Wednesday, 26 de September de 2018

Wednesday, 26 de September de 2018

VIVER


Livro

Contexto traz ao Brasil livro sobre extermínio de padres em campo de concentração nazista

02 May 2018    23:37

O nazismo foi responsável pelo extermínio de milhões de pessoas na Europa, com especial perseguição aos judeus, ao longo da Segunda Guerra. Poucos sabem, porém, que o regime estendeu suas ondas de violência e mortes para o clero, deflagrando horror e assassinatos entre os religiosos. Entre 1938 e 1945, dos 2.579 sacerdotes enviados ao campo de Dachau, 1.034 foram assassinados.

O primeiro campo de concentração nazista, localizado no coração da Baviera, foi inaugurado em março de 1933, apenas 51 dias após Adolf Hitler se tornar chanceler alemão. Mas recebeu os primeiros sacerdotes, seminaristas e monges católicos cinco anos depois, em 1938. É tido como o maior cemitério de padres do mundo e abrigou a primeira ordenação de um sacerdote católico em um campo de concentração. Essas e outras histórias são narradas no livro O Pavilhão dos Padres - Dachau, 1938-1945, do jornalista francês Guillaume Zeller que chega em maio às livrarias brasileiras.

A obra traz diversas histórias individuais chocantes e episódios heroicos vividos pelos religiosos em Dachau. Além dos percursos pessoais, o livro lança nova luz sobre o sistema hitlerista dos campos de concentração e aborda a fé e o comprometimento espiritual, que ultrapassaram as trajetórias pessoais desses religiosos.

Entre as diversas histórias retratadas, o livro conta a saga dos irmãos sacerdotes Pawel, Alois e Boleslaw Prabu. Após o exército do Terceiro Reich vencer a Polônia, os religiosos são presos pelos nazistas e levados para o campo de concentração de Oranienburg-Sachsenhausen, no Norte de Berlim. Um ano depois, são transferidos para Dachau e estão entre os milhares de religiosos mortos e torturados no local durante a Segunda Guerra.

Resgatar essa história singular permite oferecer respostas e traçar paralelos entre as tragédias que acometeram os leigos e os fatos ocorridos com esses padres. Quais foram, afinal, as reais motivações dessas perseguições: ideológicas ou políticas?

Sobre o autor: O jornalista francês Guillaume Zeller é formado em História e Comunicação pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris, o Sciences Po. É diretor no Canal+, rede de televisão francesa, e foi diretor na iTélé, também emissora de televisão da França. Foi ainda redator-chefe na DirectMatin.fr.

A Contexto: Idealizada pelo historiador Jaime Pinsky e especializada em ciências humanas, a Editora Contexto está presente há 31 anos no mercado editorial brasileiro, publicando obras voltadas para a universidade e para o público geral. Mais informações no portalwww.editoracontexto.com.br.

O Pavilhão dos Padres, Dachau, 1938-1945
Autor: Guillaume Zeller
Páginas
: 240
Preço: R$ 49,90
Editora Contexto

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

24

PARABÉNS!
PARABÉNS!

26

BOM
BOM

26

AMEI!
AMEI!

26

KKKK
KKKK

23

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

26

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

25

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Nazismo Livro

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Irregularidades

Vistoria realizada pelo MPE constata irregularidades em obra da Feira da 307 Norte

Outro problema detectado foi a falta de vigilância para evitar a ação de vândalos durante o período de obra.

Câncer de Pele

TOCANTINS registrou 1703 casos de câncer de pele

Já o câncer de pele do tipo não-melanoma é o de maior incidência na população, porém de mais baixa mortalidade. Comum em pessoas com mais de 40 anos, é raro em crianças e negros, com exceção daqueles já portadores de doenças cutâneas anteriores.




  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira