Sunday, 23 de February de 2020

ECONOMIA


ABDE

Agências de fomento do Tocantins e outros nove estados passarão a ter recursos do Fungetur para impulsionar o turismo

23 Jan 2020
Agências de fomento do Tocantins e outros nove estados passarão a ter recursos do Fungetur para impulsionar o turismo

Após solicitação da Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) para abertura de novo Edital de Credenciamento de Agentes Financeiros ao Fundo Geral do Turismo (Fungetur), o Ministério do Turismo habilitou 10 Instituições Financeiras de Desenvolvimento (IFDs) de 10 estados participantes do Sistema Nacional de Fomento a receber repasses dos recursos do Fungetur.

Um dos principais objetivos do Fundo é promover o financiamento de empreendimentos, obras e serviços considerados de interesse para o desenvolvimento do turismo nacional. Os recursos são operados pelas instituições financeiras credenciadas e o público-alvo das operações de crédito são os empreendimentos privados de toda a cadeira produtiva do turismo, especialmente micro, pequenas e médias empresas. São financiáveis as obras civis para implantação, ampliação, modernização e reforma de empreendimentos, bem como a aquisição de máquinas e equipamentos e capital de giro.

“A inserção das associadas da ABDE no Fungetur é de extrema importância para a ampliação da atuação de instituições regionais na economia brasileira. Essas agências de fomento, agora, poderão operar os recursos, ajudando a potencializar o setor de turismo. Além de contribuir para o desenvolvimento sustentável econômico e social em diversos estados do País”, destaca o presidente da ABDE, Perpétuo Cajazeiras.

No primeiro edital em 2017, foram credenciadas oito IFDs como agentes financeiros, com um montante de R$ 66 milhões para financiamentos de projetos. Já em 2018, o orçamento do Fundo foi de R$ 43 milhões e, este ano, é de R$ 166 milhões. Segundo pesquisa realizada pela ABDE junto às instituições, há uma demanda do segmento para enquadramentos de projetos no Fungetur na ordem dos R$ 400 milhões.

 

Além desses novos agentes financeiros, o Fungetur já contava com as seguintes IFDs associadas da ABDE repassadoras de recursos: Badesul, BDMG, Bandes, BRDE, DesenvolveSP e Desenvolve MT.

 

Confira as instituições que foram habilitadas

 

  • Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro – AgeRio,
  • Agência de Fomento de Alagoas – Desenvolve
  • Agência de Fomento do Estado da Bahia – Desenbahia
  • Agência de Fomento do Estado de Goiás – Góias
  • Fomento, Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina – Badesc,
  • Agência de Fomento do Estado de Tocantins – Tocantins Fomento,
  • Agência de Fomento do Paraná – Fomento Paraná,
  • Agência de Fomento do Rio Grande do Norte – AGN,
  • Agência de Fomento e Desenvolvimento do Estado do Piauí – Fomento Piauí, 
  • Banco Regional de Brasília – BRB

Sobre a ABDE

Criada em 1969, a Associação Brasileira de Desenvolvimento reúne as Instituições Financeiras de Desenvolvimento (IFDs) espalhadas por todo o país – entre bancos públicos federais, bancos de desenvolvimento controlados por estados da federação, bancos cooperativos, bancos públicos comerciais estaduais com carteira de desenvolvimento e agências de fomento –, além da Finep e do Sebrae. Juntas, essas instituições compõem o Sistema Nacional de Fomento (SNF). A ABDE define estratégias e apoia ações indutoras do fortalecimento do SNF. Aprimorar a atuação dos associados é meta constante da Associação, para que as IFDs financiem com eficiência o desenvolvimento brasileiro.

COMPARTILHE:


Confira também:


Especial

Entenda os limites para o comportamento no Carnaval; novas leis endurecem excessos

Pelo segundo ano consecutivo, os brasileiros vão brincar tendo como limite a Lei 13.718/2018, que criou o crime de importunação sexual


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira