Monday, 19 de October de 2020

ECONOMIA


Economia

Recursos do PAC impulsionam desenvolvimento do Tocantins

12 Jun 2008

A parceria do estado do Tocantins com o governo federal está permitindo o desenvolvimento sustentável tão preconizado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e que vem sendo colocado em prática pelo governador Marcelo Miranda. Através de projetos hidroagrícolas, agropecuários, hidroelétricos, de habitação e de infra-estrutura urbana os investimentos já estão beneficiando a população dos 139 municípios do Estado.

Com os recursos do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento que já chegaram ao Estado até maio: R$ 226,6 milhões, dos R$ 297,6 previstos para este ano, segundo dados do Siaf - Sistema Integrado de Administração Financeira divulgados na imprensa nacional, estão em andamento grandes obras como a Ferrovia Norte-Sul e os projetos hidroagrícolas Manuel Alves, São João e Sampaio, além das obras de infra-estrutura urbana e habitação. Com isso, o Estado torna-se o primeiro em execução orçamentária no país com 76% dos recursos previstos para este ano já em aplicação.

Para o governador Marcelo Miranda, os investimentos do PAC são muito importantes para um estado em formação e lembra o grande impulso que os recursos vêm trazendo, por exemplo, para a habitação, pois já passam de 30 mil casas construídas através da parceria União, Estado e municípios. "Todas as esferas de governo estão funcionando, independente de cor partidária, e não é só saneamento e habitação, tem projetos importantes como o Manuel Alves, São João e Sampaio, onde os recursos estão chegando e as obras estão sendo executadas", ressalta o governador.

O Tocantins é um dos estados com o maior número de municípios beneficiados pelo PAC, graças ao bom relacionamento do governador Marcelo Miranda com o presidente Lula e, automaticamente, as contrapartidas do governo do Estado. No último dia 6, em Brasília, por exemplo, mais 22 municípios tocantinenses foram beneficiados, sendo Palmas contemplada com a maior parte dos recursos, R$ 49,6 milhões. Outros R$ 23,5 milhões foram destinados à construção de moradias no interior do estado.

Entre as obras financiadas com recursos do PAC está o Projeto Manuel Alves, na região de Dianópolis, onde foram aplicados até o momento R$ 200,1 milhões, sendo deste montante 90% dos cofres federais e 10% do Tesouro Estadual. O projeto absorve direta e indiretamente 2,5 mil trabalhadores da região, gerando renda e, automaticamente, aquecendo a economia do Sudeste tocantinense.

A primeira etapa de área irrigada, já entregue, possui 5 mil hectares e a capacidade da barragem é de 240 milhões de metros cúbicos de água. A produção de frutas e outras culturas será distribuída para os mercados consumidores do Nordeste, Centro-Oeste e para o próprio Estado.

Assim como o Manuel Alves, o Projeto São João, entre Palmas e Porto Nacional, está em plena fase de revitalização com a chegada dos recursos do PAC. O projeto, que vai produzir frutas para abastecer a capital e o interior, possui 5,5 mil hectares e gera cerca de 3,5 mil empregos diretos e indiretos. Da mesma forma, o PAC auxilia no desenvolvimento socioeconômico da região do Bico do Papagaio, extremo Norte do Tocantins, por meio da agricultura irrigada, com a implantação total do Projeto Sampaio, que produzirá frutas e grãos.

Na região do projeto Sampaio, já foram aplicados recentemente com recursos do PAC R$ 348.233,65 na construção das casas. O projeto fica no município de Sampaio, a 667 quilômetros de Palmas, onda há a parceria do governo estadual, com recursos do Ministério da Integração Nacional.

COMPARTILHE:


Confira também:


Sul do TO

Mauro Carlesse reafirma compromisso de entregar Hospital Geral de Gurupi ainda este ano

Capacidade total do hospital será de 200 leitos, o que vai ampliar e melhorar o atendimento prestado aos usuários do SUS


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira