Saturday, 17 de August de 2019

ESTADO


Educação Superior

Equilíbrio financeiro e busca pela melhoria da qualidade de ensino marcam primeiros seis meses da atual gestão da Unitins

20 Oct 2018    13:55    alterado em 20/10 às 13:55
Cristian Reurison Equilíbrio financeiro e busca pela melhoria da qualidade de ensino marcam primeiros seis meses da atual gestão da Unitins

Há seis meses à frente da Reitoria da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), o professor  Augusto Rezende faz balanço positivo do trabalho desenvolvido neste período. Além da busca pelo equilíbrio financeiro da instituição, ele destaca a regularização junto ao CAUC, o esforço para reconhecimentos dos cursos de graduação e também o andamento para resolução do problema da diplomação dos alunos da Faculdade para o Desenvolvimento do Sudeste do Tocantins (Fades), em Dianópolis.

“Nós procuramos fazer esse equilíbrio financeiro trabalhando o remanejamento de pessoal, uma reestruturação da quantidade de professores, a homologação de professores nas suas devidas cargas horárias e a valorização de servidores efetivos da casa. Tudo isso nos trouxe bons resultados. Foi um equilíbrio proposto pelo Governo do Estado e que a Unitins conseguiu atingir”, comentou o reitor.  A previsão é que até o fim deste ano a universidade tenha conseguido economizar mais de R$ 1.470.000,00.

Na semana passada, a Unitins anunciou que conseguiu regularizar as pendências de certidões federais, de FGTS e previdenciária junto ao Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias do Tesouro Nacional, o CAUC, do Ministério da Fazenda. São certidões indispensáveis para assinatura de contratos de novos convênios e parcerias. Algumas estavam pendentes desde 2016, como a do FGTS.   “Ter conseguido essas certidões nos traz liberdade para buscar mais recursos que a Unitins precisa. Firmamos convênio com a Embrapa, para a construção do Centro de Treinamento e Capacitação em Tecnologia Agropecuária (CTC-Agro), e outros estão sendo criados, como com a UFT, IFTO, Ruraltins, Tribunal de Justiça, Defensoria Pública e Conselho Regional de Contabilidade (CRC). São convênios de estágio, pesquisa e extensão. Firmamos também parcerias para estágios e ações diversas com prefeituras”, acrescentou. 

Ensino
Neste período de seis meses a Unitins recebeu a visita de quatro comissões designadas pelo Conselho Estadual de Educação (CEE), as quais avaliaram os cursos de Matemática (UAB), Administração Pública (UAB), Serviço Social (Câmpus Palmas) e de Direito (Câmpus Dianópolis).   A ação de reconhecimento de curso e renovação de reconhecimento de curso é fundamental para que os egressos formados na instituição possam ser legalmente diplomados e, assim, gozarem das atribuições da profissão regulamentadas pelos respectivos conselhos ou órgãos de classe.  Havia curso que aguardava reconhecimento há dois anos.

Os conselheiros que compõem as comissões de avaliação in loco tem sido unânimes em reconhecerem a atuação da Unitins ao longo dos anos, bem como os esforços constantes da gestão atual no aprimoramento da formação acadêmica.

Ainda em 2018 é esperada a avaliação de reconhecimento dos cursos de Ciências Contábeis e Administração (Dianópolis), Direito e Enfermagem (Augustinópolis), Letras e Pedagogia (Araguatins). Em 2019, a avaliação de renovação de reconhecimento envolverá os cursos de Engenharia Agronômica, Sistema de Informação e Direito (Palmas). Sendo assim, em meados de 2019, 100% dos cursos da instituição poderão emitir seus diplomas como previsto na lei e constituição. 

“Na parte da qualidade do ensino e da retomada dos projetos, buscamos valorizar os professores e as assessorias pedagógicas. Na Semana Pedagógica, ocorrida entre final de julho e começo de agosto, houve um alinhamento das atividades da Unitins na sala de aula. A universidade é grande, são quatro câmpus, eles precisam ter uma convergência enquanto metodologia pedagógica e práticas de ensino. É um trabalho constante: equilibrar a situação financeira que encontramos a Unitins, como também a qualidade do ensino, da educação, da pesquisa, e dos projetos de extensão”, completou o reitor.

Outro ato da gestão que merece ser destacado é a evolução do processo de emissão de diploma pela Unitins aos egressos da Fades. Eles concluíram suas graduações há cinco anos. Em junho passado, a universidade começou a receber a documentação de mais de 100 alunos remanescentes da extinta faculdade, dos cursos de Administração, Tecnologia em Gestão de Agronegócio e Tecnologia em Gestão Ambiental. A previsão é que até o fim do mês de novembro eles recebam seus diplomas.

A vice-reitora Darlene Castro também destacou o empenho de todos os servidores em dar andamento nas ações que são significativas para a universidade e com grande retorno e visibilidade para a sociedade. “Entendemos que os novos rumos da Unitins são perceptíveis, com ações concretas e voltadas para ampliação do potencial de cada pró-reitoria, de cada setor, de cada servidor. E os resultados só vêm contribuir para uma maior qualificação dos nossos acadêmicos e para o desenvolvimento do nosso Estado”, arrematou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Brasília

PGR pede acesso a inquérito sobre investigação do caso Marielle

Raquel Dodge vai analisar pedido de federalização

Jalapão

Carlesse apresenta o Jalapão ao Ministro do Turismo e solicita parceria para melhorar infraestrutura

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, estiveram na manhã desta sexta-feira, 16, visitando a região do Jalapão. Durante a visita, além de conhecer os principais pontos atrativos e serviços ofer




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira