Sunday, 21 de October de 2018

VIVER


EDP

Instituto EDP beneficia mais de 3 mil pessoas em 2017 com projetos socioambientais no Tocantins

30 Jan 2018    03:00

Tocantins, 30 de janeiro de 2018 – Os projetos apoiados em 2017 pelo Instituto EDP, organização que gere as ações socioambientais do Grupo EDP, beneficiaram 3 mil pessoas com ações pautadas pela Educação, Cultura, Esporte e Geração de Renda no Tocantins, que engajaram e mobilizaram colaboradores, parceiros e comunidades na prática de atividades voltadas ao desenvolvimento humano.

Projetos como o EDP nas Escolas, o Hortas Hidropônicas: cultivando pessoas do risco social à cidadania e o Encontro Arte e Cultura de Lajeado, contribuíram para o ensino de novos temas ligados à cidadania, esporte, cultura e sustentabilidade a crianças, a jovens e a comunidade. Além disso, os programas têm como objetivo tornar os estudantes multiplicadores de conceitos sobre o uso eficiente da energia elétrica e os cuidados com a rede.

O EDP nas Escolas chegou a sua 16ª edição beneficiando diretamente na região 1.266 alunos em escolas da rede pública municipal. As ações do programa fornecem ferramentas para o aprendizado dos estudantes, promovem a integração de arte e energia, incentivam a participação da comunidade escolar e mobilizam parceiros para a causa da educação, do uso consciente da energia elétrica e da preservação dos recursos naturais.

As famílias em vulnerabilidade social, vítimas de violência doméstica e ex-usuários de drogas da cidade de Miracema participaram do Horta Hidropônica: cultivando pessoas do risco social à cidadania. O programa contribuiu para a geração de renda e reintegração de ex-dependentes químicos à sociedade com o cultivo e a gestão econômica desse tipo de horta – as raízes ficam submersas em água com alguns nutrientes sem a necessidade de terra para o seu desenvolvimento.

Para valorizar e disseminar a arte, a cultura e o potencial turístico de Lajeado, foi realizado o III Encontro de Arte e Cultura da cidade. Mais de 1.600 pessoas participaram de palestras, oficinas, exposições e shows, além de poder degustar da gastronomia da região.

"O principal foco do Instituto EDP é investir no desenvolvimento humano, seja por meio da educação, esporte, cultura ou geração de renda. Chegamos ao final de 2017 com o sentimento de dever cumprido, por ajudar projetos que mudam a vida das pessoas, tanto de quem realiza a ação, como de quem recebe. Para 2018, vamos manter o nosso propósito e continuar usando nossa energia para cuidar sempre melhor", destaca Luis Carlos Gouveia, diretor do Instituto EDP.

Valorização da língua portuguesa

Além das ações ligadas diretamente à comunidade, a EDP com o apoio do IEDP, patrocinou iniciativas que reforçam os laços culturais, principalmente, entre Brasil e Portugal com projetos que colocam no centro a língua portuguesa.

A Companhia é patrocinadora Máster da restauração do Museu da Língua Portuguesa, firmou parceria com a FLIP 2017 – Festa Literária Internacional de Paraty e apoiou a 2ª edição do Experimenta Portugal, que trouxe para São Paulo o que há de melhor em Portugal em termos de exposições, música, vinhos, esporte e literatura.

A Empresa ainda proporcionou para mais de 10 mil pessoas um mergulho na cultura e na arte dos países lusófonos com a exposição itinerante ‘A Energia da Língua Portuguesa", que percorreu São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo no ano passado e estacionará em outros locais do país em 2018.

Em um espaço de 300 metros quadrados, dentro e fora de um caminhão adaptado, os visitantes tiveram um contato intenso com as peculiaridades e diferenças do português falado, principalmente, no Brasil e em Portugal, além de curiosidades sobre expressões comuns do idioma, considerado o quinto mais falado do mundo e o mais utilizado no hemisfério sul.

Quando nós Estamos? O Tempo e o Prêmio EDP nas Artes

Com quase 28 mil visitantes em dois meses, a exposição Quando nós estamos? O Tempo e o Prêmio EDP nas Artes trouxe obras dos artistas vencedores das cinco edições do concurso. Realizada em parceria com o Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, a mostra foi inagurada em novembro de 2017 e ficou disponível até janeiro de 2018. Neste ano, artistas serão selecionados para a Residência Artística na Escola Entrópica do Tomie Ohtake e acontecerá também lançamento do 6º Prêmio EDP nas Artes, ambos em março.

Mais informações estão disponíveis no site do IEDP http://www.institutoedp.org.br. 

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

25

PARABÉNS!
PARABÉNS!

26

BOM
BOM

25

AMEI!
AMEI!

24

KKKK
KKKK

22

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

21

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

17

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Negócios

Governador Mauro Carlesse intensifica política de atração de investidores para o Tocantins

Mauro Carlesse já tem previsto em sua agenda, ainda sem data marcada, visitas ao Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, na cidade de Maringá.

Desenvolvimento

Empresas tocantinenses são beneficiados com incentivos fiscais

Para conquistar o direito ao incentivo fiscal, o empreendedor deve apresentar projeto de viabilidade econômico-financeira ao Conselho de Desenvolvimento Econômico




  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira