Sunday, 21 de July de 2019

VIVER


Serviço

Pluralidade, idioma sem fronteiras

26 Aug 2018    22:13    alterado em 26/08 às 22:14
Pluralidade, idioma sem fronteiras

Por Rafael Rápres
Redes sociais: @rapres
Telefone: +55(63) 9 8117-1300


A capital do estado de Tocantins é a mais nova da federação brasileira, e desde a sua criação tem atraído investidores, trabalhadores e visitantes de diversos lugares do país. A potencial oportunidade de crescimento profissional no ramo de serviços tem feito um notável número de profissionais migrarem para a capital, sendo que uma das áreas mais exploradas é o da educação. Assim, o ensino de línguas estrangeiras tem mostrado um crescimento considerável, porém ainda tem um campo vasto a se explorar.

Quando se fala em ensino de línguas estrangeiras, não é de se estranhar que o topo da lista é o interesse na aprendizagem da língua inglesa. Desta forma, sua crescente procura é relacionada à sua contribuição seja profissional (ascensão no trabalho) ou pessoal (uma viagem a turismo). Por isso, no mercado encontram-se várias opções de escolas com diferentes métodos de ensino, mas com uma promessa em comum: a fluência da língua.

No entanto, no meio disso, o mercado abre espaço também para os professores particulares, que têm como principal vantagem à flexibilidade de horários e a liberdade de oferecer um método que melhor se adeque a necessidade do aluno, o que talvez não fosse possível numa escola comum. Sobre este assunto, vamos ter uma conversa com a professora Natani Cruz, em que ministra aulas particulares seja online, em domicílio ou local de trabalho, e que também vem se dedicando na área de língua inglesa a mais de 5 anos, além de promover viagens como acompanhante/interprete para Londres aos seus alunos.

Rápres: Há quanto tempo você é professora de inglês? Que oportunidades foram abertas devido a sua fluência na língua? Fale um pouco sobre as suas experiências na área.
Natani Cruz: 
Sou professora de inglês há cerca de 5 anos. É até difícil descrever quantas oportunidades já me surgirem por possuir fluência na língua! Já trabalhei com pessoas de vários lugares do mundo, fui a Europa duas vezes, etc. O que mais me encanta e motiva em todas as experiências são os laços que fiz com pessoas de diversos locais do mundo!

Por tudo isso hoje possuo grande espaço no mercado de trabalho, não só como professora, mas como tradutora, intérprete e também em empresas que precisam de inglês em suas equipes.

Rapres: Quais os motivos lhe influenciaram para tornar-se professora particular de inglês?
Natani Cruz:
  Eu já trabalhei em diversas escolas de inglês e comecei a dar aulas particulares porque uma amiga me pediu! Fui me encantando com este tipo de aula e várias pessoas começaram a me procurar! Notei então que havia uma grande demanda deste tipo de aula aqui em Palmas e passei a me dedicar integralmente às aulas particulares, que amo!

Rapres: Qual o perfil ideal de um aluno particular? Você poderia citar algumas vantagens ao contratar-se um professor particular de inglês? Comente.
Natani Cruz:
O perfil ideal de aluno é aquele que quer aprender, seja de qual nível for! Motivação é tudo!
Contratar um professor particular é como contratar um personal trainer, ou seja, eu fico no pé dos meus alunos mesmo! E eles adoram! Eu desenvolvo muita motivação neles pelo aprendizado desse idioma incrível que é o inglês.

Além disso, nas aulas particulares eu personalizo todo o conteúdo para a necessidade do aluno! E como somos só eu e ele, e ele possui minha total atenção, o aprendizado passa a ser mais rápido e eficaz.

Rapres: Em sua opinião, quais os motivos que estão levando uma crescente procura por professores particulares? Você acha que as escolas de cursos livres estão deixando a desejar?
Natani Cruz:
O público que mais me procura para as aulas particulares são pessoas mais velhas, de 40 a 60 anos. São pessoas que de alguma forma não possuem mais paciência para estar em sala de aula e na maioria dos casos querem aprender por prazer, e consideram que estar em uma escola gera uma certa pressão.

Eu já trabalhei em diversas escolas e admiro o trabalho de muitas! Considero que o trabalho delas é para um público diferente do meu e quando alguém me procura e percebo que tem o perfil para estudar em uma escola indico sem pestanejar!

Rapres: Você está promovendo viagens direcionadas a Londres para os seus alunos, comente sobre esta experiência de imersão na língua e os resultados evidenciados por você em seus alunos.
Natani Cruz:
A viagem para Londres que organizo é totalmente voltada para quem realmente quer viajar para melhorar seu inglês e tem a duração de 2 semanas, que acontecem no mês de julho. Organizo cada detalhe da viagem para que meu aluno saiba aproveitar cada momento para praticar seu inglês. Lá eles estudam na Tti School of English, a qual possuo parceria, onde geralmente so há deles de brasileiros, o que contribui muito para a prática do inglês e um intercambio cultural. Vamos em grupo, porém cada um deles fica em uma acomodação diferente, geralmente casa de família, e em turmas diferentes na escola de inglês. Portanto, embora estejamos em grupo, cada um vive sua experiência de maneira independente tendo assim mais oportunidades para praticar o inglês, mas conta com o suporte de estar em grupo! É visível o quanto o nível do inglês dos meus alunos melhora com esta experiência! Eu fico muito orgulhosa!

Mais informações:
Natani Cruz (63) 9 92641919
Redes sociais: Instagram @teachernatani

COMPARTILHE:


Confira também:


Cuiabá

Em encontro com o ministro Dias Tofolli, presidente do TJTO defende autonomia dos Tribunais para aprovar projetos de interesse do Judiciário estadual

Do encontro convocado pelo ministro Dias Toffoli e no qual ele franqueou a palavra a todos os presidentes dos tribunais, saiu a Carta de Cuiabá

Estacionamento Rotativo

Tribunal de Justiça reconhece competência do TCE para emitir cautelar durante julgamento sobre o Estacionamento Rotativo de Palmas

O relator do processo, desembargador Ronaldo Eurípedes, apresentou seu voto no último dia 27 de junho negando o pedido da empresa com fundamento. no posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF)



Seciju

Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado

Equipes técnicas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) participaram de reuniões para fortalecimento da Rede de Proteção e realizaram ações de sensibilização nas praias de Porto Nacional e Pedro Afonso e fortaleceram a Rede de Proteção.


PM

Ação conjunta da Polícia Civil do Tocantins e da Polícia Militar de Goiás resulta na prisão de homicida foragido de Araguaína

Ele é suspeito de ser o autor de pelo menos dois homicídios praticados, em Araguaína, nos anos de 2018 e 2019 e foi capturado, mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva, oriundos da 1° Vara Criminal da Comarca de Araguaína.


Regularização

Governo inova em gestão e abre portas do Instituto de Terras do Tocantins para estágio em 2019

O Instituto de Terras do Tocantins vem trabalhando com responsabilidade e eficácia para contribuir a cada dia com o desenvolvimento do Estado.


CPPA

Suspeito de cometer homicídio em 2015 é preso pela Polícia Civil em Araguaína


Premiação

EDP, controladora da Investco e da Enerpeixe no Tocantins, está entre as 15 marcas mais valiosas no mundo


Resgate

Paciente em estado grave é transportado de Miracema para Palmas pelas equipes do CIOPAER e SAMU


TV

Gastronomia alemã é o próximo desafio do MasterChef


Encceja

100% das unidades prisionais e socioeducativos realizarão o Encceja PPL 2019


Turismo

Adetuc projeta aumento de turistas e movimentação de mais de R$ 118 milhões na Temporada de Praias 2019



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira