Friday, 14 de August de 2020

ESTADO


Educação

Unitins vai transferir alunos para outras instituições de EaD até julho

04 May 2009

A Unitins – Fundação Universidade do Tocantins, o MEC – Ministério da Educação e os Ministérios Públicos Estaduais e Federais do Tocantins assinaram nesta terça-feira, 29, o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para atender às recomendações da Procuradoria da República dos Direitos do Cidadão (PRDC/PRTO Nº 02, de 19 de fevereiro de 2009) referente à aplicação de medida cautelar de suspensão preventiva de admissão de novos estudantes na Unitins.

De acordo com o documento, fica estabelecido que a universidade, a partir de agora, está credenciada para atuar com Educação a Distância, no âmbito federal, para a oferta de cursos de graduação públicos e gratuitos, e tem o compromisso em não matricular novos estudantes com a cobrança de mensalidade.

Para atender as medidas de saneamento identificadas na supervisão do MEC, a Unitins irá preservar o direito dos estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação na modalidade de educação a distância com a transferência dos alunos para outras instituições de Ensino Superior credenciadas para a oferta de cursos de graduação nas modalidades à distância e presencial, conforme a preferência de cada estudante.

Durante todo o mês de maio, a Unitins estará com edital público convidando instituições de Ensino Superior em todo o país para receberem os acadêmicos por meio de processo de transferência dos alunos regularmente matriculados. Para assegurar a transparência do processo, todas as ações serão amplamente divulgadas e comunicadas aos acadêmicos da Unitins por meio do AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem, do Portal Unitins e das teleaulas. Neste período, todo o processo será supervisionado pela Secretaria de Educação a Distância do MEC.

No início do mês de junho, a Unitins apresentará aos acadêmicos as opções de instituições de Ensino Superior para início dos procedimentos de transferência dos alunos regularmente matriculados, bem como todas as informações de documentação e orientações a serem seguidas.

No decorrer deste processo, a Unitins se compromete em finalizar as atividades acadêmicas do semestre letivo em andamento, assegurando a validade do período tanto para os procedimentos de transferência, quanto para expedição de certificado aos acadêmicos dos cursos que finalizam suas atividades no primeiro semestre de 2009.

“Atendendo todas as solicitações do termo de ajuste de conduta, esta universidade assegura que irá proporcionar todas as condições necessárias para a efetiva transferência dos alunos regularmente matriculados e para a matrícula desses acadêmicos em outras instituições de Ensino Superior”, disse a reitora da Unitins, professora Jucylene Borba.


VEJA TAMBÉM

A segunda maior universidade de educação a distância do país virou a primeira em número de irregularidades, diz Jornal Nacional

 

Para a Unitins e para as entidades reguladoras essas medidas visam a promoção da melhoria da qualidade do ensino superior à distância.  Todo esse processo deverá ser realizado até o final de julho. “Asseguramos que trabalharemos no sentido de realizar essas transferências de modo seguro e tranqüilo para os acadêmicos”, afirma a reitora.

Especialistas ouvidos pelo jornal O GIRASSOL informaram que, como o TAC demonstrou claramente que a cobrança das mensalidades era indevida, provavelmente os alunos que se sentirem atingidos vão poder entrar na justiça para pedir ressarcimento do dinheiro pago até agora.

 

Lelis questiona o TAC e prepara novas medidas em defesa dos alunos da Unitns/Eadcon

O deputado estadual Marcelo Lelis (PV) vai apresentar um pedido de explicação detalhado sobre as cláusulas do Termo de Ajuste e Conduta (TAC) firmado entre a Unitins e o Ministério da Educação e Cultura (MEC). Para o deputado, o TAC apresentado suscita inúmeras dúvidas.

Segundo o parlamentar, no documento não são apontadas quais as Instituições de Ensino Superior (IES) vão receber os alunos da Fundação. Além disso, não explica como estas instituições vão proceder com relação à cobrança das mensalidades.

Outro ponto que gera preocupação se diz respeito aos alunos do interior. Para Lelis, é de se questionar como vai ficar a situação daqueles alunos que moram em regiões do Tocantins onde não existe universidade, e só tinham acesso ao curso pelo meio tele presencial.

Conforme o parlamentar, o governo tem agido de maneira arbitrária com relação aos estudantes da Unitins/Eadcon. Exemplo disso tem sido a falta de diálogo com os próprios alunos. Além do mais, critica que a bancada governista na Assembléia Legislativa (AL) barra sistematicamente qualquer tentativa de esclarecimento e entendimento proposta pela oposição para buscar a solução. 

Para o parlamentar, os estudantes da Unitins/Eadcon há cerca de três anos são prejudicados pela forma como o governo têm tratado as questões da Fundação. 

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 914 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 35.403 casos no total, destes, 21.896 pacientes estão recuperados, 13.007 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 500 pacientes foram a óbito.

Notificação

BRK é notificada pela segunda vez na mesma semana por desabastecimento de água

Os consumidores ficaram 36 horas sem o fornecimento de água entre os dias 6 e 8 de agosto. A oscilação na pressão da água, também foi relatada pelos usuários.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira