Monday, 19 de October de 2020

ESPORTE


Futebol

Copa do Brasil - Furacão bate o Tocantins por 3 a 0; Confira os detalhes

04 Mar 2009

O Furacão começou a partida tentando se impor. Aos três minutos, Netinho, que retomou sua vaga de titular, arriscou o chute de fora da área para defesa de Ricardo. Aos cinco minutos, bom lançamento para Julio César, mas o goleiro tocantinense saiu da meta para ficar com a bola. O domínio da equipe rubro-negra era total, mas faltava penetrar na zaga adversária. A resposta veio com Dudu, aos 11 minutos, com um chute totalmente sem direção.

O jogo era truncado, com a equipe da casa montada no 3-6-1, povoando o meio-de-campo. Aos 13 minutos, Netinho tentou o cruzamento e Ricardo saiu da meta na cabeça de Rafael Moura. Aos 17 minutos foi a vez de Netinho aparecer na área, com liberdade, mas para cabecear para fora. As jogadas do Tocantins sempre passavam por Dudu, que aos 21 minutos arriscou mais um chute, mas para fora. Mas, aos 23 minutos, o Furacão abriu o placar com Marcinho, que recebeu passe de Julio César e, livre, tocou na saída o goleiro.

Com o gol, a classificação sem precisar do jogo da volta ficava mais próxima. Aos 30 minutos, Antônio Carlos, dentro da área do adversário, tentou o desviou pra as redes, mas tocou para fora. Aos 39 minutos, depois de uma troca de passes na entrada da área, a bola sobrou para Rafael Moura, que de frente para o gol não desperdiçou. E a porteira abriu. Dois minutos depois Julio César, com uma bomba de fora da área marcou o terceiro, um golaço.

Na segunda etapa, o Furacão esteve perto de ampliar aos dois minutos, com Julio César, que recebeu em velocidade de Valencia, mas foi travado. A resposta veio com Alvinho, que aos quatro minutos puxou contra-ataque rápido, mas se atrapalhou com a bola. O Tocantins melhorou, e já assustava em jogadas como aos sete minutos, com Marcione, que chegou próximo à área atleticana e bateu com perigo.

Mesmo com um ritmo menor, o Atlético-PR parecia ter o controle do resultado. Aos 13 minutos, Moura, com espaço para avançar, chutou forte e assustou. Julio César devolveu na mesma moeda, mas também não balançou as redes. Aos 17 minutos, Gleison cobrou falta da entrada da área, mas pela linha de fundo. O time da asa arriscava de fora da área, já que não conseguia penetrar na zaga.

Aos 25 minutos, Marabá pareceu na entrada da área e bateu sem perigo. Aos 31 minutos, Netinho recebeu na área e tocou para Jorge Preá, que chegou batendo para grande defesa de Ricardo. Aos 38 minutos, Marcinho recebeu na entrada da área, levantou a cabeça e bateu para mais uma boa intervenção de Ricardo. Aos 42 minutos, lima invadiu a área e bateu por cima da meta, perdendo a chance de deixar sua marca no final do jogo.

ATLÉTICO: Vinicius, Rhodolfo, Antônio Carlos e Chico; Zé Antônio, Valencia, Renan (Julio dos Santos), Marcinho e Netinho; Rafael Moura (Lima) e Júlio César (Jorge Preá)

TOCANTINS: Ricardo, Kanu (Léo), Marcione, Martoni e Cleison; Alvinho, Marabá, Moura e Dudu; Fábio Luis e Bruno (com informações do site do Atlético do Paraná)

 

CLIQUE AQUI para ler todas as matérias recentes de esporte

COMPARTILHE:


Confira também:


Sul do TO

Mauro Carlesse reafirma compromisso de entregar Hospital Geral de Gurupi ainda este ano

Capacidade total do hospital será de 200 leitos, o que vai ampliar e melhorar o atendimento prestado aos usuários do SUS


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira