Saturday, 07 de December de 2019

CONCURSOS


Festa

Jogadores argentinos demonstram orgulho por levar a seleção a uma final de Copa após 24 anos

10 Jul 2014

Muitos deles eram tão pequenos que nem se lembram. Foi em 1990 que a Argentina disputou sua última final de Copa do Mundo, quando perdeu para a Alemanha por 1 x 0. Foram longos 24 anos de jejum, quebrado por uma geração que já está orgulhosa muito antes do apito inicial da partida contra a mesma Alemanha no dia 13 de julho no Maracanã.

“Foram muitos anos, mas chegou. Estamos diante dos olhos do mundo, nossa bandeira vai voltar a brilhar numa final de Mundial e isso não é pouco. Que possamos coroar essa trajetória no domingo, mas ninguém vai nos tirar isso: levamos a Argentina para uma final de Copa outra vez”, disse o volante Javier Mascherano.

Elogiado pela imprensa mundial pelas ótimas atuações na Copa, especialmente nesta quarta contra a Holanda, ele disse que a final será o jogo mais importante da carreira dele e de seus companheiros de seleção. “Estou feliz e orgulhoso de fazer parte deste grupo. Lutamos, vivemos este mundial intensamente e acho que merecemos. Jogamos uma partida taticamente perfeita e minimizamos as virtudes da Holanda”, disse.

Desgaste
A vitória sobre a Holanda veio na disputa de pênaltis, o que levou a um intenso desgaste físico dos jogadores. E a equipe terá menos tempo para a recuperação, já que a semifinal que classificou a Alemanha foi realizada na terça-feira.

“Chegaremos com um dia a menos de descanso, mas com trabalho, humildade e seriedade faremos o possível para atingir o nível máximo”, disse o técnico argentino Alejandro Sabella. “Jogar contra a Alemanha é sempre dificílimo, e o jogo deles contra o Brasil já estava definido nos primeiros 45 minutos, eles puderam guardar energias no segundo tempo. Nós não guardamos nada”, acrescentou.

Sabella disse que está muito satisfeito com a classificação, especialmente por estar à frente de “um grupo de jogadores extraordinários”. Ele também agradeceu o apoio dos torcedores que estão seguindo a equipe por todo o Brasil.

Para o atacante Rodrigo Palacio, a satisfação de estar em uma final de Copa é mais importante que qualquer desgaste. “Não estamos cansados. Estamos felizes, não pensamos nisso.Teremos um rival muito forte, que está muito motivado, mas temos uma vontade em dobro e queremos fazer o jogo de nossas vidas”, disse. (Portal da Copa)

COMPARTILHE:


Confira também:


Meio Ambiente

Governo do Tocantins participa do maior evento de Mudanças Climáticas do mundo

O vice-governador Wanderlei Barbosa representará o Tocantins na Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas para Mudanças Climáticas, a COP 25


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira