Monday, 16 de September de 2019

GERAL


Água: uma responsabilidade de todos

24 Mar 2010

Há muitos anos, não se ouvia falar em tantas chuvas como no verão que se finda. Rios transbordando, cidades alagadas, represas em sua capacidade máxima de armazenamento que, fora grandes transtornos e tragédias, podem trazer às pessoas a falsa ideia de que temos água em abundância. Não é assim. Cada vez mais, a população brasileira e mundial sofre com a escassez de qualidade. Estima-se que mais de 1,4 bilhão de pessoas no mundo vivam sem acesso à água potável, um dado bastante preocupante.
 
Indispensável para a manutenção da vida na Terra, a água, assim como outros recursos, se bem utilizada, é geradora de riquezas, seja na irrigação, na produção de energia, lazer ou na navegação e, principalmente, de saúde. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 50% da taxa de doenças e morte nos países em desenvolvimento ocorrem por falta de água ou pela sua contaminação.
 
Nós, brasileiros, somos, sim, privilegiados, pois contamos com aproximadamente 12% de toda a água doce do planeta, temos o maior rio do mundo - o Amazonas - e o maior reservatório de água subterrânea - o Sistema Aquífero Guarani.
 
Porém, temos problemas proporcionais a esta disponibilidade: 70% dessa água estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população; a Região Nordeste recebe 3% do volume; em Pernambuco, existem apenas 1.320 litros de água por ano por habitante e, no Distrito Federal, são 1.700 litros, quando o recomendado são 2.000 litros. Além da má distribuição, imperam o desperdício, o descarte de esgoto in natura nos rios e mananciais (hoje, 90% do esgoto produzido no País é despejado em rios, lagos e mares sem nenhum tratamento), a falta de políticas públicas voltadas ao saneamento básico, colocando em risco a vida humana e o desenvolvimento do Brasil.
 
A situação é grave: para cada 1.000 litros de água utilizados, outros 10 mil são poluídos. Daí a necessidade de adoção de práticas e ações que promovam a reversão deste cenário. No dia 22 de março, Dia Mundial da Água, este ano sob o tema "Água Limpa para um Mundo Saudável", temos a oportunidade de evidenciar formas possíveis e acessíveis para evitar o consumo desnecessário e errôneo da água e promover o melhor aproveitamento dos recursos hídricos.
 
Como seres humanos, temos o diferencial da consciência, que permite agir de forma responsável, em favor do meio ambiente e de nós mesmos. Pequenas rotinas diárias podem ajudar a transformar esses números. Evitar vazamentos, não deixar torneiras abertas sem necessidade, não lavar calçadas com mangueiras, não jogar lixo nas ruas e nos rios parecem ideias tolas, mas são de grande valor.
 
O mercado nacional conta com empresas especializadas em soluções sanitárias, que disponibilizam sistemas de tratamento de água e esgoto que diminuem o efeito nefasto do descarte indevido de dejetos industriais e domésticos no ambiente. Ressalta-se ainda a necessidade de se intensificar o reúso de água tratada, que permite significativa economia de recursos hídricos - e de custos com abastecimento de água.
 
Fazer uso da água e de seus benefícios é um direito de cada cidadão, mas é um dever de todos agir para melhorar o ambiente em que vivemos.
 
 
Giovani Toledo é Gestor de Unidade de Negócios Mizumo - unidade de negócios do Grupo Jacto, especializada em sistemas compactos de tratamento de esgoto sanitário.
 

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Receita libera pagamento do 4º lote de restituição do IR 2019

Lote inclui restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018

Vestibular

Inscrições abertas para o Vestibular da Unitins

Processo seletivo tem 480 vagas contemplando todos os cursos da Unitins em Palmas, Araguatins, Augustinópolis e Dianópolis. Inscrições são feitas exclusivamente pela internet


Ocorrência

Polícia Civil prende mulher suspeita de estelionato no sudeste do Estado

Mulher estava se passando por conselheira espiritual, mas na verdade aplicava golpes em pessoas do sudeste


Proibição

Adapec apreende carga de 10 toneladas de sementes de capim irregular na TO-050 entre Palmas e Porto Nacional

O proprietário da carga foi multado em R$ 2.700,00 e as sementes foram destruídas no aterro sanitário de Palmas.


Tocantins

Adetuc e consultores reúnem-se para definir implantação do Observatório do Turismo do Tocantins


Educação

Com palestras, professor da Rede Municipal de Palmas motiva alunos a enfrentarem obstáculos


Preservação

Praias de Babaçulândia recebem o mutirão de limpeza do projeto Praia Limpa, Praia Viva


Pagamento do FGTS

Caixa estende horário de atendimento amanhã e abre no sábado


Preservação

APA Ilha do Bananal Cantão dedica programação ao Dia Nacional do Cerrado


Visita

Antonio Andrade recebe alunos na Assembleia



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira