Monday, 15 de October de 2018

VIVER


Cinema

Os Vingadores diverte e termina com o seu intuito inicial

01 May 2018    22:39
Divulgação Os Vingadores diverte e termina com o seu intuito inicial O foco no inimigo em histórias de super-heróis não é novidade nos quadrinhos

*Artigo escrito pelo cineasta Daniel Bydlowski, originalmnte publicado no jornal A Crítica

Dirigido por Anthony Russo e Joe Russo, Os Vingadores: Guerra Infinita traz tudo o que o trailer promete: uma coleção enorme de personagens populares e ação que deixa qualquer um sem fôlego. Além disso, as cenas tem bastante humor, o que dá um divertido contraponto a momentos tristes e sem esperança. Isto não é novo no universo da Marvel – O primeiro filme dos Vingadores, em 2012, trazia muitas das características deste terceiro longa da franquia da Marvel (fora, claro, esta destruição generalizada). Porém, o que é bastante diferente é que a presença excessiva de personagens não permite o público focar em nenhum herói.

Há apenas um personagem que é central na narrativa: Thanos, o vilão. Claro, com tantos heróis e poucos vilões, isto naturalmente aconteceria. Porém, isto também traz problemas na narrativa. Não é que os diretores Russo falharam na sua tentativa de criar um universo bastante divertido e excitante. Ao contrário, é um grande feito que conseguiram dar unidade a uma obra que poderia ir a tantos lugares diferentes.
 
Mas mesmo assim, fica claro que muitas das características que dão sucesso a uma obra artística, desde a literatura até o cinema, parecem estar diluídos no filme. Para começar, cada produção do universo Marvel até agora tem uma coleção de heróis com personalidades bastante diferentes. Uns são mais egoístas enquanto outros são mais nobres, uns querem salvar o planeta imediatamente enquanto outros tentam manter o status quo por mais tempo. Personagens diferenciados dão a dinâmica que uma obra precisa ter para que seja interessante.

Porém, a incrível quantidade de heróis em Os Vingadores: Guerra Infinita faz com que personalidades repetidas interajam em certos momentos, criando uma dinâmica menos interessante. Além disso, não há tempo para desenvolver nenhum destes relacionamentos de maneira completa. O resultado é que o longa usa o conhecimento que temos dos personagens em filmes passados para impulsionar a história. Às vezes isso se torna bastante repetitivo, como quando Tony Stark (O Homem de Aço) acredita que Peter Parker (Homem-Aranha) não esteja pronto para lutar junto aos heróis adultos.

Além disso, Os Vingadores: Guerra Infinita parece sofrer por tentar agradar os fãs dos diversos heróis igualmente. Cada um recebe diálogos curtos e rápidos, o que ajuda nas cenas engraçadas, mas não no desenvolvimento de suas histórias individuais, que permanecem iguais aos títulos anteriores do universo da Marvel. O que importa é a atração principal, o vilão e a destruição que este traz. Vemos lugares e heróis serem destruídos pelo superpoderoso Thanos, que quer destruir metade do universo para trazer harmonia a este, num objetivo perverso. Porém, ele acredita estar fazendo algo nobre, o que o torna certamente cativante.
 
O foco no inimigo em histórias de super-heróis não é novidade nos quadrinhos, mas certamente é no cinema, especialmente quando a empresa por trás do filme é a Disney. Isso assume que o público quer ver os heróis queridos em situações desesperadoras. O fraco desenvolvimento de heróis, juntamente com cenas altamente trágicas, faz com que o longa pareça com uma série de televisão, como Game of Thrones, que foi reduzida a menos de três horas de duração. Mesmo assim, Os Vingadores diverte e termina com o seu intuito inicial, que é o de criar um clima desesperador que irá se resolver em produções seguintes (onde provavelmente tudo voltará ao normal). Afinal de contas, mesmo com todas estas diferenças, Os Vingadores: Guerra Infinita ainda é um filme de super-heróis.

Daniel Bydlowski é cineasta brasileiro e artista de realidade virtual com Masters of Fine Arts pela University of Southern California e doutorando na University of California, em Santa Barbara, nos Estados Unidos. É membro do Directors Guild of America. Trabalhou ao lado de grandes nomes da indústria cinematográfica como Mark Jonathan Harris e Marsha Kinder em projetos com temas sociais importantes. Seu filme NanoEden, primeiro longa em realidade virtual em 3D, estreia em breve.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

44

PARABÉNS!
PARABÉNS!

48

BOM
BOM

39

AMEI!
AMEI!

42

KKKK
KKKK

45

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

39

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

41

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Os Vingadores Marvel Cinema Brasil EUA

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Eleições 2018

Jair Bolsonaro anuncia plano de privatização e prega união do país

Viagens ao Nordeste, única região do país onde não liderou a votação do primeiro turno, ainda não estão fechadas.

Ocorrência

Polícia Civil autua dois suspeitos por tráfico de drogas

Em razão dos fatos, Wemerson foi autuado em flagrante delito pela prática dos crimes de desobediência, tráfico e associação para o tráfico.



Eleições 2018

Haddad busca o centro e prega estabilidade democrática no 2º turno

Haddad precisa reverter uma diferença de 16,7 pontos percentuais em relação ao adversário, Jair Bolsonaro (PSL), que obteve 46,02% dos votos válidos no primeiro turno.


Ponto de vista

Criança e professor - uma construção para o futuro

Nas redes sociais são várias as manifestações para celebrar a data especial para crianças com contribuições diversas e histórias hilárias.


Eleições 2018

Twitter teve 2,7 milhões de postagens sobre divergências políticas

Números da Dapp mostram ainda que, no mês que antecedeu o debate eleitoral, a cada dia uma média de 35,9 mil tweets fazia menção a agressões e casos de violência associados ao contexto político das eleições


Eleições 2018

Alto Comissariado da ONU condena violência durante eleições no Brasil


Palmas

Anderson Camacho lança o livro "Um Dia de Cada Vez"


Campanha

Bolsonaro defende união e anuncia nomes para eventual ministério


Palmas

Concerto Divas homenageia em Palmas grandes celebridades da música nacional e internacional


Interior

Polícia Civil conclui inquérito e indicia autor de homicídio em Porto Nacional


Serviço

Seagro participa da posse do novo presidente da Embrapa em Brasília



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira