Tuesday, 26 de May de 2020

GERAL


Pandemia

Covid-19: atendimento da Rede de Atenção à Saúde de Palmas passa por reestruturação para enfrentamento da pandemia

08 Apr 2020
Divulgação Covid-19: atendimento da Rede de Atenção à Saúde de Palmas passa por reestruturação para enfrentamento da pandemia

Diante do crescimento na procura por atendimentos na rede pública de Saúde, em consequência do cenário epidemiológico provocado pelo coronavírus (Covid-19), a Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) realizou alterações na organização e no funcionamento da Rede Municipal de Saúde. Foram necessárias mudanças nos horários de atendimento, procedimentos e alguns serviços eletivos, os quais não requerem urgência, podendo ser suspensos temporariamente para que os profissionais de saúde possam receber com prioridade os casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus.

 

Durante este período, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) só irão atender os pacientes classificados como vermelho, laranja, amarelo e verde (que se enquadrem com urgência e emergência). Os pacientes que não se encaixem nos critérios de emergência serão encaminhados para os Centros de Saúde da Comunidade mais próximos de suas casas.

 

Quem apresentar sinais e sintomas que indicam possível contaminação pelo coronavírus, ou que tiver mantido contato próximo com algum caso confirmado, a recomendação é que entre em contato primeiramente com o Disque Zap Coronavírus da Saúde pelos telefones: 3218-5643 e 3218-5458 (fone e Whatssap) para receber orientações e informações, bem como o direcionamento para o serviço de saúde mais adequado para o atendimento.

 

Para o secretário da Saúde, Daniel Borini, a palavra de ordem é não aglomerar. “Por isso fizemos alterações necessárias em todos os atendimentos de Saúde”. As medidas também têm o objetivo de desafogar o fluxo nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e organizar a demanda de acordo com a classificação de risco de cada usuário, disse o gestor.

 

Centros de Saúde da Comunidade

 

Os horários de atendimento nos Centros de Saúde da Comunidade (CSCs) foram ampliados para acolher a demanda espontânea dos usuários que apresentem sinais e sintomas respiratórios e/ou gripe. Desta forma 26 CSCs tiveram seu horário de funcionamento estendido e ininterruptamente das 7 às 19 horas. Outros quatro CSCs vão funcionar até as 21 horas (403 Norte, 806 sul, Albertino Santos/1004 Sul, Valéria Martins/1206 Sul). Somente quatro CSCs manterão o atendimento normal até as 18 horas, os localizados em Taguaruçu Grande, Buritirana, Santa Bárbara e Alto Bonito.

 

Ao chegar ao CSC, a triagem do paciente é feita na recepção, obedecendo dois metros de distância entre o atendente. Em caso de síndrome respiratória ou gripal é fornecida máscara e, então, o paciente é encaminhado para atendimento médico.

 

Nos CSCs foram preparados um ou mais consultórios para servir exclusivamente ao atendimento de pessoas com sintomas respiratórios (conforme necessidade apontada pelo número de casos). Nesse ambiente, ficam disponíveis lenços de papel para a higiene nasal e álcool a 70%, além de lixeira específica para descarte do lixo contaminado.

 

Os casos suspeitos são notificados, medicados e orientados a permanecerem em isolamento domiciliar e social. Após este primeiro atendimento uma equipe multidisciplinar faz o acompanhamento e monitoramento do estado de saúde do paciente via telefone.

 

As demandas programadas e ou agendadas como (pré-natal, hipertensos e diabéticos entre outros) foram priorizadas e tiveram uma reorganização dos fluxos, de forma a evitar aglomerações de pessoas no Centro de Saúde.

 

Atendimento domiciliar

 

As visitas domiciliares pela Equipe de Saúde da Família Multiprofissional serão previamente avaliadas e classificadas por critério de prioridade e necessidade.

 

Medicamentos e troca de receita

 

Quanto aos medicamentos de uso contínuo, os pacientes poderão fazer a retirada nas Farmácias Municipais localizadas na Policlínica de Taguaralto – setor Vale do Sol e nos Centros de Saúde das 603 Norte, 108 Sul, 403 Sul, Aureny III, Taquari e Taguaruçu e 1206 Sul.

 

Já a troca de receita poderá ser realizada nos Centros de Saúde da Comunidade de referência do usuário.

 

Centros de Atenção Psicossocial (Caps)

 

O Centro de Atendimento Psicossocial (Caps II) funcionará das 07 às 13 horas, com capacidade reduzida e atendimento somente nos casos classificados como grave.  Os pacientes que fazem uso de medicação injetável irão receber a medicação em domicílio, caso o usuário deseje tirar dúvidas basta entrar em contato com o serviço no horário de funcionamento, pelos telefones 3218-5247 ou 3218-5421. Já o Caps AD permanece com o atendimento por 24 horas.

 

Serviços Especializados (ambulatoriais)

 

Foram suspensas parcialmente e temporariamente as consultas e exames/procedimentos eletivos na rede municipal. Caso o usuário deseje informações e ou esclarecer dúvidas, basta entrar em contato com o setor de Regulação da Semus, pelos telefones 3218-5400 / 5592.

 

Serviços Odontológicos

 

Os atendimentos de odontologia eletivos (agendados) estão suspensos em todas as unidades do município e continuam apenas os atendimentos nos casos de urgência e emergência. A suspensão leva em conta a proteção do profissional e da população devido ao grau de exposição e risco de infecção por vírus. A mudança alcança os centros de Saúde e também o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO).

 

Consultório na Rua

 

A Equipe do Consultório na Rua, além do cumprimento das rotinas quanto às medicações supervisionadas e demais ações às pessoas que estão em situação de rua, em parceira com a Secretaria de Desenvolvimento Social, também desenvolve uma ação intersetorial que visa disponibilizar alimentação para essa população, com entrega de marmita e a oferta de kits de higiene com as orientações sobre a importância da correta higienização corporal, bucal e das mãos. (Ascom).

COMPARTILHE:


Confira também:


COVID-19

Atividades Parlamentares permanecem paralisadas até 01/06 e Audiências Públicas são adiadas em Palmas

A medida tem como objetivo evitar a disseminação e propagação do novo coronavírus, como também preservar a vida dos servidores e parlamentares da Casa de Leis.

Pandemia

Tocantins contabilizou 113 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 2.696 casos no total, destes, 732 pacientes estão recuperados, 1.906 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 58 pacientes foram a óbito.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira