Sunday, 20 de October de 2019

ESPECIAL


Meio Ambiente

População de Palmas gasta o dobro de água recomendado pela ONU

18 Oct 2018    22:05
População de Palmas gasta o dobro de água recomendado pela ONU

A Prefeitura de Palmas possui, desde junho, uma nova ferramenta de Governança, Planejamento e Gestão Estratégica de Serviços Municipais de Água e Esgotos, o Gesae. O sistema, idealizado pelo administrador José Antônio Campos Chaves, é disponibilizado para os gestores municipais pelo Conselho Federal de Administração (CFA), de maneira totalmente gratuita. Na tarde desta terça-feira, 16, com os primeiros resultados obtidos por meio de um diagnóstico realizado através do sistema, foi possível identificar alguns aspectos em relação ao serviço de fornecimento e tratamento de água e esgoto da Capital.

Entre os dados apresentados estava o consumo de água pelos moradores de Palmas que, de acordo com o diagnóstico, trata-se de aproximadamente 214 litros de água por dia, praticamente o dobro do que é indicado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que é de 110 litros.

Em relação a esses primeiros resultados, o administrador José Antônio explicou que o objetivo da ferramenta é justamente identificar, por meio do cruzamento de dados fornecidos pela Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Palmas e a empresa concessionária do serviço, quais áreas precisam de atenção. “Por meio desses indicadores será possível observar se o Plano Municipal de Saneamento Básico está sendo cumprido, que tipo de investimentos estão sendo feitos e de quem é a responsabilidade”, ressaltou.

José Antônio reforçou ainda que o sistema é disponibilizado sem custos e que todo gestor público pode solicitar o uso junto ao CFA. “A ferramenta é gratuita, não tem lucro nenhum para o CFA, pois o nosso interesse é simplesmente contribuir para uma gestão pública melhor”, completou. 

Para a presidente da Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Palmas, Juliana Nonaka, o sistema CFA-Gesae traz um suporte para o trabalho já realizado pela Agência, além de identificar alguma falha ou áreas que precisem de intervenção. Sobre o consumo de água dos palmenses, Juliana disse que o resultado serviu de alerta. “O ideal agora é trabalhar junto com a população um campanha de conscientização, para que esse consumo seja reduzido e possamos evitar situações de escassez, que já acontecem em outros estados”, pontou.

Já para o conselheiro do Conselho Regional de Administração do Tocantins (CRA) e secretário de Finanças do Município, Rogério Ramos, o CFA e a Prefeitura de Palmas mantêm o mesmo interesse, que é a oferta de um melhor serviço de água e esgoto. “Com o levantamento desses dados, o município poderá exigir melhorias para as áreas que ainda não têm recebido esses serviços de maneira efetiva”, finalizou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Criminalidade

Polícia Civil deflagra operação de combate à criminalidade no interior do Estado

No total foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em locais previamente mapeados pela Polícia Civil e que poderiam estar sendo utilizados para práticas criminosas.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira