanha realizada desde 1988, pelo  Ministério da Saúde e desenvolvida no Tocantins pela Superintendência de Vigilância, Promoção e Proteção à Saúde/Diretoria de Doenças Transmissíveis e não Transmissíveis/Gerência de DST/Aids e Hepatites Virais, da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), população geral e populações chave, segundo perfil da doença no Brasil, que são pessoas privadas de liberdade, jovens HSH (Homens que fazem Sexo com outros Homens), e populações prioritárias, como jovens, população negra, população indígena e população em situação de rua.

Segundo a enfermeira da Gerência Estadual de DST/Aids e Hepatites Virais da SES-TO, Caroline Biserra Costa da Luz, além das unidades básicas de saúde, os Serviços de Assistência Especializada (SAE) em Araguaína, Palmas, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional e Gurupi e os Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA), em Araguaína e Palmas, possuem os testes à disposição.

"As ações da campanha estão pautadas no incentivo aos municípios a ofertarem testes-rápidos à população, distribuição massiva de preservativos, e palestras educativas e da propaganda midiática e redes sociais, devido à grande mobilização e poder de alcance que esta modalidade de comunicação possui, além do incentivo à iluminação de prédios públicos (conforme a Lei nº 13.504 de 07 de novembro de 2017, que institui a Campanha Nacional de Prevenção ao HIV/Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis)", explicou Caroline.

A preocupação da área técnica, segundo a enfermeira, é com o controle dos números de casos registrados no Estado, que de 2014 a 17 de novembro deste ano, segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN-TO), registrou 454 casos de Aids e 951 de HIV. No Tocantins existem em tratamento 2.714 pacientes, distribuídos entre os cinco Serviços de Assistência Especializada.

"Muitos são os esforços empregados pela Secretaria de Estado da Saúde a fim de ampliar a oferta de exames para o diagnóstico precoce da infecção pelo HIV, bem como tratamento em tempo oportuno aos pacientes diagnosticados com HIV/Aids. O momento do diagnóstico da infecção está diretamente relacionada com o sucesso do tratamento, e conseqüentemente, com a qualidade de vida da Pessoa Vivendo com o HIV/Aids – PVHIV", enfatizou Caroline.

A enfermeira destacou ainda que a participação dos municípios é fundamental nesse processo, principalmente no que diz respeito à garantia da qualificação dos profissionais, bem como a oferta de uma estrutura mínima para realização dos procedimentos, conforme preconizado. "A garantia da realização do diagnóstico pela equipe de saúde da família contribui para gerar vínculo entre paciente e serviço/equipe, permite uma assistência mais efetiva no que se refere a transporte, cuidados básicos, e encaminhamentos a médicos aos serviços de referência que garantirão o melhor acompanhamento, no caso de pacientes que tenham diagnóstico de HIV", finalizou. 

O que é HIV

Segundo publicação do Ministério da Saúde, HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Ter o vírus não é a mesma coisa que ter AIDS, pois há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença.

HIV é contraído pelo: sexo vaginal sem camisinha; sexo anal sem camisinha; sexo oral sem camisinha; uso de seringa por mais de uma pessoa; transfusão de sangue contaminado; da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação e uso de instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

Como forma de amenizar as discriminações quanto às pessoas portadoras do vírus, é importante destacar que não pega HIV com: sexo desde que se use corretamente a camisinha; masturbação a dois; beijo no rosto ou na boca; suor e lágrima; picada de inseto; aperto de mão ou abraço; sabonete/toalha/lençóis; talheres/copos; assento de ônibus; piscina; banheiro; doação de sangue e nem pelo ar.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

8

PARABÉNS!
PARABÉNS!

9

BOM
BOM

8

AMEI!
AMEI!

6

KKKK
KKKK

8

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

6

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

7

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Administração Pública

Administração pública municipal é a mais complicada das três esferas, afirmam prefeitos

Burocracia, falta de recursos, fiscalização diária e pressão social são as principais queixas dos gestores municipais

Eleições Suplementares

TRE-TO inicia a distribuição das urnas eletrônicas para as Eleições Suplementares no Tocantins

Foi iniciada nesta segunda-feira (23/4) a distribuição das urnas eletrônicas para as Eleições Suplementares, para a escolha de governador e vice-governador do Tocantins



Pará

Tocantins participa de reunião sobre a mosca da carambola no Pará

O objetivo é discutir o contexto internacional da Defesa Sanitária Vegetal para prevenção e erradicação da praga, que é uma das espécies de moscas-das-frutas, que pode causar grandes prejuízos econômicos à fruticultura


Saúde

“Vou tomar gotinhas de vida”, diz João Gibertto, que iniciou o tratamento contra AME após ação da Defensoria

Um dia após o aniversário de três anos, João Gilbertto Rocha de Oliveira tomou, no último dia 16, a primeira dose do Nusinersen (Spinraza), medicamento necessário para o tratamento de Atrofia Muscular Espinhal (AME)


Kátia Abreu

Kátia Abreu fará relatório contrário ao projeto de transposição do Rio Tocantins

Após audiências públicas, relatora afirmou que não há justificativa técnica para a obra


PreviPalmas

Cresce cobrança por instauração da CPI do Previpalmas pelos vereadores de Palmas


Instituto MRV

Instituto MRV realiza treinamento com os vencedores da Terceira Chamada Pública de Projetos do Programa Educar para Transformar


Eleições 2018

Mauro Carlesse registra candidatura a governador com Wanderlei Barbosa de Vice


Guaraná Antarctica

Guaraná Antarctica mostra em nova campanha o que é capaz de fazer pela Seleção Brasileira


Saúde

Empenhados mais de R$ 1,7 milhão em emendas da saúde da deputada Dorinha


Meio Ambiente

Naturatins discute a redução de peixes nos rios tocantinenses e a construção de barragens



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira