Palmas, 18/10/2017

Geral

Segurança

Cinco tecnologias para tornar as cidades mais inteligentes

  • Paulo Santos, gerente de solu√ß√Ķes para o setor Enterprise da fabricante sueca Axis Communications, aponta as cinco principais apostas para tornar as cidades mais inteligentes e resolver alguns dos desafios mais urgentes

Cinco tecnologias para tornar as cidades mais inteligentes



Criminosos procurados pela pol√≠cia ou envolvidos em crimes sexuais ser√£o identificados automaticamente ao usar transporte p√ļblico, cidad√£os poder√£o solicitar ajuda da pol√≠cia atrav√©s de bot√Ķes de emerg√™ncia e drones a servi√ßo de sequestradores ser√£o identificados e mapeados automaticamente. Parecem coisas sa√≠das de filmes de fic√ß√£o cient√≠fica, mas essas s√£o tecnologias que j√° come√ßam a ser utilizadas para responder aos novos desafios de cidades de m√©dio ou grande porte. 

Paulo Santos, gerente de solu√ß√Ķes para o setor Enterprise da fabricante sueca Axis Communications, aponta as cinco principais apostas para tornar as cidades mais inteligentes e resolver alguns dos desafios mais urgentes.

1. Monitoramento de drones
Imagine ir buscar seu filho na escola e perceber um drone sobrevoando a quadra e o p√°tio. Entrar num condom√≠nio sem entender o objetivo daquele equipamento l√° no alto. Ver a partida de futebol ser interrompida pelo pouso acidental de um espi√£o pesando menos de 1kg. S√£o situa√ß√Ķes preocupantes n√£o apenas pela invas√£o de privacidade, mas pelo poss√≠vel uso do drone como ferramenta de apoio a sequestros, atentados, captura de informa√ß√Ķes confidenciais e gera√ß√£o de intelig√™ncia contra a√ß√Ķes da pol√≠cia. Afinal, ningu√©m quer ver uma cadeia cheia de presos recebendo celulares do c√©u. No futuro, a circula√ß√£o de drones nas cidades n√£o ser√° desordenada. Tecnologias j√° dispon√≠veis, como da Dedrone, permitem usar uma c√Ęmera para detectar a presen√ßa de um drone e, mais importante, mapear na mesma hora o ponto exato de onde ele est√° sendo controlado.

2. Reconhecimento facial
No futuro, quando um assaltante procurado pela pol√≠cia subir num √īnibus, seu rosto poder√° ser capturado pelas c√Ęmeras, e as autoridades ser√£o informadas na hora. Esta√ß√Ķes de trem e metr√ī poder√£o fazer, em determinados pontos de circula√ß√£o, uma varredura cont√≠nua em busca de criminosos sexuais ou suspeitos de praticar com√©rcio ilegal, a partir das fotos cadastradas no banco de dados. Com a mesma tecnologia, est√°dios ter√£o condi√ß√Ķes de barrar automaticamente a entrada de torcedores envolvidos em epis√≥dios de viol√™ncia. Somados esses esfor√ßos em diferentes pontos da cidade, a pol√≠cia ter√° um amplo conjunto de informa√ß√Ķes para embasar a√ß√Ķes com intelig√™ncia e sem preconceitos. 

3. Bot√£o de p√Ęnico
Algumas cidades j√° t√™m instalado em postes ou totens um bot√£o para reportar emerg√™ncias √† pol√≠cia. Mas o chamado "bot√£o de p√Ęnico" pode ser mais do que isso. √Č bem verdade que ele √© √ļtil para gerar flagrantes em atos de vandalismo e outros crimes, especialmente tendo um operador na central de controle visualizando tudo ao vivo atrav√©s de uma c√Ęmera de videomonitoramento, com um mapa do Google na tela mostrando o ponto exato da ocorr√™ncia. Mas esse intercomunicador tamb√©m tem o potencial de estreitar a comunica√ß√£o do cidad√£o com o poder p√ļblico e funcionar como um verdadeiro roteador de acesso a v√°rios servi√ßos. Ele pode indicar ao cidad√£o onde fica o caixa eletr√īnico mais pr√≥ximo e at√© passar informa√ß√Ķes tur√≠sticas - como o caminho a p√© d aquele ponto at√© um museu. 

4. Detecção de tiro
Parece fic√ß√£o cient√≠fica. Mas j√° existe uma tecnologia que consegue detectar o som de um tiro em plena avenida movimentada, um princ√≠pio de tumulto num terminal de √īnibus, ou quando a vitrine de uma loja ou ag√™ncia banc√°ria √© quebrada. Empresas como a Sound Intelligence utilizam c√Ęmeras da Axis com microfones min√ļsculos para entender o padr√£o do som ambiente em locais abertos e fechados. Depois de descobrir qual √© o ru√≠do normal ali, a tecnologia detecta altera√ß√Ķes sonoras, tanto no caso de uma discuss√£o em local p√ļblico (em que as vozes v√£o se elevando pouco a pouco) quanto no caso de estouro de vidros e tiros (que geram uma altera√ß√£o brusca no padr√£o). Como o anal√≠tico √© inteligente, ele n√£o confunde, por exemplo, tiros com fogos de artif√≠cio, reduzindo alarmes falsos. 

5. Alertas sonoros 
Nem todas as cidades enfrentam os mesmos problemas. Algumas t√™m √°reas com risco sazonal de deslizamentos de terra. Outras, pr√≥ximas a barragens, podem ser surpreendidas por um acidente. H√° comunidades ribeirinhas que vivem atentas √† altura da √°gua, e assim por diante. Nesses casos, o alerta antecipado √© fundamental para salvar vidas e reduzir preju√≠zos financeiros. Na verdade, o alerta sonoro antecipado pode inibir o consumo de drogas nas ruas, dispersar jovens praticando atos il√≠citos em pra√ßas p√ļblicas e dissuadir pichadores antes mesmo que terminem de apertar o spray contra um monumento. Daqui a alguns anos, ser√° mais comum encontrar cidades dotadas de sistemas de alerta sonoro digital e de longo alcance, tanto para mensagens pr√©-gravadas quanto ao vivo, inclusive diretamente do celular do respons√°vel. 


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus