Monday, 22 de April de 2019

CONCURSOS


Confusão

Concurso público do Quadro Geral volta ao debate na Assembleia Legislativa

03 Mar 2009

Na sessão desta terça-feira, dia 3, os deputados voltaram a repercutir a questão do último concurso público para preenchimento do Quadro Geral do Estado do Tocantins, organizado pela Unitins. No debate, os deputados da base governista questionaram o teor de dois requerimentos de autoria do deputado Raimundo Moreira (PSDB). Um solicita o comparecimento da reitora da Unitins na Casa de Leis para prestar esclarecimentos e o outro, pede a Comissão de Concurso informações, no prazo de 48 horas, a respeito do montante de recursos arrecadados no certame. A líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputada Josi Nunes (PMDB), usou a tribuna para afirmar a disposição do Executivo Estadual em solucionar todos os questionamentos pertinentes ao concurso público do Estado.

O pedido da urgência dos requerimentos foi rejeitado pelo plenário, sob orientação da líder do governo. Ela alegou que o Executivo não está fugindo de suas responsabilidades e que todas as medidas necessárias já foram tomadas. “Não há denúncias comprovadas. O governo está se posicionando, acatou todas as decisões do Ministério Público e os recursos que foram encaminhados refletem o nível de democracia alcançado pelo Executivo Estadual. Isso é transparência, se não fosse transparente, os veículos de comunicação não teriam acesso a essas informações. O interesse do Governo é o interesse do povo do Tocantins. Por isso, todas as ações são feitas de forma rápida para que seja garantida a lisura, o respeito e a seriedade do concurso público”, afirmou Josi.

Ao reiterar que todas as solicitações do Ministério Público Estadual foram atendidas, a deputada disse que existem recursos em relação às questões aplicadas, mas em nenhum momento foi levantada quaisquer dúvidas sobre a honestidade do mesmo. “Não existe nenhuma denúncia de favorecimento, não houve denúncia de desorganização. O que existe, e nós admitimos, são falhas materiais e todas as medidas estão sendo tomadas para que ninguém seja prejudicado. Aqueles que forem os melhores classificados serão os aprovados”, assegurou.

Já para os deputados Cacildo Vasconcelos (PP), José Geraldo (PTB), Stalin Bucar (PSCB) e Amélio Cayres (PR), há necessidade de esclarecimento por parte da Unitins sobre todas as denúncias que envolvem a realização do concurso, como também a destinação de cerca de R$ 6 milhões, arrecadados com o pagamento das inscrições dos candidatos. “Estão tentando banalizar um escândalo para que o povo esqueça”, alertou Raimundo Moreira.

COMPARTILHE:


Confira também:


Saúde

Nova etapa da Campanha contra a Gripe começa nesta segunda-feira

Na primeira fase, foram vacinadas crianças, gestantes e puérperas


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira