Palmas, 23/01/2018

Viver

TV

Camila Pitanga e Regina Casé encerram a primeira temporada do Palavras em Série no GNT

  • Atrizes são as protagonistas dos próximos sábados da série do GNT, interpretando as obras de Hilda Hilst e Clarice Lispector

Camila Pitanga e Regina Casé encerram a primeira temporada do Palavras em Série no GNT



A primeira temporada do Palavras em Série do GNT chega a reta final com dois programas imperdíveis! No próximo sábado, dia 23, às 23h15, Camila Pitanga é a protagonista do episódio interpretando a poesia de Hilda Hilst. A escritora que recentemente foi  anunciada como homenageada da próxima edição da FLIP (Feira Literária de Paraty), é tema do programa com seus textos que tratam de questões atuais, como a independência feminina e a sexualidade. Na leitura de mesa com o diretor Alberto Renault, Camila fala sobre descobrir sensações e sentimentos através das palavras. A atriz também revela ao diretor seus pensamentos em relação a trabalho e a importância de agir e construir através da arte.

 

Já no sábado dia 30, às 23h15, vai ao ar último episódio da temporada do Palavras em Série, que apresenta textos de Clarice Lispector na interpretação de Regina Casé. Neste mês que se completou 40 anos da morte da autora, o programa apresenta trechos de crônicas de Clarice e Regina traça um paralelo entre os textos da autora e sua experiência pessoal.

 

O Palavras em Série mostra o processo criativo das atrizes face às obras de grandes autoras, revelando a leitura, o ensaio e a interpretação. O programa é idealizado conduzido e dirigido, por Alberto Renault.

 

Sobre Alberto Renault

Criador de diversas séries consagradas do GNT, entre elas "Casa Brasileira", "Chefs Brasileiros", "Arte Brasileira", "Morar" e "Morar Mundo". Renault também foi parceiro de Regina Casé na criação de grandes sucessos da TV Globo, como "Brasil Legal", "Muvuca" e séries para o "Fantástico".

 

Multifacetado é autor dos romances: "A Foto" (em 2003), ‘Moko no Brasil" (em 2006) e "Sr R" (em 2009), todos eles bem recebidos pela crítica e como encenador cênico assinou a direção de óperas no Brasil e na Itália. Ainda na área de espetáculos, também é cenógrafo premiado com o Prêmio Shell 2009, pelo cenário da peça Dois Irmãos.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus