Sunday, 24 de March de 2019

VIVER


Serviço

Pluralidade, idioma sem fronteiras

26 Aug 2018    22:13    alterado em 26/08 às 22:14
Pluralidade, idioma sem fronteiras

Por Rafael Rápres
Redes sociais: @rapres
Telefone: +55(63) 9 8117-1300


A capital do estado de Tocantins é a mais nova da federação brasileira, e desde a sua criação tem atraído investidores, trabalhadores e visitantes de diversos lugares do país. A potencial oportunidade de crescimento profissional no ramo de serviços tem feito um notável número de profissionais migrarem para a capital, sendo que uma das áreas mais exploradas é o da educação. Assim, o ensino de línguas estrangeiras tem mostrado um crescimento considerável, porém ainda tem um campo vasto a se explorar.

Quando se fala em ensino de línguas estrangeiras, não é de se estranhar que o topo da lista é o interesse na aprendizagem da língua inglesa. Desta forma, sua crescente procura é relacionada à sua contribuição seja profissional (ascensão no trabalho) ou pessoal (uma viagem a turismo). Por isso, no mercado encontram-se várias opções de escolas com diferentes métodos de ensino, mas com uma promessa em comum: a fluência da língua.

No entanto, no meio disso, o mercado abre espaço também para os professores particulares, que têm como principal vantagem à flexibilidade de horários e a liberdade de oferecer um método que melhor se adeque a necessidade do aluno, o que talvez não fosse possível numa escola comum. Sobre este assunto, vamos ter uma conversa com a professora Natani Cruz, em que ministra aulas particulares seja online, em domicílio ou local de trabalho, e que também vem se dedicando na área de língua inglesa a mais de 5 anos, além de promover viagens como acompanhante/interprete para Londres aos seus alunos.

Rápres: Há quanto tempo você é professora de inglês? Que oportunidades foram abertas devido a sua fluência na língua? Fale um pouco sobre as suas experiências na área.
Natani Cruz: 
Sou professora de inglês há cerca de 5 anos. É até difícil descrever quantas oportunidades já me surgirem por possuir fluência na língua! Já trabalhei com pessoas de vários lugares do mundo, fui a Europa duas vezes, etc. O que mais me encanta e motiva em todas as experiências são os laços que fiz com pessoas de diversos locais do mundo!

Por tudo isso hoje possuo grande espaço no mercado de trabalho, não só como professora, mas como tradutora, intérprete e também em empresas que precisam de inglês em suas equipes.

Rapres: Quais os motivos lhe influenciaram para tornar-se professora particular de inglês?
Natani Cruz:
  Eu já trabalhei em diversas escolas de inglês e comecei a dar aulas particulares porque uma amiga me pediu! Fui me encantando com este tipo de aula e várias pessoas começaram a me procurar! Notei então que havia uma grande demanda deste tipo de aula aqui em Palmas e passei a me dedicar integralmente às aulas particulares, que amo!

Rapres: Qual o perfil ideal de um aluno particular? Você poderia citar algumas vantagens ao contratar-se um professor particular de inglês? Comente.
Natani Cruz:
O perfil ideal de aluno é aquele que quer aprender, seja de qual nível for! Motivação é tudo!
Contratar um professor particular é como contratar um personal trainer, ou seja, eu fico no pé dos meus alunos mesmo! E eles adoram! Eu desenvolvo muita motivação neles pelo aprendizado desse idioma incrível que é o inglês.

Além disso, nas aulas particulares eu personalizo todo o conteúdo para a necessidade do aluno! E como somos só eu e ele, e ele possui minha total atenção, o aprendizado passa a ser mais rápido e eficaz.

Rapres: Em sua opinião, quais os motivos que estão levando uma crescente procura por professores particulares? Você acha que as escolas de cursos livres estão deixando a desejar?
Natani Cruz:
O público que mais me procura para as aulas particulares são pessoas mais velhas, de 40 a 60 anos. São pessoas que de alguma forma não possuem mais paciência para estar em sala de aula e na maioria dos casos querem aprender por prazer, e consideram que estar em uma escola gera uma certa pressão.

Eu já trabalhei em diversas escolas e admiro o trabalho de muitas! Considero que o trabalho delas é para um público diferente do meu e quando alguém me procura e percebo que tem o perfil para estudar em uma escola indico sem pestanejar!

Rapres: Você está promovendo viagens direcionadas a Londres para os seus alunos, comente sobre esta experiência de imersão na língua e os resultados evidenciados por você em seus alunos.
Natani Cruz:
A viagem para Londres que organizo é totalmente voltada para quem realmente quer viajar para melhorar seu inglês e tem a duração de 2 semanas, que acontecem no mês de julho. Organizo cada detalhe da viagem para que meu aluno saiba aproveitar cada momento para praticar seu inglês. Lá eles estudam na Tti School of English, a qual possuo parceria, onde geralmente so há deles de brasileiros, o que contribui muito para a prática do inglês e um intercambio cultural. Vamos em grupo, porém cada um deles fica em uma acomodação diferente, geralmente casa de família, e em turmas diferentes na escola de inglês. Portanto, embora estejamos em grupo, cada um vive sua experiência de maneira independente tendo assim mais oportunidades para praticar o inglês, mas conta com o suporte de estar em grupo! É visível o quanto o nível do inglês dos meus alunos melhora com esta experiência! Eu fico muito orgulhosa!

Mais informações:
Natani Cruz (63) 9 92641919
Redes sociais: Instagram @teachernatani

COMPARTILHE:


Confira também:


Brasília

Na tribuna, Tiago Dimas cobra melhorias para a Adapec e providências para Projeto Sampaio

Congressista destacou importância do agronegócio para o Estado e elogiou o esforço dos fiscais e inspetores responsável pela defesa agropecuária

Procon

“Whats Denúncia” realiza 277 atendimentos na primeira semana de funcionamento

É valido lembrar que mesmo com o Whats Denúncia, que aproxima e facilita a denúncia realizada pelo consumidor ao órgão de Defesa do Consumidor, para abertura de reclamações, é necessário que o mesmo procure algum dos 11 núcleos de atendimento do Procon/TO



Solidariedade

Casa de Apoio Vera Lúcia recebe doações de alimentos não perecíveis

Os interessados em apoiar o Mesa Brasil com doações podem entrar em contato pelo telefone 0800 646 7878 ou entregar na unidade de Palmas localizada na 103 norte rua NO 07 lote 39.


Direito

Curso de Direito inaugura Escritório Modelo no Fórum de Palmas

No espaço estão sendo ofertados serviços de assistência jurídica com atendimentos à população carente economicamente nos âmbitos civil, trabalhista e criminal


Serviço

Governo intensifica ação para garantir que os estádios Resendão e Mirandão recebam jogos do Campeonato Tocantinense

Em Gurupi, as obras tiveram início em novembro de 2018, com o objetivo de oferecer mais segurança aos seus frequentadores.


Tocantins

Governo do Tocantins ressalta luta pela igualdade racial e contra a discriminação


AL

Prof. Júnior Geo cobra ações do Governo para demandas não solucionadas com a saúde, a Ponte de Porto Nacional, a Polícia Civil e servidores


Internet

Fenômeno infantil Anna Layza alcança 60 milhões de views em um vídeo e bate recorde


Tocantins

Sindepol/TO emite nota técnica solicitando alteração de dispositivos ilegais do Projeto de Lei n°02/2019


Operação Ísis

Polícia Civil deflagra Operação Ísis que investiga funcionários do Naturatins em municípios da região Norte


Operação Aemulatus

Polícia Civil realiza Operação Aemulatus e prende integrante de organização criminosa suspeita de tentativa de homicídio



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira