Saturday, 04 de July de 2020

ECONOMIA


Serviço

Prefeitura de Palmas tem prestação de contas aprovada pelo TCE

16 Jun 2015

Por unanimidade, a Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE-TO) decidiu nesta terça-feira, 16, pela aprovação das Contas do Município de Palmas exercício de 2013, através de Parecer Prévio a ser enviado à Câmara de Vereadores de Palmas.
Segundo o parecer não há nenhuma ressalva que pudesse implicar na não aprovação das contas, sendo destacado o cumprimento de todos os índices constitucionais, a saber: Educação (27,79% de investimento, enquanto percentual mínimo é de 25%), Saúde (17,45% enquanto o mínimo seria de 15%), limite de gasto com pessoal (54,79% enquanto o percentual máximo é de 60%).

No tocante ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB, a União definiu que uma proporção não inferior a 60% dos recursos seria para assegurar a Valorização do Magistério de cada ente da Federação e destinado ao pagamento dos profissionais do magistério da educação básica. De acordo com o cálculo extraído do Sistema Integrado de Controle e Auditoria Pública (SICAP), Palmas aplicou R$ 87.651.769,15, equivalente a 88,34%, portanto, superando o limite constitucional.

A análise da Corte de Contas aponta que do resultado orçamentário, verifica-se que, confrontando a receita arrecadada no valor de R$ 668.879.502,91 com a despesa executada que foi no montante de R$ 598.128.141,79, constata-se que, em 2013, o município obteve um superávit orçamentário no valor de R$ 70.751.361,12. Ou seja, para cada R$ 1,00 de receita arrecadada houve uma despesa executada de R$ 0,89.

Isso evidencia que as receitas arrecadadas superam o valor das despesas empenhadas no exercício e demonstra equilíbrio entre os referidos valores, em atendimento ao que dispõe o art. 1º, §1º e 4º, I, "a", da Lei de Responsabilidade Fiscal, e, no art. 48, "b", da Lei Federal nº 4.320, de 17 de março de 1964.

Considerando os registros apresentados entre o Ativo Financeiro (R$ 441.265.358,67) e Passivo Financeiro (R$ 45.455.899,31), a gestão municipal apresentou suficiência financeira para saldar os compromissos de curto prazo. Com isso constata-se que o município durante o exercício de 2013 registrou entrada na conta almoxarifado o valor de R$ 18.499.632,26 e baixou o montante de R$ 12.418.969,15, possuindo saldo na conta estoque de almoxarifado, no encerramento do exercício, correspondendo a R$ 11.410.587,54.

A partir da análise do Tribunal de Contas Estado, assegurando a legalidade das Contas Consolidadas e o respeito à Constituição Federal, o Prefeito Carlos Amastha, demonstra satisfação com o trato com o dinheiro público. "Estou muito orgulhoso do trabalho desenvolvido ao longo do exercício de 2013 por todos os setores da Administração Municipal o que resultou na aprovação unânime de nossas contas".

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 551 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 12.282 casos no total, destes, 7.523 pacientes estão recuperados, 4.544 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 215 pacientes foram a óbito.

Educação

Carlesse autoriza transporte escolar urbano gratuito nas 3 maiores cidades do Tocantins

Medida vai beneficiar a comunidade em geral, tendo em vista que a retomada das aulas não provocará aumento no volume de passageiros do transporte coletivo destas cidades



Tocantins

Monumento Natural Canyons e Corredeiras do Rio Sono completa oito anos de criação

O Monumento Natural Canyons e Corredeiras do Rio Sono completa oito anos de criação e essa, é a primeira unidade de conservação de proteção integral municipal do Tocantins, criada por meio do Decreto Municipal nº 034|2012, com apoio do Naturatins, da Semar


Infraestrutura

Entrega de máquinas fecha ações do Governo do Tocantins em infraestrutura rodoviária no primeiro semestre de 2020

Nesse período, também foram entregues trechos de rodovias reconstruídos e intensificados os serviços de manutenção


Economia

Intenção de consumo das famílias de Palmas cai novamente em junho

Sobre o consumo especificamente, 59,6% dos entrevistados acham que estão comprando menos que no ano passado e 45,9% acreditam que o consumo nos próximos meses tende a ser menor que no ano passado.


Eleição CREA-TO

Engenheiro Jefferson segue na liderança para Presidente do CRE-TO


Artistas e empresas se juntam para a Live “Amor por Palmas”


Tocantins

Candidatos às eleições do Confea/Crea/Mútua querem prorrogação da data de votação


O CIRCO VAI À SUA CASA

Festival de Circo de Taquaruçu inicia edição histórica em meio à pandemia


Meio Ambiente

Governo do Tocantins mantém processos de regularização ambiental com Atendimento On-line


Tocantins

Conselho lamenta aumento na tarifa de energia elétrica do Tocantins



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira