Thursday, 12 de December de 2019

VIVER


Araguaína

Músicos criam associação e reclamam do pouco espaço

03 Jun 2008

Pode não parecer verdade, mas, até o mês de abril, a “classe” de músicos da cidade de Araguaína ainda não possuía uma associação que representasse os reais interesses da categoria na cidade.

Não suportando mais a situação, um grupo de músicos se reuniu recentemente no auditório da Prefeitura Municipal e criou a AMA - Associação de Músicos de Araguaína, entidade que ainda está sob organização burocrática, mas que já elegeu seu presidente.

De acordo com Joel Lima, compositor que presidiu a comissão organizadora da eleição para presidente da entidade, são grandes os desafios da associação na cidade. Segundo ele, uma das prioridades iniciais é instalar a sede da entidade, para atender melhor a classe e suas reivindicações. Mas não será apenas isso.  

Para ele, a entidade tem um desafio grande que é unir a classe de músicos da cidade, que no seu entendimento está desintegrada. “Pretendemos buscar mais apoio e espaço para motivar a classe, já que esta não vem sendo privilegiada como deveria”, desabafa o compositor.

O compositor reclama ainda que os músicos de Araguaína perdem espaço para os de outras cidades, e que eles precisam se virar para terem seu trabalho reconhecido. “Temos artistas que podem corresponder ao esperado em termos de espetáculo. Por que não privilegiá-los?”, questiona.

Empresário do setor, o percussionista Raio de Luar que é dono da Banda Mel do Calypso, antiga Ziriguidum disse que a criação da AMA é um avanço para Araguaína. Mas também reclamou da falta de espaço para os músicos. “Dependemos de um apoio, e só a associação pode melhorar isso. Só que precisamos de mais espaço e apoio”, solicitou.

A associação, segundo a diretoria, já possui 173 associados entre músicos, compositores e produtores musicais e pretende ampliar esse número a partir do segundo semestre, quando a entidade estará de fato, formalizada. Uma outra briga que será travada pela associação diz respeito ao espaço para a música dos artistas locais que, segundo Lima, não vem tendo a merecida atenção. Para ele, há uma lei municipal que assegura um espaço de 20% da programação para a produção dos músicos locais. “Iremos fazer valer essa lei, mas sem criar problemas”, pontuou.

 

Retorno do Festival Show Terra

De acordo com Joel Lima, a volta de um dos mais tradicionais festivais de talentos de Araguaína, o Show Terra, será também prioridade da AMA. O festival, que premia diferentes talentos musicais pode voltar a fazer parte do calendário cultural da cidade.

Extinto há mais de uma década, o festival tinha a organização do músico Walber Machado, proprietário da Banda Art Brasil, que teve muito sucesso na época, não restando tempo para manter o mesmo festival e que não teve como conciliar.

Segundo Lima, a primeira edição já pode acontecer no mês de setembro, em homenagem aos 50 anos de Araguaína. “Temos muitos talentos musicais e em diferentes áreas, vamos resgatar isso e homenagear nossa cidade”, concluiu.

COMPARTILHE:


Confira também:


Araguaína

MPF ajuíza Ação Civil Pública contra Claro e Anatel por má prestação de serviços em Araguaína e região

A Ação Civil Pública tem como objetivo reconhecer o vício de qualidade na prestação de serviço de telefonia móvel da Claro em Araguaína e região.

TJTO

Desembargador Ronaldo Eurípedes nega pedido de liberdade provisória a Iury Italu Mendanha

E arrematou sua decisão ponderando que, “em detida análise da ação penal originária, não se verifica desídia ou omissão, seja da autoridade judiciária ou do Ministério Público, que estão exercendo seus respectivos encargos de forma devida e em conformidade


Seciju

Governo do Tocantins realiza dia D de atendimentos em alusão ao Dia Internacional dos Direitos Humanos

Ação foi realizada através de parceria entre diferentes secretarias de estado e contou com emissão de documentos, realização de palestras e outras atividades.


Sustentabilidade

Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Lontra e Corda elege novos membros e mesa diretora

O Comitê de Bacia Hidrográfica é um órgão colegiado da gestão de recursos hídricos, com atribuições de caráter normativo, consultivo, e deliberativo que integra o Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos.


Boas novas

Governo apresenta resultados de projetos do Turismo de Base Comunitária no Jalapão, em Brasília


Europa

Comitiva do Tocantins é recebida na Embaixada Brasileira em Madrid


Melhorias

Rodovia que liga Taquaruçú a Buritirana recebe manutenção corretiva e preventiva


Intercâmbio Cultural

Vice-governador e Presidente da Ilha Príncipe manifestam Interesse em Programa de Intercâmbio Cultural


Palmas

Relatório final da LDO é aprovado em sessão extraordinária


CGE

Combate à Corrupção é tema de evento realizado pela Controladoria e parceiros



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira