Wednesday, 08 de July de 2020

GERAL


Brasília

Em defesa dos produtores de leite, Tiago Dimas cobra soluções e apoio para o setor

08 Sep 2019
Daniel Machado Em defesa dos produtores de leite, Tiago Dimas cobra soluções e apoio para o setor

O deputado federal Tiago Dimas (SD-TO) saiu em defesa dos produtores de leite do Brasil e do Tocantins, pedindo que o governo federal ajude a providenciar soluções e apoio para o setor. Para o parlamentar, é absurdo o volume de leite e derivados importado pelo Brasil, em se considerando o tamanho do rebanho do país (mais de 215 milhões de cabeças de gado). Além disso, apontou uma série de outros problemas do setor. “Ficou muito entristecido ao ver que o produtor do leite vende o seu produto a um preço menos do que uma garrafa de água”, salientou.

A defesa foi feita em audiência pública nesta quinta-feira, 5 de setembro, na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados.

O congressista é membro da comissão e vem demonstrando preocupação com o setor desde que iniciou o seu mandato. A audiência pública teve como tema. Os problemas enfrentados pelos setores da cadeia produtiva do leite. O debate contou com as presenças de representantes do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), do Ministério da Economia, do Sindileite-BA (Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados do Leite do Estado da Bahia) e da Abraleite (Associação Brasileira dos Produtores de Leite).

Na audiência, Tiago Dimas ressaltou que, só no Tocantins, são 7 mil produtores, que conseguem geral 208 mil litros por dia. A maioria dessas pessoas, conforme o deputado, está passando dificuldades. “Infelizmente, muitos não conseguem nem mais pedir socorro, estão deixando o setor”, disse, ao lembrar que a realidade dos produtores é muito difícil, com um trabalho que se inicia às de madrugada, por volta das 4 horas.

O deputado destacou que o preço pago ao produtor está muito baixo, mesmo agora em período de seca, quando historicamente o valor é melhor. “O produtor gasta em insumos, em ração e não tem o retorno. Tenho informação de Pequizeiro, de um grupo que produz de 10 mil a 13 mil litros por dia, que está com as atividades paralisadas. Quando eles mais precisam, que é exatamente agora, período de seca, houve uma redução”, lamentou o parlamentar.

O deputado afirmou não ser correto o fato de o Brasil importar 29 mil toneladas de queijo e requeijão (produtos à base de leite) serem importadas por ano, enquanto o volume exportado mal passa de 10% dessa quantidade.

“Desde os anos 1970 os produtores de leite a reclamam das importações”, frisou Tiago Dimas, ao ressaltar que a derrubada das tarifas antidumping do leite da Nova Zelândia e da União Europeia trouxe mais problemas.

“Os outros países do mundo dão pesados subsídios aos seus produtores. Nós precisamos mudar a nossa política”, ressaltou o parlamentar, ao destacar que uma das reivindicações do setor é uma linha de crédito específica para que os produtores possam investir em tecnologia.

No debate, os representantes do governo federal mostraram as medidas que a administração está fazendo para o setor e ressaltaram que a derrubada das tarifas antidumping foi uma decisão técnica.

Também ficaram abertos ao diálogo para que se possam promover medidas de melhorias.

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins tem 439 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 13.440 casos no total, destes, 8.517 pacientes estão recuperados, 4.690 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 233 pacientes foram a óbito.

Biodiversidade

Tocantins inicia monitoramento do período reprodutivo 2020 do Pato mergulhão no Jalapão

O Governo do Tocantins tem o compromisso de cumprir o calendário de monitoramento da espécie, firmado com o Plano de Ação Nacional para a Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção ou do Patrimônio Espeleológico (PAN/ICMBio)


Covid-19

Governador vistoria instalações de hospital contratado para atender pacientes da Covid-19

Pavilhão contratado pelo Governo do Tocantins conta 10 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 60 leitos clínicos


Meio Ambiente

Governo do Tocantins suspende autorização para queima controlada até novembro

Portaria foi publicada no último dia 7; o aumento dos riscos de incêndios causado pela baixa umidade do ar, aumento da temperatura média no Estado e vegetação seca com grande potencial de queima são as justificativas para a proibição do uso do fogo no mane


Aprovação de Matérias

Assembleia encerra primeiro semestre após diversas matérias aprovadas


Paraído do TO

Bombeiros militares atuam em combate a incêndio em carga de madeira na BR-153


Desempenho

Tocantins alcança segundo lugar no ranking de monitoramento da Agência Nacional de Águas


Cultura

Prazo para cadastro de eleitores e candidatos ao Conselho de Cultura termina na sexta


Campus Party

Norte Agropecuário será apresentado em evento com participação de referências mundiais no debate da transformação tecnológica


Cronograma

Prevenção contra incêndios florestais para este ano está na fase final



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira