Monday, 16 de September de 2019

ESPORTE


Agonia e êxtase do futebol tocantinense

11 Feb 2009

Pode parecer exagerado o título acima, mas não achei termo melhor para definir algumas situações que aconteceram e estão acontecendo no futebol do Tocantins. A primeira foi a agonia do Alvorada, que não vai disputar o Estadual e mesmo com cinco meses de antecedência da divulgação da tabela não se mexeu, a exemplo da maioria dos clubes, mas ficou esperando com chapéu na mão a ajuda oficial do município, que embora tenha sido um dos motes oficiais de palanque do prefeito, não cumpriu, respaldado por um rosário de desculpas ou dívidas, que afirma ter o município de Alvorada. Os outros prefeitos eleitos – com dívidas também - cumpriram o prometido.

Na condição de agente público estadual, ligado à região Sul, ainda fiz a minha parte, na tentativa de evitar que o time ficasse de fora, o que acarretaria uma punição de dois anos, como de fato e de direito deve acontecer. Para agonia dos apaixonados torcedores da outrora gloriosa Associação Atlética Alvorada, que já tinha sido anistiada em 2008, mas que só deve voltar oficialmente às competições oficiais da Federação Tocantinense de Futebol no segundo semestre de 2011. Ainda assim na segunda divisão. Quer agonia maior?

 

Êxtase

É o que devem estar sentindo a partir do último sábado (7), os torcedores do Tourão do Norte, como são conhecidos os que torcem a apóiam o Araguaína. É que agora, além de dizerem que o clube tem a torcida mais animada, vão encher a boca para afirmar, com toda razão, diga-se de passagem, que o Norte do Tocantins, mais precisamente a cidade e o time do Araguaína, têm o melhor estádio do Estado, com a inauguração oficial do Estádio Leôncio Miranda, popularmente já batizado de Mirandão, em homenagem ao avô do governador Marcelo Miranda, que prestou relevantes serviços à Araguaína e a região.

Se a torcida já lotava o acanhado, mas histórico Gauchão, com certeza vai lotar o Mirandão nos jogos realizados na cidade. E as emoções começam no dia 14, com 10 clubes se enfrentando em jogos de ida e volta, para definir os seis classificados que seguem na competição e os quatro eliminados que vão engrossar a segunda divisão no segundo semestre deste ano.

 

Belarmino perdeu o Tom

Desculpando o trocadilho, mas o presidente do Palmas, Tom Belarmino, que pediu afastamento da diretoria do clube nesta semana, por problemas judiciais com a Federação Tocantinense de Futebol, que não reconhece a sua assinatura em documentos oficiais do clube, tentou pelas vias políticas resolver a situação, que agora é totalmente judicial, com sentença decretada e tudo.

O imbróglio em que se meteu o ex-prefeito de Pedro Afonso remonta a 1993, quando assumiu, por breve período, na condição de fiel depositário, o comando da Federação Tocantinense de Futebol. Na próxima edição vamos informar melhor o leitor/internauta sobre o problema que impede hoje que Tom Belarmino seja realmente o presidente do Palmas, eleito e empossado em dezembro do ano passado.

COMPARTILHE:


Confira também:


Alerta

Brasil tem 16 estados com surto ativo de sarampo; Tocantins está fora da lista

O último boletim aponta que são 24.011 casos suspeitos no país, sendo que 17.713 (73,8%) estão em investigação e 2.957 (12,3%) foram descartados.

Turismo

Ayres quer debater turismo e preservação do Jalapão em audiência pública

No requerimento, o parlamentar solicita a presença dos órgãos estaduais para que possam unir forças e atuações em prol do desenvolvimento sustentável e ambiental correto da atividade turística na região.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira