Tuesday, 19 de February de 2019

ESTADO


Educação superior

Católica discute Direito com foco na Interdisciplinaridade

03 Jun 2008

A importância de incluir as diferentes áreas científicas ao conhecimento jurídico foi a tônica do II Encontro Jurídico da FACDO - Faculdade Católica Dom Orione, que aconteceu no auditório da entidade, em Araguaína, entre os dia 08, 09 e 10 de maio.

De acordo com o professor e coordenador do curso de Direito da FACDO, Ronam Pinto Nunes Garcia, o encontro teve como objetivo complementar a grade curricular com atividades extra-classe para o grupo de acadêmicos. “Dessa vez, o foco do debate foi a interdisciplinaridade”, observou.

O coordenador ressalta que os encontros são realizados em todo o país. Mesmo assim, na região norte do estado e no entorno compreendendo as cidades circunvizinhas, há muitos cursos de Direito, o que, em sua avaliação, justifica a necessidade de ampliar os encontros. “Em nossa região, num raio de 300 quilômetros, existem muitos cursos de Direito. Por isso, é importante oferecer atividades como essas”, justifica.

Para Garcia, outras áreas influenciam no curso de Direito e no curso de investigações. Para legitimar sua afirmação, ele cita o recente caso Izabela Nardoni e as perícias que foram sendo feitas para se chegar ao autor do crime. Segundo ele, tais perícias envolvem a física, a psicologia, a filosofia. “Além de tratar da questão jurídica, queremos encaixar a prática interdisciplinar”, observa ele, afirmando que a instituição está preocupada com o ensino.

No encontro, que contou com a participação de renomados palestrantes da área, aconteceu o lançamento do livro Curso de Direito Criminal: Parte Geral, de autoria do professor paraense Elder Lisboa Ferreira da Costa, que também ministrou palestra aos acadêmicos.

O professor e coordenador ressaltou ainda que a instituição Católica não tem fins lucrativos, e que o arrecadado nas mensalidades dos alunos é revestido em benefícios para os cursos. “Isso fará o diferencial na qualidade, pois afasta o risco do mercantilismo”, declarou acrescentando ainda que, no Exame ENADE, que avalia o desempenho do ensino, a FACDO ficou em segundo lugar na última avaliação ficando, atrás apenas da UFT – Universidade Federal do Tocantins na categoria ingressantes.

 

Exame da OAB

Sobre a atuação na área de Direito em Araguaína, informou que a cidade possui cerca de 200 advogados inscritos na OAB - Ordem dos Advogados do Brasil. Em relação ao exame da instituição, que avalia a qualidade dos cursos, salientou que no Tocantins há 12 cursos de Direito, e que destes somente quatro foram submetidos ao exame da OAB. O coordenador esclareceu que o exame só é oferecido para os já formados. “Só as instituições como UFT, ULBRA, UNIRG e FIESC já formaram turmas. A Católica daqui e o ITPAC ainda não. Na época do resultado, alardearam como se nossa cidade estivesse incluída, é preciso fazer essa ressalva”, afirmou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Exonerações Suspensas

Justiça atende DPE e MPE e suspende ato do governo que exonerou profissionais da saúde

Efeitos do ato declaratório nº 01/2019 estão suspensos. Defensoria Pública e MPE expuseram na ação civil pública que o Ato ainda gera graves consequências na desassistência da saúde pública.

Mulheres Presas

Neste ano, nove mulheres foram presas por tentar entrar com ilícitos em unidades penais do Estado

Após, a mulher confessou as agentes que carregava um celular na genitália e foi conduzida para a Unidade de Pronto Atendimento Norte, em Palmas, para retirada do aparelho.



Ponte de Porto

Defensoria e OAB vão integrar comissão que trata sobre interdição da ponte de Porto Nacional

Audiência, realizada na sexta-feira, 15, debateu os principais impactos gerados com a interdição


Ocorrência

Polícia Civil apreende 30 kg de maconha e prende traficante no Sul do Estado

As investigações da Polícia Civil constataram que Hailton trazia, do Estado de Goiás, grandes quantidades de entorpecentes para Gurupi e região, e que, nessa madrugada, outra remessa chegaria ao Tocantins.


Meio Ambiente

Municípios têm apenas 30 dias para protocolar processo do ICMS Ecológico no Naturatins

De acordo com a legislação, anualmente, os municípios tem prazo até o dia 15 de março, para manifestar o interesse e comprovar o cumprimento das exigências, conforme disposto no Decreto nº 5.264/2015.


Diálogo

Secretários apresentam plano de reestruturação à instituições dos diferentes poderes do Estado


Itelvino Pisoni

Sistema Fecomércio Tocantins realiza visita a Prefeita Cinthia Ribeiro


Tocantins

Dispara número de casos prováveis de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti


HGP

Defensoria emite recomendação para Sesau por desassistência na oferta de cirurgias cardiológicas em Palmas


Adapec

Produtor rural pode emitir Guia de Trânsito Animal de qualquer localidade


Segurança

Identificação facial e papiloscópica da Polícia Civil é destaque em operações de combate à criminalidade no Tocantins



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira